Técnico russo teria cometido suicídio após entrar em depressão por derrota para o Brasil



Sergei Ovchinnikov, técnico da seleção feminina da Rússia na última Olimpíada, teria se enforcado no quarto do hotel em Porec, na Croácia, onde o Dínamo de Moscou, clube que também dirigia, realizava a pré-temporada.

Por enquanto não existe confirmação oficial por parte da Federação Russa ou da polícia croata. As fontes ouvidas pela imprensa da Rússia são amigos de Ovchinnikov, que logicamente estão abalados com a morte.

Segundo um deles, o treinador teria cometido suicídio por estar em depressão desde a eliminação da Rússia para o Brasil, nas quartas de final da Olimpíada de Londres. Para quem não se lembra, o time russo teve seis match points na ocasião, mas acabou perdendo para as brasileiras, que acabaram sendo campeãs olímpicas.

Ovchinnikov tinha 43 anos e estava no comando da seleção russa desde o ano passado.



  • Lucas

    Palhaçada escrever especulações sobre a morte do cara

    • Daniel Bortoletto
      • leonardo

        A gazzetta também é uma palhaçada então

        • Thiago

          Leonardo, vc é um gênio de uma frase… Parabéns, tem babaca que dá credibilidade para qualquer merda que estrangeiro fala

          • Paulo Víctor

            NO SITE DA FEDERAÇÃO RUSSA CONSTA EXATAMENTE ISTO: QUE AMIGOS DO TÉCNICO FALARAM QUE ELE ENTROU EM DEPRESSÃO PROFUNDA ÁPÓS A DERROTA NAS QUARTAS DE FINAL PARA O BRASIL

    • bruno

      Depressão não acontece de um dia para o outro, que especulação mais idiota!!!

  • Ele tinha, ao menos, a tendência à depressão. Isso não é impossível.

    Além disso, estamos acostumados com a cultura brasileira, que é bem menos pressionante.

    Lá fora, o comportamento e a pressão são absolutamente diferentes. Não é incomum jovens japoneses reprovados no vestibular se suicidarem.

    • Rodrigo de Almeida

      A mano se enxerga e para de fala merda !!

      • Thiago

        Ele não falou merda não, Almeida, ele falou a mais pura verdade.
        É vc quem deve se enxergar e parar de falar merda

        • fabuloso bolt

          KKKKK… Um cara que escreve : ” A mano se enxerga e para de fala merda ” quer dar lição de moral em alguém ? vc que deveria se matar retardado mental…

  • Djalma

    Que fatalidade. Agora fala pra tal de Fabí, líbero da seleção brasileira repetir o que ela disse depois do jogo……Que queria que as Russas sofressem mesmo e que voltassem pra casa aos prantos…….Esse é o espírito olímpico desse jogadora que deveria ao mesnos respeitar colegas de profissão……..

    • Vlad

      Quando foram elas que ganharam elas disseram a mesma coisa a Fabi e as outras…

      Dizem isso todo dia comigo e não tenho a mínima vontade de suicidar…

      Isso é de quem tem a mente fraca mesmo… Isso é tendência como bem disse o amigo acima…

    • Essa faby é daquelas barraqueiras que não tem respeito com ninguem, deram sorte de pegar os estados unidos num dia ruim, porque a previsao era levarem 3×0. Espirito olimpico ela nao tem ideia do que seja.

      • Djalma

        Não digo que ele fiz isso pelo fato dela ter dito, mas será que ela repetiria as palavras nesse momento? Será que não seria melhor ficar calada ou desejar sofrimento e o mau para seres humanos é a melhor saída? Que não tenho o tal espírito olímpico, mas essa senhora, Fabí, poderia ter ao menos respeito.

        • rogher hambuch

          ridiculo este post, qdo fabi falou foi um momento de desabafo pq a jogadora russa, Gamova tinha dado declarações a um jornal russo q odiava os brasileiros e que jamais jogaria em um clube no Brasil e q nunca teria como amiga jogadoras brasileiras… estou com a fabi e não abro, ele fez uma escolha, agora qdo elas ganharam do Brasil em Atenas, alem da humilhaçao russa nossas jogadoras sofreram humilhação por conta de brasileiros como vcs que acham q é so falar chovalhar e pronto e os pontos de vista nada… a morte so tem um disculpa e a do tecnico e a de vcs foi a fabi!! que asco!!!!

    • LUIZ Braghatti

      Como se pode exigir isto se a maioria delas não tiveram educação para isto ?

  • Paulo Barros

    Não existe a expressão “se suicidado”. A palavra suicídio, por si só, já se refere a pessoa.

    • Milton Cavalcanti Macedo

      Exatamente, muito bem observado..mesmo que dizer “ele matou ele” teria cometido o suicídio é o correto…

      • Predador

        Correto! Estou gostando de ver!

    • é por isso q o nosso sistema educacional está falido e olha q quem escreve a materia estudou por 4 anos….

      • Daniel Bortoletto

        Fred, dê uma olhada nos erros que cometeu no seu comentário, antes de querer bancar o professor Pasquale aqui no blog.
        Grande abraço

        • Predador

          Vixeee!!!! Essa doeu!!! kkkkkkkkkk

        • Elcio

          Boa Daniel!!! Gostei… como sempre digo, só pode criticar quem faz melhor….

          • Afonso RJ

            Elcio: Concordo com você em parte. Quanto à assertiva: “Só pode criticar que faz melhor” discordo completamente. Vou dar apenas alguns exemplos: Pode-se criticar um filme sem ser cineasta. Pode-se criticar um livro sem ser escritor. Pode-se criticar uma refeição sem ser “chef”. E vai por aí a fora. Concorda comigo?

        • Rafael

          Grande Daniel Bortoletto,
          Vi na sua descrição que vc é editor regional no Rio de Janeiro no Lance. Pergunto: o que o Walter Mattos Jr acha de um jornalista do grupo respondendo a um leitor com esse tipo de argumento: “Olha os erros que cometeu no seu comentário, antes de querer bancar o professor Pasquale aqui no blog.”.
          Acho que vc perdeu uma excelente oportunidade de ser humilde e reconhecer o erro. Em vez disso, preferiu apontar outros erros cometidos por uma pessoa que não tem obrigação de escrever corretamente e que está aqui gerando audiência para o seu blog continuar existindo. É a mesma coisa que um taxista criticar um passageiro. Aí eu pergunto: vc quer que esse leitor volte?

          • Daniel Bortoletto

            Meu caro, você acompanha o blog há tempos?
            Procure fazer uma pesquisa entre os 15 mil comentários aprovados e respondidos? Sabe quantas centenas eu ainda jogo para a lixeira por xingarem meu pai, minha mãe, meus filhos ou por conterem ofensas mútuas entre vocês, os visitadores?
            Procure conversar com as pessoas que aqui frequentam diariamente.
            Sabe quantos e-mails respondo diariamente de leitores sobre os mais variados assuntos, que me chamam de flameguinsta, botafoguense, vascaíno, tricolor ou corintiano dependendo da manchete do Diário?
            Então. Muita gente gosta de provocar, né. Quando se responde, com educação, que fique claro, se calam ou se desculpam pelo exagero.
            Tenho 13 anos de LANCE!, com muito orgulho, e a consciência muito tranquila pela forma como trato meus funcionários e leitores.
            Um abraço

          • Rafael

            Caro Daniel, estou respondendo aqui em cima, pois o sistema do blog não permite a tréplica.
            Espanta-me vc continuar no mesmo tom anterior. Ou seja, ao me responder, vc foi arrogante da mesma forma que foi com o outro leitor, só que, no meu caso, mais educado.
            A primeira parte da tua resposta foi uma tentativa de me desqualificar. “Vc acompanha?”, “Procure se informar…”. De fato não acompanho seu blog, porque não o acho interessante. Mas educação e respeito são algo que se percebe de forma instantânea e não um juízo de valor que se constrói com o tempo. Portanto, uma vez só me basta para verificar que vc foi (e continua sendo) indelicado com leitores.
            Se estes leitores se agridem e o agridem, é outra conversa. A internet vem virando cada vez mais esse território de agressões e desrespeitos. Mas este fato não pode NUNCA influenciar o comunicador. Que deve se manter alinhado com o que acredita.
            Volto a dizer: perdeste uma boa oportunidade de ser humilde e de mostrar respeito ao seu leitor e continuou perdendo ao me responder.
            No mais, parabéns pelos 13 anos de Lance! e por tratar bem funcionários e leitores, apesar de achar que isso não é algo que tranquilize a consciência, uma vez que a meu ver deveria ser obrigação…
            Fico por aqui.
            Grande abraço!

          • Rafael

            Opa! Permite a tréplica. Que bom…

          • Naty

            Daniel Bortoletto, ser jornalista não deve ser fácil viu! Ter que aguentar esses babacas….da próxima vez bloqueia o comentário, não fará falta alguma!

          • César Castro

            Se vc não acompanha o blog por não achá-lo “interessante”, pq então está criando tanta polêmica?
            Ah vá.
            Você deve ser um desses caras que adoram comprar brigas onde tomar parte é saída pra desfilar sua pseudo-cultura.
            Procure um boa lavagem de roupas e vá procurar sua turma.

      • j nader

        será?

    • Afonso RJ

      Realmente, “se suicidar” ou “suicidar-se” são expressões que implicam um pleonasmo. Entretanto, é perfeitamente aceitável na língua, pois está consagrada por muitas décadas, talvez séculos de uso. E a maioria dos linguistas concorda com isso.

      Veja:

      http://wp.clicrbs.com.br/sualingua/2009/05/11/suicidar-se/
      http://www.conjugacao-de-verbos.com/verbo/suicidar-se.php
      http://www.institutocarlosandre.com.br/site/index.php?pagina=artigos&idartigo=39

      (Esse último, inclusive, cita o Aurélio e o Houaiss)

      E vai por aí a fora…

      Aliás, diga-se de passagem, “suicidarse” também é amplamente aceito em espanhol.

      “Cometer suicídio” eu não gosto, porque apesar de correto, implica indiretamente num anglicismo, o que eu não vejo com bons olhos. Da mesma forma que “voluntariou-se”, que eu acho simplesmente abominável. Em bom português, diz-se “foi voluntário”, e “suicidou-se”.

      Então, antes de fazer uma assertiva como essa: Não existe a expressão “se suicidado”, dê uma procuradinha no google. Não custa nada e pode evitar que você passe por burro.

      • Predador

        Muito bem, voce matou a cobra e mostrou o “pau”!!!

      • César Castro

        Perfeito!

    • Léo

      Preconceito linguístico “tá” por fora……

      • Carlos E

        Pior de tudo que foram corrigir o que nao está errado ” se suicidado”. Mas o problema não é esse, o problema mora ao perceber como as pessoas gostam de briguinhas a toa. E se tivesse errado ? Esse é o propósito do post ? Comente e notícia e pronto. Mas não, internet virou terra de machões, que só sabem comprar brigar, sempre revoltadinhos, reclamando de tudo. É simplesmente insuportável acompanhar cometários de blogs e notícias, pq as pessoas acham que por estarem escondidos podem falar tudo, da forma que quiserem. Pena que esses tipos estão chegando nesse blog aqui também. Era (e ainda é ) um blog de ótimos posts e ótimos comentários, mas essa ultima parte vai se perdendo e mais lá se vai mais um espaço de boas discussões.

        • debygoiania

          Não consigo acreditar que as pessoas estão conseguindo se “indispor” com o blogueiro mais gentil da área esportiva.
          Acho até que o Daniel tem paciência demais com certos “malas”. O assunto-mor aqui é vôlei,galera.
          Respeitem o trabalho desse profissional.

          • Fernando

            Exatamente “debygoiania” ! não entendo o prazer. pra muitos a graça mora em sempre brigar, é o prazer pra muitos infelizmente

  • Milton Cavalcanti Macedo

    que afirmação mais idiota…por causa de uma derrota ele se mata…com certeza ja estava doente..pode ter se agravado com a decepção. mas com certeza ja estava doente…

    • Thiago

      concordo com sua colocação, milton… mas vai saber se houve uma pressão tão grande que ele não suportou e acabou comentendo o suicidio?

  • Para começo de conversa não tem essa de que a Fabi é isso ou aquilo. Tenho para mim q nunca passou pela cabeça das jogadoras de volei do Brasil um pensamento como “eles deveriam morrer”. Quando ela disse q gostaria q eles sofressem é pela derrota (q todo e qualquer atleta tem a chance de sofrer). Nos últimos anos a seleção russa foi a pedra no sapato das nossa jogadoras. A grande estrela da seleção russa (Gomova, acho q é esse nome dela) sempre ironizou nossa seleção após as vitórias. Pelo q passou a nossa seleção em Londres (quase ninguem acreditava nelas) o desabafo da Fabi e das outras jogadoras foi mais q normal. penso também q eleas sentiram essa perda, pois, no mundo do esporte todos c conhecem. Agora respondendo ao Ricardo, gostaria de saber quem q preveu q a seleção perderia de 3 sets a zero dos EUA. Acho q muitos esqueceram o passado recente da seleção de volei, a mais vitoriosa dos últimos 5 anos, antes da final era a atual campeã olimpica e com campeão nunca pode c prever nada.

    • Djalma

      No mundo do esporte deveríamos ter respeito e não ficar desejando o mau. Não adianta falar que ela fez isso com boa intenção que não, ninguém em sã consciência vai desejar mau para outro ser humano. Tirar um barato um sarro, isso sim faz parte, mas desejar sofrimento é demais é sem noção, uma falta de respeito sem tamanho. A seleção sem dúvida é uma das melhores, e com certeza é merecedora, mas não deveria baixar o nível por conta de uma jogadora que não passa de coadjuvante, essa é minha humilde opinião…….Fabí e desrespeitosa, falou.

  • Luiz

    Eu estou tão afastado do vôlei.

    Bem, acho que não é verdade. Alguém está juntando uma coisa com a outra só para fazer drama.

    Não estou dizendo que é este blog. Apenas acho que tem muitos oportunistas querendo vender história.

  • lurdinha

    Nao acho que seja especulação o cara ja tinha depressao e a derroTa para o Brasil foi apenas o estopim de um problema que nao poderia ter sido negligenciado

  • Predador

    Difícil de entender como é que uma pessoa faz isso,né? Mais, infelizmente, acontece! A Fabi fez, um desabafo infeliz! No calor de uma vitória dramática. Ela é uma grande jogadora e deve estar se lamentando agora. O gente, sei que será uma perda dramática para voces mas, resolvi mudar para outro blog,tá? Bye!!!

  • jota medrado

    me desculpem a colocação,se isso fosse um motivo,o BERNARDINHO,com todo o respeito teria feito o mesmo.
    nós brasileiros,estávamos acreditando mais na seleção masculina do que na seleção feminina,olha que tínhamos 2 sets a o e com chances de fechar o 3.
    mas o resultado foi oque vimos,então como disse vários comentaristas aqui,esse homem já tinha algum problemas e a derrota para o BRASIL foi mais um incentivo para esse trágico acontecimento.

  • César Castro

    Pessoal, os ânimos estão bem exaltados por aqui.

    Concordo com quem diz que depressão não aparece de um dia para o outro. De acordo com os psicológos com quem já pude conversar, a ideação suicida´é um processo que leva um certo tempo de amadurecimento até a consumação do ato.

    Aos sabichões de plantão: suicidar-se é um verbo pronominal considerado dentro da Linguistica como um “pleonasmo irreversível”, consagrado pelo uso e não configura erro sintático nem tampouco semântico.

    E gente, vamo combinar, o Brasil teve histórias muito mais dramáticas com as russas do que o contrário… Ah vá!

  • matheus

    Eu acho que o problema do cara ja era antigo , a drrota foi só um estopim..

  • Bia

    Depressão não surge de uma hora pra outra, deve haver outro motivo muito forte para um ato tão extremo como este.

  • Clivia

    Gente! Acho que ele nao foi tão forte como o ZR e a Mari em 2004. E mais na minha opinião o Brasil nao desrespeitou a Rússia, jogou melhor se quisesse desrespeitar tinham sacado nas outras ponteiras ou libera e ganhariam de 3 a zero. Adorei o jogo e mostramos apenas que éramos os melhores.Ponto. Agora a pressão com certeza deve ter existido na Rússia como existiu no Brasil e o ZR e agora o Bernardinho nao suicidaram-se.

    • Clivia

      OBS: sacaram em cima da melhor jogadora, Sokolova o tempo inteiro.

      • Clivia

        Ainda, a Selecao Feminina de Volei tem uma linda historia que este tecnico poderia ter se espelhado, no histórico contra a Russi, superação!!

  • Naty

    Como tem gente falando besteira aqui. Apenas foi dito que ele entrou em depressão após a eliminação da Olimpíada.
    A frustração pela derrota pode sim ter sido tão forte que o levou a fazer isso.
    Cada um reage de um jeito a uma frustração…..às vezes a vergonha é grande, o desespero….que dá nisso….são vários fatores…..
    Já li sobre um caso de um político japonês que cometeu suicidio por vergonha de ter sido descoberto por corrupção….uma inglesa que se matou porque não conseguiu emprego….e tantos outros casos que, podem parecer loucura para uns, algo inimaginável de se fazer….mas que para eles foi muito mais forte, fez diferença nessa decisão terrível….

  • Eduardo

    Bem, na minha opinião, uma depressão pós-jogo é um tanto improvável, pois alguém acostumado a decisões e ciente do caráter decisivo de uma quarta-de-final, ainda mais contra as atuais campeãs olímpicas, estaria, em tese, preparado para a glória ou a derrota. Entretanto, fatos pessoais exteriores ao vôlei e o mundo que o cerca podem ter abalado o técnico russo que poderia ter tido no trabalho um alento para fugir de traumas pessoais. Não vejo a derrota para o Brasil nas quartas como fator principal deste suposto suicídio, mas sim como um evento que teria um efeito semelhante “a gota d’água” em um copo cheio. Longe de mim querer desmerecer a morte do técnico russo, mas em Atenas, a dor do Zé Roberto foi muito grande o que poderia ter lhe rendido uma depressão e, conseqüentemente, uma queda do vôlei Brasileiro. Por isso, defendo a idéia de problemas pessoais de Sergei que teriam tido um ápice na eliminação russa e nas duras críticas posteriores, afinal a dor da eliminação vem algum tempo depois…o que você acha Daniel? Fui coerente?

    • Daniel Bortoletto

      é possível. escrevi um texto para o LANCE! de amanhã e reproduzi uma frase do Vladimir Alekno, técnico da seleção russa masculina. Ele diz com todas as letras que o Sergei estava carregando uma espécie de culpa pela derrota para o Brasil. Pode ter sido sim um (talvez entre vários) dos motivadores para a morte, infelizmente.

      • JU

        que pena daniel um tecnico com um futuro todo pela frente

  • Clivia

    … mas a Selecao russa nao se classificou p o GP e teve de conquistar a vaga em cima do laço tb. Pois nao se classificou Para copa do mundo 2011. Acho que deve ter faltado apoio o que na CBV nunca faltou.

  • Eduardo

    Agora fica a pergunta a partir deste acontecido. Que traumas e tragédias poderiam ter acontecido se a seleção feminina de vôlei não avançasse às quartas-de-final? Porque críticas do povo brasileiro(que, em sua maioria, só acompanha de quatro em quatro anos) não faltaram e chegaram a ser desrespeitosas para com a pessoa humana por não se limitar a questões ligadas ao esporte. Gostei muito do post que você fez, Daniel, sobre a decepção que será no Rio, se continuarmos assim: sem valorizar o que temos.”Este país não merece seus ídolos”

MaisRecentes

Vaivém: Jaqueline no Hinode/Barueri



Continue Lendo

Cai o primeiro técnico após UMA rodada da Superliga



Continue Lendo

Luizomar e Rizola não conseguem vaga no Mundial



Continue Lendo