Sollys/Nestlé 3 x 2 Unilever: comentem



Galera, bom dia!

O encerramento da fase de classificação da Superliga feminina teve cara de final no Ginásio José Liberatti, não? Vamos aos motivos:

– Algumas grandes jogadas dignas da quantidade de selecionáveis em quadra

– Emoção de sobra

– Parciais equilibradas

–  Alternância no placar. Com o 2 a 0, o Sollys/Nestlé caminhava para roubar o primeiro lugar da Unilever, que conseguiu o empate e assim a confirmação da liderança.

– Atuações individuais destacadas. Jaqueline e Garay pelo time da  casa. Juciely e Regiane pelas visitantes.

E, infelizmente, também não faltaram:

– Desentendimento entre as comissões técnicas

– Provocações

– Troca de farpas após o jogo

– Jogadoras que estavam abaixo do nível conhecido. Natália é o principal exemplo

– Falhas de arbitragem (por um lapso, havia esquecido um tópico muito importante)

Dentro de todos esse contexto, o que mais vocês destacam do clássico?

E vocês não acham que a rivalidade está próxima de um nível perigoso? Eu temo que estejamos bem próximo de uma grande confusão. Espero estar equivocado.

 



  • Foi um jogo espetacular, mas a atuação do arbitro foi decisiva para que não tivessemos um 3×0 para o Osasco, que foi muito prejudicado pelo arbitro em momentos decisivos do jogo.Estão de parabéns as duas equipes, mas a arbitragem… uma merda,

    • Volei

      concordo com seu comentario

  • Emanuella

    jogão, não se pode esquecer de comentar os erros da arbitragem. errou várias chamadas das pingadas de bola.
    Rejane surpreendeu, entrou e jogou muito bem. Depois de espirrar algumas bolas no terceiro set conseguiu um equilíbrio maior e melhorou na recepção.
    Achei que a Sheilla deixou muito a desejar também. Nathalia foi pior, mas a Sheilla foi bem mal.
    Fabiola também errou demais, não acompanho a liga feminina tanto assim, mas achei que a Fabiola errou muito, não sei se é comum ou se foi só ontem.

    • Melina

      Concordo quanto a Sheilla e a Fabíola. E aliás, dos jogos do Sollys que eu acompanhei, não é tão incomum assim a Fabíola errar, principalmente se a bola não chegar redondinha pra ela.
      Gostei muito da atuação da Gabi. Com a idade dela, ela foi muito bem e jogou de igual para igual.

  • juninho

    Daniel, estava ávido para ler sua coluna hoje e me deparo com nenhum comentário sobre a vergonha arbitragem no jogo de ontem!
    Arbitragem que influenciou diretamente o resultado do jogo, arbitragem que vem mudando resultados tanto no feminino quanto no masculino e mais surpreendente sempre a favor dos times do Rio de Janeiro.
    Eu acho que as vezes um pouco de posicionamento numa matéria não quer dizer parcialidade.

    • Daniel Bortoletto

      sim. deveria estar lá e deixei passar. talvez por já ter falado tanto disso aqui. já atualizei, meu caro

  • Léo

    Na minha opinião o BERNARDINHO demorou para tirar a NATÁLIA ela deu prejuízo não só no ataque, mas em todos os outros fundamentos ela não compensou.
    Não sou fã da REGIANE mas ela tá muito melhor que a NATÁLIA.Daí a gente percebe o quanto a NAT tá ruim!

    • Vivi

      Ainda bem que a DIVA RÉGIS entrou no lugar da NATÁLIA, caso contrário o UNILEVER perderia a liderança e o jogo por 3×0! Régis e Gabi fizeram excelente partida, a Natália fez FOFÃO correr como uma louca atrás dos passes horríveis dela. No mais Sarah Pavan, Valeskinha, Roberta Ratzke e Juciely tbém fizeram ótima partida.

      • Léo

        Depois desse comentário, reproduzirei à seguir um dos comentários ( sempre hilários ) que minha mãe faz durante as partidas:

        ” Nossa como a FOFÃO tá magra!!!”

        Claro mãe….com esse passe…corre FOFÃO corre.

  • Afonso RJ

    Não pude assistir ao jogo. Espero pelo vídeo no you tube para assistir naíntegra e com calma. Apenas alguns comentários:

    1 – Ganhou mas não levou. Mesmo vencendo a partida, o time paulista não conseguiu a primeira colocação na tabela. O time da Unilever fez exatamente aquilo que precisava no jogo. Aliás, o primeiro lugar fez justiça, pois mesmo perdendo a partida, a Unilever continua com maior número de vitórias que o Sollys. E se disserem que o Sollys bobeou na derrota para o Pinheiros, o mesmo pode-se dizer da derrota da Unilever para o Minas. E contrariando a opinião do Daniel e também a minha, o fiel da balança acabou sendo o Amil, e não o SESI.

    2 – Ano passado o Sollys/Osasco terminou a fase classificatória em primeiro lugar. Vim aqui e fiz um comentário onde externei a opinião que o time paulista era o campeão da superliga 2011/12. Na época afirmei que achava que pontos corridos em turno e returno era mais que o suficiente para apontar o campeão da temporada, independente dos resultados dos play-offs. Continuo com a mesma opinião: o campeão da superliga temporada 2012/13 é a Unilever. Muitos vão discordar, mas não importam os argumentos em contrário. Continuo com a firme convicção que esportivamente o campeonato acabou. Depois de todos contra todos em pontos corridos, turno e returno, play-offs são uma coisa sem sentido. A única razão de ser dos embates daqui para frente é puramente comercial. Repito: esportivamente o campeonato acabou.

    • Vivi

      Querido permita-me discordar, no seu ponto de vista o Brasil não seria campeão olímpico em Londres/2012, não é mesmo? Ao contrário de vc acho que agora é o campeonato realmente começa! É assim tanto nas Olimpíadas quanto na Libertadores da América, por exemplo: a fase de classificação é só um detalhe, é no mata-mata mesmo que se separa o joio do trigo. É no mata-mata que se tem os jogos mais emocionantes e decisivos e que estrelas como Sheilla ressurgem das cinzas e mostram do que são capazes!

      • luiz

        eu tambem discordo uma coisa nao tem nada a ver com outra.

        • Afonso RJ

          Vocês tem todo o direito de discordar, assim como eu tenho o direito de manter minha opinião. E nisso não estou sozinho, pois é um fato já bem estabelecido e de forma praticamente unânime nos meios desportivos que a fórmula mais justa de disputa de qualquer torneio é de pontos corridos todos contra todos, turno e returno. Qualquer outra fórmula ocorre por motivos puramente comerciais ou por necessidade em virtude de pouco tempo disponível. Ou vocês acham justo que após toda a fase classificatória, com maior número de vitórias, maior número de pontos e maior número de sets vencidos um time perca um título num único jogo por causa de um mau dia, uma contusão, um erro de arbitragem, um dia particularmente iluminado para algum atleta adversário ou qualquer outro fator fortuito? É justo? Para mim a “grande final” foi ontem. Daqui para frente é outro campeonato puramente comercial onde vence não necessariamente o melhor da temporada, mas quem eventualmente estiver melhor na data da final.
          Sou do Rio, mas ano passado disse a mesma coisa em relação ao Sollys/Osasco.

          • Ana

            Concordo contigo Afonso RJ.

          • Juju

            Concordo totalmente Afonso.

          • Adriano

            Opinião é opinião, não é fato já bem estabelecido.

            Na minha opinião, nada pode ser mais ridículo do que a regra dos 3 pontos pra vitória por 3 x 0 ou 3 x 1 e 2 pontos por vitória por 3 x 2, 1 ponto pro perdedor. Na minha opinião, é ridículo, mas é fato já bem estabelecido esportivamente, nas regras do vôlei. Acho ridículo porque eu, enquanto torcedor da Unilever, fiquei mais feliz com a derrota pro Sollys do que com as vitórias sobre Sesi e Praia. Isso é o que essa regra faz: valoriza a derrota e penaliza a vitória. No entanto, essa é minha opinião, apenas.

            Eu sou capaz de concordar que a Unilever tem mais merecimento em sair em primeiro na fase classificatória por ter tido menos derrotas que o Sollys. Mas a regra aponta que ter mais vitórias não é determinante pra sair em primeiro. E todos sabiam das regras antes de se inscreverem pra jogar.

            E, sim, acho justo que vença o time que ganhar na final. Aí está uma regra estabelecida com a qual não tenho problemas. É por isso que é a final, é por isso que os times brigam para estar na final. Enfim, obviamente o buraco é mais embaixo.

    • Henrique Silveira

      Pela sua lógica os play-offs da NBA são um atraso … meu Deus … bom, opinião é opinião.

    • Emerson

      Meu Deus, onde chegamos…Volei por pontos corridos kkkkkk.
      E graça do espetaculo do campeonato?
      Agora o campeonato está começando, aqui saberemos quem são os grandes e as crianças.
      Totalmente contra sua opinião Afonso RJ, mas respeito seu ponto de vista.
      Meteram a mão em Osasco 5 vezes numa mesma partida. Arbitragem vergonhosa, Globo safada.

  • Melina

    Esqueci de perguntar, alguém poderia me explicar o que aconteceu no jogo em relação a Jaqueline e a Juciely? Ouvi falar que a Jaque jogou a bola na cara da Juciely de propósito e, como não acompanhei ao jogo todo, acho que não presenciei isso (só se for uma vez durante o 4º set, foi isso mesmo?).

    • Ana

      Acho que foi sem querer.

      • Afonso RJ

        Peguei o jogo na íntegra no you-tube. Vi e revi o incidente. Foi puramente acidental, e a Jaqueline elegantemente foi até a rede e pediu desculpas.

  • robert rj cidade de deus

    Daniel,vale destacar a atuação da Gabi da Unillever,não entendi porque você não comentou sobre ela,individualmente foi a melhor ponteira da unillever no jogo disparada..

    • Daniel Bortoletto

      Poderia citá-la, assim como a Pavan, pela pontuação. mas resolvi escolher duas de cada lado. apenas isso

  • Caco

    Ótimo jogo! As duas equipes estavam mais atentas e cometeram menos erros ontem, tirando o saque da Sarah. Talvez tenha sido o melhor jogo da Superliga em nível técnico. Tinha apostado na liderança do Osasco, mas é mais justo assim, o time que mais venceu ser o líder.
    Régis me surpreendeu, fazendo um ótimo jogo na recepção, principalmente a partir do quarto set. Bom de se ver. Fez com que o jogo fosse mais equilibrado.
    A Gabi foi a nota da partida. Ela é indiscutivelmente, não diria a grande revelação, mas a VERDADEIRA revelação do voleibol brasileiro dos últimos anos. A única dessa idade que consegue ser titular de uma equipe grande contribuindo mais do que prejudicando o time.
    Espero um Sesi X Praia Clube equilibrado e o Pinheiros botando pressão em cima do Campinas. Quanto aos confrontos de Unilever e Sollys, nada novo sob o sol. Serão duas vitórias e fim de papo.

    • Marcelo

      Concordo com os comentários .

  • lucas kazan

    vergonha da arbitragem conseguiu definir quem fica em primeiro e segundo,parabens para as duas equipes mas todo mundo sabe que o time do rio nao vai bem nos Play-Offs ja o osasco vai bem nao vejo vantagem nem do lado do rio e nem do lado de osasco ambos vao pegar times dificil mas eu acredito novamente a final osasco x rio mas eu vejo vantagem da equipe de osasco pela recepcao e tambem pelas as jogadoras na hora h elas dao conta lembro do ano passado.

    • Emanuella

      Como assim todo mundo sabe que elas vão mal nos play-offs??? pelo que eu saiba eles vão para a final um contra o outra faz anos. Acho que só você que sabe que eles vão mal nos play-offs entao.

      • lucas kazan

        se vc nao percebeu esse comparativo é da superliga do ano passado por acasso se vc nao se lembra o rio nao foi muito bem nos play-offs,e eu nao disse que o rio foi mau.

  • Mateus

    Osasco foi superior e tem que comemorar mesmo que não tenha se classificado em 1º. O juiz foi fundamental para que o Osasco não fechasse em 3×0.

  • Luiz

    Esta Jaqueline precisa tomar uns tabefes naquela cara. Que pena que controlaram a Jucilely. Deveriam ter deixado.

    • lucas kazan

      quem é jucilixo jaque sempre jaque ela é uma jogadora guerreira diferenciada joga muito,juciely chorona se acha.

      • Afonso RJ

        Ô Lucas, dá uma olhada no post do Daniel no último domingo antes de chamar uma atleta que fez parte da seleção brrasileira por um apelido pejorativo. Muita baixeza de sua parte.

      • Juju

        Jucilixo não, mais respeito amigo, com uma profissional, excelente jogadora, coloca muitas centrais mais altas no bolso, pricipalmente no bloqueio. Estes apelidos neste blog não pode, pra baixar o nível tem o do Voloch.

      • Luiz

        Ah, mas com a potencia que a Jucy tem no braço, seria um grande tabefe na cara Jaqueline. Que mulher chata, metida, arrogante. Nojo deste ser!

        • lucas kazan

          kkkkkkkkkkkkkk coitada da juciely se partice para cima da jaque a jaque ja foi para cima de jogadoras muito maior que a juciely http://www.youtube.com/watch?v=3JdBUvmUgFs

          • lucas kazan

            ai ta o video para comprovar.

    • Juju

      Não gosto de como o time do Sollys comemora pontos e reclama com a arbitragem. A Adenísia e a Jaque, são as piores, fazem um carnaval, chamam a torcida, provocam as adversárias, uma babaquice, até porque a maioria jogam ou jogaram juntas na seleção. E não só ontem, é sempre, até contra times inferiores tecnicamente, podem até discordar, mas é opinião pessoal, acho comemorações exageradas falta de espirito esportivo.

      • Ana

        Concordo contigo Juju, não torço pra nenhum dos dois times Unilever e Sollys. Acho extremamente desrespeitoso o jeito que elas comemoram. Adenisia, Fabiola, e Jaqueline, essas tres exageram. Se fosse contra o time delas aposto que iam pedir cartao.

        • lucas kazan

          peço desculpas por chamar ela desse nome nao foi a minha intenção sei ajogadora que ela é ea importancia dela na seleçao nacional novamente desculpa a juciely e aos seus fans.

        • Ana

          Acho o máximo que a Adenisia vai ser modelo, mas não precisa de tantas caras e bocas nas quadras. Não mesmo.

      • Melina

        Teve uma bola da Adenízia, no quarto set eu acho, em que ela mal esperou a boca cair dentro da quadra e já comemorou. Nisso, o Unilever salvou a bola e iniciou o contra-ataque, conseguindo o ponto. Deu vergonha alheia nesse momento. Aliás, nem sei porque ela foi tão afobada assim para comemorar, já que, que eu me lembre, nem foi uma defesa tão milagrosa assim por parte do Unilever.

        • Melina

          *a bola cair, que falta faz um botão para editar o post ;X

          • Daniel_Sam

            Ela comemorou porque a bola havia mesmo tocado o CHÃO e não na mão da Fabizinha, inclusive o sportv analisou o replay e ficou claro isso, o árbitro errou, e nesse erro sim deu vergonha alheia…

          • Melina

            Daniel, se você está falando daquele fatídico erro do 3º set, então não é o mesmo ao qual eu me referi. Posso estar equivocada, mas que eu me lembre esse ponto foi sim legal (tanto é que não ouve reclamação das jogadoras do Sollys).

      • lucas kazan

        ta certo a equipe e a torcida do osasco faz carnal,na vitoria ou na derrota torcida do osasco ta de parabens a mais vibrante da superliga ja a do rio é torcida de velorio,quando a adenizia jaque e etc comemoraram gritaram fizeram carnaval no final da olimpiadas ninguem falou bobage agora só pq elas fizeram isso no osasco ai opovo acha ruim.

        • lucas kazan

          carnaval.

  • Euri

    Acho que o time do Sollys tem que melhorar em dois pontos: a relacão bloqueio e defesa, que não está se entendendo; e o jogo da Sheila, que já melhorou, mas que não está 100% e sem isso fica difícil ganhar fácil do Unilever.
    Por falar em fácil, eu não gosto de culpar os juízes pelo resultado do jogo, mas a verdade é que aquele erro da bola que não bateu na mão da Fabi impediu que o Sollys tivesse feito um fácil três a zero no Unilever.
    Foi impressão minha ou o Luizomar poderia ter se esforçado mais pra ganhar o terceiro set. Ele não fez nenhuma substituição, fez? Nem o 5×1 e nem com a Gabi que entrava para sacar? Porquê?
    O bom do jogo foi a vitória e é só preciso uma para o Sollys ser campeão. Além disso, a Ade parece que voltou de vez ao ritmo.
    Nas quartas, eu acho que os jogos do Amil e do Pinheiros vão ser os mais emocionantes. O Pinheiros cresceu muito e vem dando trabalho e o Amil, que parece que nem melhora e nem piora, vai ter trabalho para passar.
    Praia e Sesi provavelmente é o mais difícil de escolher o favorito. Não gosto do jogos deles. Muita bipolaridade junta pro meu gosto.

    • MARCO ANTONIO

      Achei a Fabiola insegura e nos contra ataques utilizando pouco a primeira bola e optando por bolas longas , não sendo feliz NA PRECISÃO do levantamento e em suas escolhas . ELA pode aproveitar mais a Thaisa e a Adenisia no chute meio e tempo esquerda !!!! Parece que o Osasco treme ao sentir a possibilidade de fechar o jogo . Porém os juízes são sempre à favor dos times do Rio de Janeiro , pelo menos 02 bolas , inclusive a bola decisiva do terceiro set ele errou a favor do Rio. O Osasco tem evidentemente uma linha de recepção melhor , mas em compensação o Rio conta com uma levantadora excelente que apesar de ser mais baixa, sua categoria nas escolhas e na precisão das bolas supera qualquer um na posição !!!! Quanto ao ataque, Osasco tem meio de rede melhores e deve aproveita-las mais . Vi muitas bolas de inversão da Fabiola ou para a ponta ou saída, sem precisão em momentos importantes de contra ataque do jogo. Com o passe na mão é regra , usa a primeira bola!!! Creio que ela deve treinar mais a bola com a Sheila que deve ser mais rápida e também com as ponteiras que necessitam de uma bola mais chutada !!!!!

  • Marcelo

    Foi um jogão … equilíbrio do início ao final … vejam as parciais e jogo com 3 horas de duração.
    Posso ressaltar que :
    – Gabi fez a sua melhor partida pelo Rio . Essa menina vai longe . O Bernardinho acertou escolhendo-a para substituir a Logan Tom machucada.
    – Sarah Pavan , apesar de não ser boa bloqueadora (ainda) , vira muitas bolas e serve de válvula de escape algumas vezes .
    – Bernardinho não precisava ter tratado a Juciely do jeito que fez e fazendo-a chorar durante o 3° set .
    – Quando todas as jogadoras estão bem, Osasco é um time imbatível . Foi superior no jogo de ontem , porém por pouca coisa.
    – Não gostei das atuações da Sheilla , Natália e achei as centrais um pouco apagadas , com exceção da Juciely.
    Quartas-de-final prometem … e muito .

  • bsb

    É fácil destacar algo nisso tudo: o juiz deu duas bolas a favor do Rio quando os pontos na verdade eram do time do Sollys/Osasco. Era para ser 3×0 mais uma vez, mas apareceu a arbitragem da CBV, normal.

    • lucas kazan

      no masculino a cbv ajuda o rjx no feminino é a unilever.

  • Eduardo Pacheco

    Jogão de bola. Três horas em frente a tv mais que proveitosa.
    Duas questões.
    – O que anda acontecendo com a Scheilla? Dificilmente ela vira uma bola direto. Sem contar que ontem ela ficou duas vezes sem bloqueio e as duas jogou pra fora. Definitivamente ela está irreconhecível. Uma pena.
    – Li não lembro onde que a Unilever mandaria seu segundo jogo das quartas em Curitiba. Confere isso? Tomara que sim. Saudades de ver esse time jogando aqui.

  • Afonso RJ

    Volto após ter assistido ao jogo quase na íntegra.

    Foi um jogaço, com um equilíbrio muito grande entre as duas equipes. Um fato que ilustra bem esse equilíbrio é que todos os sets foram vencidos pela diferença mínima de 2 pontos, sendo que o terceiro e quinto sets foram decididos no “vai a dois”.

    Queria destacar alguns pontos, tentando ser suscinto:

    1 – Das duas uma: ou a recepção da Unilever melhorou, ou o saque do Sollys esteve abaixo da sua média. O mais provável é que houve um pouco dos dois.

    2 – Me pareceu que o Unilever teve um conjunto um pouco melhor, e a relação bloqueio/defesa um pouco melhor estruturada. Conseguiu um volume de jogo ligeiramente superior ao time paulista.

    3 – Fernanda Garay desequilibra. Para mim é o grande nome dessa superliga.

    4 – Gabi (da Unilever) não é mais revelação. Depois desse jogo é realidade. O que essa manina de 18 aninhos mostrou de personalidade foi uma enormidade.

    5 – Lamentável o entrevero entre as comissões técnicas na troca de quadra do quinto set. Calor da disputa não é desculpa. Ainda bem que no fim do jogo parece que ficou tudo bem.

    6 – Reclamam porque as jogadoras do Sollys comemoram de maneira efusiva, principalmente a Adenísia. Desde que não haja desrespeito ou menosprezo ao adversário, não vejo nada demais.

    7 – Houve erros de arbitragem nesse jogo assim como em praticamente todos os jogos dessa superliga. Acho normal, dada a dificuldade de visualização de certas jogadas. E isso vem ocorrendo em todo o mundo. Lembram da bola fora que a arbitragem marcou no tie-break de Brasil x Russia en Londres? Se o Brasil tivesse perdido aquele jogo, era desclassificação sumária e volta para casa (o que acabou acontecendo com a russas). Por isso se defende cada vez mais o auxílio tecnológico. Não acho que ontem a arbitragem tenha influido diretamente no resultado da partida. O que tem aí é muito chororô de perdedor (ou seria nesse caso, de ganhador?).

    8 – Finalmente queria registrar que o São Bernardo conseguiu marcar hoje o seu segundo ponto nessa superliga. Conseguiu vencer dois sets de um Pinheiros já com a posição definida. Fico impressionado como um time que tem jogadoras até de um certo gabarito, como a levantadora Ana Cristina e a Renatinha (que inclusive já defendeu a seleção), fazer uma campanha tão medíocre. Achei também falta de personalidade do técnico, que abandonou o barco quando viu que estava afundando. Só torço para que sua gestão na secretaria de esportes do município tenha um patamar bem mais elevado do que sua participação como técnico do time de vôlei.

  • Mateus

    Jogão! Ainda bem que meu Osasco venceu. Mesmo não levando o título simbólico, resultado importantíssimo para a sequência do campeonato dando mais confiança, haja visto as dificuldades encontradas durante o jogo.

    Ressalvas:

    -Arbitragem: VERGONHOSA. 2 pontos claros do Osasco que não foram dados. 2 invasões duvidosas marcadas em favor do Rio. Medo do Bernardinho, juizão? Acho que SIM!

    -Osasco: não entendi a mudança de saque do time do Osasco. Passou a sacar na Gabi a partir do 4 set, ao invés de pressionar Regiane. Entendo que a Gabi estava virando bem, por isso necessidade de anulá-la no ataque, mas não seria melhor forçar numa passadora de pior qualidade, já que o bloqueio não estava tão eficiente? Fora que aliviou e muito o saque a partir do 4 set.

    -Sheilla: definitivamente uma coadjuvante nos jogos. INCRÍVEL como está mal. Podem falar que a Fabíola não levanta bolas boas a toda hora, concordo, mas e quando ela levanta? Sheila vira? NÃO! Ontem vi erros de saque, invasões de ataque pisando na linha, bloqueios e bolas fora, inclusive em levantadas muito boas. Ou acorda, ou Osasco vai ter dificuldades.

    -Fabíola: Precisa melhorar bastante. Anda cometendo muitos erros. Muito abaixo da temporada passada.

    -Fernanda Garay: ESPÍRITO DO TIME. Isso basta. As demais jogadoras estavam bem. Jaquelile principalmente. Thaisa um pouco apagada, graças a marcação do Rio. Mas faz ótima temporada. Adenisia precisa de mais ritmo. Ainda está aquém do ano passado, mas é muito vibrante.

    Luizomar: acho um técnico covarde. Se Sheila está ruim, por que não saca e coloca Ivna pra jogar? Apostas de vez em quando em jogos importantes faz bem, poxa!

MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo