Sollys/Nestlé aproveita erros mineiros e está com um pé e meio na final



Deu a lógica. Neste sábado, em casa, o Sollys/Nestlé, melhor time da fase de classificação, fez 3 a 1 na Usiminas/Minas, quarta colocada, e e ficou a um triunfo de mais uma final da Superliga.

Vale lembrar que esta foi a 14ª vitória seguida do time de Luizomar de Moura e mostra o quanto este grupo cresceu do início do returno até os playoffs.

Já a comemoração merecida das mineiras pela vaga na semifinal da Superliga se estendeu mais do que deveria. O time só se lembrou de que enfrentava o Sollys/Nestlé, na abertura do playoff por um lugar na decisão, no segundo set. Tomou um vareio no primeiro, digno de confronto entre uma equipe profissional e outra juvenil. O placar de 25 a 7 que não combina com o equilíbrio dos playoffs até agora.

Depois, o jogo foi mais parelho. O Sollys teve uma atuação brilhante no bloqueio: foram 19 pontos. Individualmente, porém, o destaque no fundamento foi Fernanda Ísis, jogadora mais comentada após o duelo com o Sesi, com oito dos 11 pontos do Minas.

Adenízia, que foi aprovada apenas no aquecimento do jogo após torcer o tornozelo na véspera, foi eleita a melhor em quadra. Foram 13 pontos, sendo quatro deles no bloqueio. Acabou sendo decisiva.

Jarbas Soares sentiu muito a ausência da ponta Mari Paraíba e viu seu sistema de passe sofrer bastante. E ainda vai lamentar muito o fato de a cubana Ramirez levar um cartão amarelo no quarto set e virar desfalque para o jogo em BH. O lance da advertência já virou assunto nas redes sociais. Ela marecia ou não a advertência? Eu fiquei em dúvida.

Com Mari sem as melhores condições e com Ramirez fora, a Usiminas/Minas vai precisar de uma milagre para forçar o terceiro jogo.



  • Maria tereza

    Na minha opinião foi injusto o cartão da Ramirez pelo meos naquele lance ela não provocou o Sollys reclamou o juiz acatou a reclamação de forma injusto acho que a fama da cubana de sempre provocar as adversárias pesou na decisão do juiz

    • voleyball

      Quem deu o cartão amarelo para a Daymi, foi a Jacqueline, que estava apitando o jogo na orelha do arbitro, que mal intencionado aplicou. Fases descisivas é assim mesmo, quem paga o direito de T.V., escolhe os finalistas e o Minas certamente não é um deles.Erros gravíssimos de arbitragem foram vistos.

  • Gustavo

    Como assim em duvida?? Fico claro que o Osasco apitou o jogo e a Jegueline que praticamente deu o cartão pra Daymi. Tiraram a melhor jogadora do Minas da próxima partida injustamente!! Mais ridículo foi as jogadoras do Osasco comemorando o cartão pra Daymi, ridícula postura. Mas apesar de tudo isso, nessa partida o Isasco mereceu ganhar

    • Raffael

      Voce deve ter assistido o jogo na Srª Rede Globo. A imagem que passou das jogadoras comemorando não foi pro cartão. Aquilo foi uma imagem recuperada na vibração de um ponto. Voces sabem cair direitinho numa edição da Globo né.

      • Gustavo

        Não, elas comemoraram o cartão mesmo pra Daymi , acho que você não prestou atenção hein(obvio que eu vi na Globo)

        • graca

          Vc está certo GUSTAVO: comemoraram e muito o cartão da DAYMI, de forma digamos SÁDICA!

          • graca

            O mais SURREAL é que a DAYMI não pode comemorar seus pontos, mas as meninas do SOLYS podem comemorar o CARTÃO AMARELO da cubana DESCARADAMENTE SEM NENHUMA PUNIÇÃO DO ÁRBITRO.

          • Euri

            Eu assitir o jogo na globo e não vi comemoração nenhuma. As imagens que a globo colocou (depois do cartão) foram de comemorações anteriores. Aliás eles repetiram as mesmas imagens várias vezes atrapalhando quem queria assistir o jogo. Aqui tem um link que mostra o momento do cartão http://www.youtube.com/watch?v=AvSJt4I7Srg.

            Se vocês olharem o link vão ver que a Jaque só fez o papel como capitã de direito que foi alertar o juiz do comportamento da Ramires e ficou parada quieta quando ele deu o cartão. É o papel dela como capitã. O mais interessante é que qdo a cubana vai falar com o técnico ele nem dá trela pra ela. Eu achei na hora que ele estava com mais raiva dela do que outra coisa.

  • Guga

    Engraçado os conceitos de kda um arbitro… pq no ultimo jogo contra o Sesi, ela fez pior e nao fui punida com os dois cartoes

  • Afonso (RJ)

    Deu a lógica. O Sollys está com um time muito bem afinado e com jogadoras de primeira linha em todas as posições. Só um desastre tira o título do time de Osasco esse ano.

    Tudo bem que a Mari Paraiba foi um desfalque importante, mas mesmo com o time completo em perfeitas condições físicas, o time do Minas não é páreo para o Osasco. E não me venham que o time mineiro entrou desconcentrado no primeiro set. O Osasco é que foi arrasador. O jogo equilibrou um pouco nos outros sets não porque o Minas concentrou, mas porque o Osasco relaxou. E dá-lhe síndrome do terceiro set. Essa é a minha visão da coisa.

    Quanto ao caso da Daymi, acho que o cartão foi merecido. Talvez não por esse lance específico, mas pelo conjunto da obra. Os árbitros, conhecendo a fama de provocadora, acabam se deixando influenciar no julgamento, interpretando uma comemoração um pouco mais efusiva como provocação. É a velha história de “Pedro e o Lobo”.

    Com toda a certeza Osasco fecha a série no próximo jogo em Minas e fica confortavelmente esperando por Unilever ou Volei Futuro. Acho que dá o time de Araçatuba. Mas de qualquer forma, no momento atual nenhum dos dois times é pareo para o Sollys.

  • Luiz

    Osasco tem todos os méritos, mas a arbitragem estava tendenciosa. Foram 7 erros a favor do Osasco. 7 erros, minha gente. Isto daria até para se anular um jogo. Um destes erros foi uma bola em que a Jaqueline atacou diretamente para fora, mas o 2° árbitro viu a bola tocar no bloqueio da Herrera, na antena e ir para fora. Agora eu pergunto: como apenas uma ação pode se desdobrar em três? RIDÍCULO. O pior de tudo foi a Leila e o Giba com vergonha de comentar.
    E o cartão para a Ramirez? Uma vergonha! Ela olha para o lado de Osasco, mas fica calada. O Árbitro só marcou porque a Jaqueline pediu e não por ter visto alguma coisa.
    Este time arrogante do Osasco está me fazendo ficar fã do time do Unilever.

    • GRACA

      Luiz mais uma vez concordo contigo!!!DECEPCIONANTE! O arbitro jogar com a camisa do SOLYS: todos os lances duvidosos ele deu a favor do SOLYS, e estragou o espetaculo de vez ao dar o cartao AMARELO para a DAYMI RAMIREZ, ela nao tinha feito NADA DEMAIS!!! RAMIREZ nao fez 1% das provocacoes que tinha feito contra o SESI e ganhou o cartao injustamente! Mas vamos falar de coisas boas: FABIOLA acabou com o jogo, deu uma AULA DE VOLEIBOL, perdi a conta de quantas vezes a FABIOLA concertou bolas RUINS levantando com uma MAO SO’. FABIOLA deveria abrir um curso: “COMO CONCERTAR BOLAS HORRIVEIS COM UMA SO’ MAO!”. Fora esse detalhe importantissimo de concertar passes defeituosos, ela jogou com muita velocidade, encheu TAISA e ADENIZIA de bolas, foi uma NINJA na defesa, fundamental no BLOQUEIO e sacou com muita inteligencia. No duelo FABIOLA X CLAUDINHA deu 1000 x 0, CLAUDINHA estava irreconhecivel muito aque’m do seu potencial, espero que na proxima partida ela melhore.

      • Luiz

        É isto mesmo! Que o Osasco mereceu a vitória, isto ninguém vai contestar. Mas, os erros de arbitrágem foram ridículos.

  • Raffael

    Daniel, voce sabe nos dizer se há como o minas entrar com um efeito suspensivo desse cartão da Ramirez? No futebol ja vimos bastante disso, quando um atleta toma cartão amarelo ou vermelho as vesperas de um confronto decisivo, dai entram com recurso, pagam multa e conseguem escalar o atleta.

    • GRACA

      STJD URGENTE!!! SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIC DESPORTIVA. Oarbitro prejudicou e muito nao so’ o USIMINAS, mas tbem o bom andamento da SUPERLIGA e VOLEI FEMININO brasileiro, o Sr. Silvio SILVEIRA, arbitro da partida, deveria levar uma suspensao pelo estrago que fez!

  • ana maria

    Vi o jogo e sofri mastante. Apesar de saber da superioridade do Osasco não esperava aquele primeiro set. Mas o Minas foi se ajeitando mostrando poder de reação. Pena que falta calma. As cubanas estã visadas nessa coisa de comemoração e…custava comemorar só com sua equipe? Bom quero parabenizar a Fernanda Isis pelo desempenho. Apesar de ter entrado desconcentrada ela achou o jogo.

  • César Castro

    O cartão pra Ramirez foi mais do que merecido. Talvez se ela tivesse sido tratada com mais rigor pela arbitragem na primeira fase, o time do Minas (do qual gosto muito) não passaria por essa saia justa.
    A Ramirez é muito mal educada, pintou e bordou a competição inteira, vibrando de frente na cara do adversário. Não importa sua nacionalidade (podia ser russa, italiana ou até de Vênus), ninguém pode desreipeitar ou ser deselegante com seu concorrente em nenhuma área profissional: educação é obrigação e não diferencial.
    E essa minha opinião se estende para as brasileiras também, Adenízias e Elizângelas da vida.
    Vibração é uma coisa, afronte é outra.
    A equipe cubana da década de 90 nunca necessitou daquele comportamento baixo para ser campeã, se o praticavam era por pura falta de educação social. Elas eram as melhores e ponto.
    A Sheilla Castro e Sokolova são exemplos claros de pessoas que brilham graças ao talento e não precisam comportar-se como marginais, arruaceiras nem gangueiras. São ladies em quadra, uma campeã olímpica e a outra mundial.

    • GRACA

      Querido, no calor da partida rolam essas coisas… A nao ser que vc assista volei pelo VIDEOGAME, na vida real sempre rolam umas provocacoes…

      • Emerson

        Graça. Vc deve ser Cubana, só pode. Em todos os seus posts vc defende essa afrontosa cubana.
        O estilo de se comemorar um ponto é uma coisa, vc afrontar o time adversário é outro meu amor.
        Vejamos o exemplo Herrera, tracional encarada na rede, na cara da atleta, não ela não grita, não exagera no ato, mas a Ramirez, é provocadora, ela grita, se esperneia em quadra e quando chega na rede, ela fica provocando.
        O sistema é o seguinte, Cuba é Cuba, Brasil é Brasil. Qdo vc vai ao Japão, a China, a Italia, a Russia ou em qualquer outro pais, vc deve respeitar as tradições e culturas daquele pais, vc deve se acostumar com a vida daquele povo e não aquele pais se acostumar com a sua cultura, assim é para as cubanas, elas estão carecas de saber que não existe exageros e provocações no jogos aqui no Brasil, então elas devem se adequar ao nosso volei. um ótimo exemplo é AGUERO meu bem, vc conhece? Não sei, mas enfim, joga demais, é desejada por vários times, agora me diga onde ela tenha passagens por afrontes as Italianas? Não tem, pois bem, ela se habituou ao estilo de volei da Italia e é sempre muito respeitada. #ficadica.
        Ramirez mereceu sim levar o cartão, se ela fosse um exemplo, estaria levando apenas o 1º cartão e não o 3º.
        Se ela e sua comissão sabiam que ela estava vulneravel a recebe-lo, ela que se controlasse.
        O erro foi dela em não se conter e querer ganhar no grito e na provocação.
        Adoro as duas para deixar bem claro, eu adoro afronte qdo jogo, mas não chego ao desrespeito aos meus adversários.
        SOLLYS/NESTLE. Extremamente superior a esse timinho do Minas.

  • mari diva

    “Algumas pessoas continuam agindo com preconceito em relação às cubanas, como se ainda vivessemos aquela derrota de 96 em Atlanta. Isso passou, o momento é outro. Não queiram perder jogadoras importantes e com muita garra em um campeonato que estava fadado ao fracasso. A garra delas é confundida com grosseria e a xenofobia brasileira como proteção de uma honra perdida no tempo e que não volta mais. Talvez raiva de algumas pessoas é pelo fato de Ramirez e Herrera terem estado em 2007 no Rio e tirado o ouro “garantido” da seleção. Triste.” autor desconhecido

    Enfim, depois leva uma surra da Russia, deita pros afrontes da Gamova, e não sabe o porque.

    MENTALIDADE MUSA FAIL

    #jaquetoco #uóqueline #musadobanco

  • GRACA

    A SUPERLIGA E OS AMANTES DO VOLEI perdem muito se a EXCEPCIONAL DAYMI RAMIREZ nao puder jogar a PROXIMA PARTIDA.

  • Thiago

    Uma VERGONHA o que aconteceu hoje. Acho que os brasileiros ainda vivem aquela derrota de 96 para Cuba. Xenofobia, preconceito, podridão. Ramirez e Herrera que elevaram a superliga não merecem ser tratadas assim. Garra é diferente de provocação. Tenho vergonha dessa panela do volei brasileiro. Um bando de patricinha que se acham as melhores do mundo. Vão levar bolada nas olimpíadas para abaixarem um pouco a bola. Torcida mineira, vamos gritar no jogo, levar cartazes e não podemos aceitar o que estão fazendo com esse time. Venceríamos o Osasco?? Provavelmente não, porem nas bolas duvidosas, dois toques da Thaisa ridiculo, um cartao amarelo para o time quando demonstrava algum poder de reação mina qualquer possibilidade de reação.
    Levemos faixas escritas INDIGNAÇÂO, VERGONHA, XENOFOBIA. E gritemos bem alto, CUBA, CUBA, CUBA. Sabemos que o espírito de garra da Ramirez estará em quadra com as jogadoras, mas fica a dica, CBV se quer continuar o sucesso dessa superliga, de uma olhada nessa situação, não podemos admitir essas coisas.
    Olimpíadas, minha torcida será de CUBA, quero que essa seleção brasileira se exploda. É tudo uma panelinha de jogadoras que se acham as melhores do mundo. Mais humildade Brasil!!!

  • Edson

    Injusto o cartão. por que ele não deu cartão para as jogadoras do Osasco que tb olhavam e riam o tempo todo para o lado da quadra do minas?
    Arbitro tendencioso e que ficou do lado do time mais forte!

  • julio

    torço pro osasco e não mudo jamais!!!!!!!!!
    mereceu ganhar e ponto
    agora …a arbitragem foi totalmente tendenciosa diria vergonhosa..
    cartão amarelo desnecessário
    primeira vez na vida que torci contra o sollys!!!!

  • julio

    torço pro osasco e não mudo jamais!!!!!!!!!
    mereceu ganhar e ponto
    agora …a arbitragem foi totalmente tendenciosa diria vergonhosa..
    cartão amarelo desnecessário
    primeira vez na vida que torci contra o sollys!!!!…..

  • voleyball

    Vai pra final quem a globo quer, alguem duvida disso???
    todo jogo ao vivo na globo tem uma gracinha pra acontecer, parece tudo combinado.
    a leila torcendo pro Sollys e o Giba pro Minas. ele tava mais contido, coerente nos comentarios, mas não gostava do que via contra o minas.
    Vamo, vamo, vamo minas.
    a torcida do Minas tem que gritar cuba, cuba, cuba pela falta de respeito com jogadores desse pais que vem jogar aqui e em protesto aos erros dos “juizes”.
    Quem deu o cartão amarelo para a Daymi, foi a Jacqueline, que estava apitando o jogo na orelha do arbitro, que mal intencionado aplicou. Fases descisivas é assim mesmo, quem paga o direito de T.V., escolhe os finalistas e o Minas certamente não é um deles.Erros gravíssimos de arbitragem foram vistos.
    A vibração das jogadoras do Osasco, Jacqueline, Fabíola, Hooker, e Adenízia, foram exageradas e provocantes, mas o arbitro fingiu que não viu, e nada fez.

  • voleyball

    Alô diretoria do Minas, reforcem o time feminino com jogadoras que saíram da casa e estão fazendo sucesso em outras equipes, como as meninas do Makenzie por exemplo. Criem um banco de reservas competitivo, ajudem o time e nós simples torcedores faremos nossa parte. Não deixem Claudinha, Herrera, Daymi e Tássia saiam, alem de contratar jogadoras com estrutura.
    Estamos com vcs meninas.
    go minas… forever.

    • Raimundo

      Tenho muita simpatia pelo time do Minas.
      Espero que vc agite BH ate o Minas tenha que jogar só no mineirinho

  • Raimundo

    Não é so os cartolas que acabam com o esporte. Os torcedores tambem.
    Querem liminar, STj não sei do que, tudo para “melar” o campeonato.
    Erros sempre vão existir, faz parte do esporte.

  • Bruno César

    Quando a Fernanda Isis provocou a Elisangela, jogadores e ex jogadores criticaram a atitude dela…
    Porque também não tiveram a mesma reação quando a Daymi tomou aquele cartão inventado pelo arbitro??
    Que o Sollys é superior, tem mais investimento que o Minas e é o favorito é obvio…
    Mas foram muito erros contra o time mineiro…
    Na duvida sempre era ponto do Sollys.

    • Thiago

      Vc ainda pergunta o porque???
      A resposta é simples. No vôlei brasileiro tem uma panela maldita que se acha a dona do voleibol. Se acham os melhores do mundo…. Coitados…
      Por isso que nas Olimpíadas, minha torcida será por CUBA.
      Os jogadores brasileiros principalmente as mulheres precisam ser mais humildes. Jogo se ganha é na quadra nao no salto alto que estão. Se continuar assim, nem medalhar vao em Londres.
      Torcida mineira, não vamos ficar calados. vamo gritar levar cartazes e faixas na sexta e mostrar que somos fortes e estamos juntos com esse time, seja na alegria ou na tristeza…
      Minas/Cuba x Sollys panela Brasil.

      • Bruno César

        Foi uma pergunta retórica…
        Uma coisa que eu queria comentar também é a má vontade da Usiminas com a torcida…
        até o Mackenzie conseguiu levar torcida para o Maracanãzinho e o Minas nada.
        Para quem vai a Arena(queria ir mas o horário não me permite) poderia levar uma faixa assim:
        VOLTA MRV!!!

  • Ana

    Osasco venceu merecidamente, entretanto o árbitro atrapalhou muito a partida, e a próxima tbm. Prejudicou o espetáculo.

  • Naty

    Ah gente…por favor….parem de falar besteira…vai pra final quem a Globo quer?….se o Minas tivesse jogado o suficiente pra ganhar, não tem Globo que apite jogo….o Osasco é e foi muito superior, simples assim….o que foi aquele primeiro set?
    Achei o cartão um exagero sim….a Ramirez deu aquela olhada pro outro lado, mas nada que não aconteça em vários jogos….é uma pena…pois o jogo lá em Minas poderia ser muito bom…mas sem umas das cubanas acho que já era para o Minas.
    A Leila é péssima como comentarista….afeeee

  • mtc

    Jaqueline fez um papel ridículo. Da vergonha dessa menina jogar na seleção brasileira. Ridícula.

    o árbitro SILVIO SIQUEIRA acatando a reclamação do Osasco. O cartão deveria ter partido de uma convicção dele, não como uma resposta às reclamações de Jaqueline. Daymi não fez nada para merecer esse cartão. VERGONHA!

    Jaqueline, BH TE ESPERA ANSIOSAMENTE….

  • volei mania

    Noticia divulgada no site do jornal estado de minas hoje.

    Não deu na quadra, vai no tapetão

    O presidente do Minas, Sérgio Bruno Zech Coelho, convocou para hoje de manhã uma reunião com sua diretoria jurídica, para decidir que providência será tomada pelo clube junto à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) com relação à arbitragem do último jogo, na derrota por 3 a 1 para o Osasco. Foi o primeiro confronto da melhor de três pelas semifinais da Superliga Nacional Feminina de Vôlei. No entender da equipe mineira, o cartão amarelo dado à oposto cubana Daymi, que a tirou do duelo de sexta, foi injusto.

    O clube juntou série de documentos e de relatos para poder protestar. Em primeiro lugar, lembra o dirigente, o árbitro, Sílvio Silveira (RS), foi o mesmo que apitou o duelo decisivo pelas quartas de final entre Minas e Sesi, quando o time mineiro venceu por 3 a 2 e garantiu a classificação às semifinais. Além disso, o mesmo árbitro apitou duas partidas em menos de 12 horas, pois dirigiu, na véspera, à noite, a derrota do Cruzeiro para o São Bernardo, no ABC Paulista, e na manhã seguinte estava apitando novamente. “Todo o trabalho de um ano, o investimento feito foi todo jogado fora numa manhã.”

    O cartão amarelo foi o terceiro de Daymi. Ela cumprirá a suspensão na segunda partida, na sexta-feira, na Arena JK. Com isso, a torcida no clube é pela recuperação de Mari Paraíba, contundida. Carla deverá ser a oposto na sexta. As mineiras terão que vencer para forçar a terceira partida.

  • osasco eh vergonha nacional

    segue abaixo link com a noticia do protesto da diretoria do Minas Tenis Clube. a informaçao esta depois depois da reportagem na qual informam o falecimento do jogador italiano.

    http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/volei/2012/03/26/noticia_volei,212903/mais-uma-morte-ao-vivo.shtml

    esse jogo foi uma vergonha nacional. esse tal de osasco ainda terá vergonha de entrar em quadra?
    isso eh o minimo que elas deveriam ter.

    Vamos torcida mineira, depois dessa palhaçada o Brasil esta com vcs…

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo