Sul-Americano virou várzea



A CBV anunciou na noite de segunda-feira a saída da Venezuela do Sul-Americano masculino, que acontecerá em Cabo Frio.

Segundo o release da entidade, os venezuelanos não conseguiram voo para o Brasil.

Será que apenas este que vos escreve acha a situação absurda?

Ora, ninguém na federação local sabia com antecedência da competição? A Confederação Sul-Americana não foi avisada para poder tentar ajudar? Parace que estamos falando de uma viagem da América do Sul para a Ásia…

Vergonhoso, para dizer pouco, ver isso acontecer nos tempos atuais.

Pelo Twitter, acompanhei a repercussão entre alguns atletas, entre eles o oposto Gomez, que não atua mais pela Seleção, mas tem vários remanescentes de sua geração no time.

“Estou dois anos afastado da seleção e é triste descobrir que a situação piorou”

“Para muitos, nossa geração era o problema, quando somente se exigia condições mínimas para seguir. E agora? Quem é o problema?”

Bom, sem a Venezuela, sobraram cinco times na competição. É ver um monte de pelada até a final Brasil x Argentina.

 



MaisRecentes

Informações sobre as finais da Superliga Masculina



Continue Lendo

Vaivém: Mais dois anos, ao menos, de Vôlei Renata em Campinas



Continue Lendo

Vaivém: Camponesa/Minas confirma Bruna e Carol Gattaz



Continue Lendo