Sollys/Nestlé cumpre obrigação e jogará o Mundial



O Sollys/Nestlé, sem suas selecionáveis, não fez mais do que a obrigação. Neste domingo, no ginásio José Liberatti, em Osasco, o time venceu o Universidad Católica, do Chile, por 3 sets a 0 (25-13, 25-11 e 25-11), conquistou o tricampeonato do Sul-Americano e garantiu vaga para o Mundial de Clubes, entre 8 e 14 de outubro, em Doha, no Catar.

O torneio continental reuniu apenas mais dois clubes: o Universitário San Francisco Xavier, da Bolívia, e Sport Clube Venezuela, do Paraguai. Nenhum representante de Argentina ou Peru, os outros dois países que poderiam rivalizar um pouco com o Sollys, que entrou na vaga aberta pela Unilever. Pelo nível dos rivais, qualquer um dos seis primeiros colocados na última Superliga encontraria facilidade para vencer o Sul-Americano.

No jogo de hoje, a atacante Ivna foi a maior pontuadora, com 18 acertos: 14 de ataque, quatro de saque e dois de bloqueio. A capitã Jaqueline fez 17.

Luizomar escalou o Sollys/Nestlé com Karine, Ju Costa, Ivna, Jaqueline, Larissa, Bia, além da líbero Camila Brait.

No Mundial, o time brasileiro vai enfrentar o Rabita Baku, do Azerbaijão, e o Chang, base da seleção da Tailândia.



MaisRecentes

Brasil larga bem na segunda fase do Mundial



Continue Lendo

Os prováveis participantes do Mundial masculino de clubes



Continue Lendo

Brasil “mapeia” os perigos para duelo com a Austrália



Continue Lendo