SporTV inicia “temporada especial” com o vôlei



A Superliga 2020/2021 terá um espaço nobre na grade de programação do SporTV. A emissora, parceira de longa data da competição, planeja mais de 120 transmissões ao vivo nos próximos meses, a começar neste domingo, Vedacit Guarulhos x Sada Cruzeiro, às 21h30.

Na tabela com os jogos com exibição prevista para novembro e dezembro, serão 59 jogos exibidos pelo SporTV 2: 26 do masculino e 33 do feminino. E com a facilidade para o telespectador/consumidor de dois horários fixos, independentemente do dia da semana: 19h e 21h30. Em alguns dias, haverá rodada dupla. Uma tentativa de fidelização do público, acabando com um leque enorme de diferentes horários de anos anteriores, deixando aquele fã menos atento perdido par encontrar o vôlei na grade.

Nas chamadas do canal nas últimas semanas, a sacada de brincar com a mudança do nome do canal para “SporTVôlei” ajuda a entender a estratégia de valorização. Coincidência ou não, a mudança acontece após a primeira experiência da CBV/Superliga com a exibição por streaming a partir de um pay-per-view, na temporada passada. Ao analisar a lista de transmissões do turno, fica claro perceber que a maioria esmagadora dos jogos principais estará na grade do SporTV (confira as transmissões previstas para os próximos meses).

A maratona de jogos ao vivo no canal por assinatura terminará em abril de 2021, com presença de um trio expert na competição: Fabi, Carlão e Nalbert.

Fabi é comentarista do SporTV (William Lucas/Inovafoto/CBV)

– A Superliga é fundamental na formação dos jovens, apaixonados por vôlei, que sonham vestir a camisa de um grande clube e defender a seleção brasileira. A competição é uma grande oportunidade de garimpar talentos – afirma o comentarista Carlão, que estará na transmissão do SporTV2 na abertura da Superliga, ao lado de Nalbert e do narrador Luiz Carlos Jr.

Dona de duas medalhas de ouro olímpicas, Fabi reforça a importância da competição, que termina há poucos meses dos Jogos Olímpicos de Tóquio:

– Por causa do adiamento dos Jogos, algumas jogadoras tiveram uma nova oportunidade e a briga pelas vagas na seleção está aberta. A competitividade, com certeza, será enorme. Temos alguns jogos muito aguardados e o público que não estará presente nos ginásios vai poder acompanhar tudo nas transmissões do SporTV – disse.



MaisRecentes

Decisões diferentes para o piso da Superliga



Continue Lendo

A relação estremecida entre Sesc/Bernardinho e Flamengo



Continue Lendo

Sim, podemos chamar Ana Cristina de fenômeno



Continue Lendo