Taubaté sai na frente do Corinthians na final do Paulista



O EMS/Taubaté não decepcionou os torcedores que lotaram o Ginásio do Abaeté, na noite desta quarta-feira.

Na primeira partida da série em melhor de dois da final do Campeonato Paulista masculino, vitória sobre o estreante Corinthians/Guarulhos por 3 sets a 1, parciais de 25-21, 25-19, 23-25 e 25-16.

A definição do campeão acontecerá no sábado, às 21h, no Ginásio da Ponte Grande, em Guarulhos. Para os visitantes bastará vencer a partida ou o golden set, que acontecerá caso o Timão ganhe o “tempo normal” por qualquer placar.

Fábio tenta passar por Lucarelli e Solé (Divulgação)

Fábio tenta passar por Lucarelli e Solé (Divulgação)

O que me chamou a atenção na partida desta quarta-feira:

– O Taubaté foi soberano na reta final dos dois primeiros sets. Na parcial inicial, perdia por 18 a 16. Não só virou como tomou as rédeas das ações ao assumir o controle do placar. Já o Corinthians, apesar de ser um time dos mais experientes do país, mostrou momentos de instabilidade emocional. Se tivesse a cabeça no lugar poderia ter levado a decisão dos sets iniciais de forma mais parelha.

– Quando Lucarelli cresceu, o jogo ficou mais fácil para o atual tricampeão estadual. Foi o que aconteceu no quarto set. O ponta foi muito acionado por Rapha e não decepcionou.

– O Corinthians mostrou, em parte do jogo, ser possível desbancar o favorito Taubaté. No terceiro set, abriu 7 a 1 sendo eficiente para quebrar o passe e marcar Wallace, bola de segurança de qualquer levantador do mundo. Para isso precisou errar menos (no saque e no ataque), algo que fez muita diferença no início.

– Como faz falta a tecnologia! Em vários momentos a arbitragem ficou refém do “olho humano” e errou. O vôlei, principalmente o masculino, chegou a um nível de velocidade que dificulta demais a marcação dos juízes. E sem a ajuda das imagens erros continuarão acontecendo.

– O jogo teve alguns bons rallies com quase 30 segundos de bola no ar. Uma raridade em jogos entre homens.



MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo