Sollys precisa treinar dois fundamentos no Qatar



Vejam só como o vôlei pode ser um esporte ingrato.

Nas estatísticas do Mundial de Clubes, em sua versão feminina, o Sollys/Osasco conta com a maior pontuadora (Natália), melhor atacante (Thaisa), melhor levantadora (Carol), segunda melhor bloqueadora (Thaisa), terceira melhor defensora (Camila Brait). E ainda assim levou um passeio do Fenerbahce.

Em boa parte, culpa do desempenho ruim na recepção e no saque.

A melhor no fundamento passe no time de Luizomar de Moura é Jaqueline, em sétimo lugar no geral, com 50,1% de aproveitamento. Como comparação, a equipe de José Roberto Guimarães conta com a segunda a terceira colocadas (Yeldan – 76,9% e Natasa Osmokrovic – 72%). Como as turcas só jogaram uma vez, prova-se também que o serviço brasileiro pouco incomodou a rival na recepção, facilitando a varrida em três sets diretos.

Para a semifinal com as italianas do Bergamo, o Sollys já sabe o que melhorar para buscar uma revanche na decisão contra o Fener.



  • Ismael

    Estamos na final…revanche contra o Fener !!! Rumo ao título mundial…

    O nosso vôlei feminino merece isso!

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo