Sesi não engrena na Superliga feminina



Começou 2016, mas os problemas de 2015 continuam afligindo a equipe feminina do Sesi na Superliga.

Nesta segunda-feira, o time perdeu em casa para o São Cristovão/São Caetano por 3 sets a 2, parciais de 27-25, 25-23, 20-25, 19-25 e 15-13. Foi a segunda derrota para o mesmo rival na temporada 2015/2016 da competição nacional.

O resultado mantém o time em quinto lugar, agora com 23 pontos, 12 atrás do líder Rexona-Ades. Uma campanha bem abaixo do esperado. Já o time do ABC, que briga por vaga nos playoffs, subiu para oitavo, com 15.

Imagem do duelo de ontem na Vila Leopoldina (Biratan Aricó Jr./Divulgação Sesi-SP)

Imagem do duelo de ontem na Vila Leopoldina (Biratan Aricó Jr./Divulgação Sesi-SP)

Em 14 partidas disputadas, o Sesi perdeu a metade. Terracap/Brasília e Rio do Sul/Equibrasil, sexto e sétimo colocados, respectivamente, perderam seis vezes cada. É muita coisa para quem entrou no torneio pensando em título.

Ontem, como de costume na Superliga, seguiu a dança das levantadoras. Carol Leite foi titular nos três primeiros sets. Pri Heldes jogou os outros dois. Essa indefinição na posição vem sendo uma constante no time de Talmo, que não conseguiu acertar no setor até aqui.

Outra que teve uma atuação abaixo da média foi Jaqueline, que jogou três sets e fez apenas seis pontos, com um aproveitamento de apenas 19% no ataque. A ponta preocupa ainda mais por ser um dos pilares do técnico José Roberto Guimarães na Seleção.

Quem se salvou foi a capitã Fabiana, com 24 pontos, 22 deles no ataque.

Vale ainda destacar como o time tem se mostrado instável emocionalmente. Ontem, após marcações bem contestáveis da arbitragem, diga-se de passagem, Suellen e Talmo levaram cartão vermelho.

 



  • Billy

    Assisti o jogo.No primeiro set,inclusive,a levantadora do SESI se chocou(trombou)com aquela líbero(A tal da SUELLEN…que está sempre fora de forma,pois com certeza come horrores e não sabe fechar a boca e fazer um bom regime). Com certeza deve ter sido traumatizante para a levantadora,pois deve doer horrores se chocar com uma JAMANTA daquelas(a Suellen).Foi um bom jogo(apesar dos erros de arbitragem) que favoreceram o São Caetano.

  • Edu

    A melhor atitude que o Sesi pode fazer é demitir sumariamente o Talmo enquanto a tempo. Ontem, no final do jogo, ele fez uma aproximação a Pri Heldes próxima da ofensa e no limite tênue da interpretação da agressão física ao aborda-lá no pescoço.Esta uma bomba relógio humana e esta sucumbindo a pressão por ter entregado tão pouco em três anos (um título sulamericano e um vice da Superliga) mesmo liderando, na maior parte do tempo, o maior orçamento da superliga feminina.Não deu química a relação com a Jaqueline que não e´considerada uma atleta de fácil convivência e a manteve tres sets, dos cinco, no banco.Situação inadmissivel a uma bi medalhista de ouro olimpica.Isso com o marido e o filho assistindo a partida.Não será surpresa se ela estiver agindo nos bastidores com o elenco em contraposição a essa situação.Talmo esta completamente perdido com esse entra e sai de levantadoras.Carol Leite é mais técnica (talvez a melhor de sua geração de 22 anos)Pri Heldes é mais estratégica e com melhor leitura de jogo, um pouco mais cascuda e vivida mas bem menos talentosa tecnicamente.Diante dessa situação não da segurança nenhuma a elas.Andreia não vira bola , eventualmente alguma na china e Bia esta muito pesada e perdeu a mão na condução ingestão de proteína e musculação.Ellen não tem tarimba e talento para jogar em time de ponta e se da bem em time mediano, onde pode se destacar.Suellen tem segurado as pontas na recepção e defesa( e Michele Daldegan,sua reserva, tem mais talento comprovadamente como RP e empresária de itens esportivos – sendo reconhecida como a libero que tem dificuldade em recepcionar). Fabizona parece administrar um problema de joelho se desdobrando na ausência de efetividade de ataque.Dificilmente um time com oito derrotas na temporada chega a final da Superliga.Registro de um trabalho mal elaborado e conduzido.Comprovado nas cinco derrotas seguidas contra o mesmo São Caetano nas duas ultimas temporadas.E o que se paga a Jaqueline e Fabizona paga e da troco a todo elenco e comissão técnica do time do catedrátco em voleibol Hairton Cabral.

  • Fernando Marcelo

    O que me preocupa é a Jaqueline declinando, de mal a pior. Sendo que conforme o Daniel citou é um dos “pilares” da seleção. A Garay já não anda muito bem, quem perde é a seleção.

    Já a Fabiana continua pontuando muito e liderando as estatísticas de ataque da superliga, isso é bom para nós, já pensando nas olimpíadas.

    • Edu

      Garay esta ótima.Fez excelentes partidas no Dinâmo Moscou.E já entrou na titularidade no melhor elenco feminino do voleibol russo.Uma demonstração da boa forma física em que se apresentou ao seu novo clube que assumiu totalmente os valores, o maior do voleibol feminino brasileiro, do seu antigo contrato do Krasnodar.Razão da sua permanecia na Russia.Um exemplo de seu prestigio.Em menos de duas semanas poderemos revê-la fechando a chave da classificação jogando contra o Novara pela CL e após isso a fase de oitavas de play offs.

  • Edu

    Preciso morder minha língua e destacar a excelente partida cometida pela oposta Lia , uma jogadora que colocava no rol das desnecessárias num elenco de voleibol.Hairton Cabral esbanja manejo técnico no elenco ao fazer essa jogadora se destacar quando ela assumia mais a posição de acompanhante-amiga de jogadoras como Jaqueline ,no Minas, e a Sanja ,no Osasco.Ana Maria jogou bem, apesar de pensar que joga mais que realmente sua técnica lhe permite.De vez em quando é reprimida nas mirabolâncias, segundo o mestre Hairton. Chamou num momento Thaisinha de lado e com delicadeza se dirigiu a ela sem a presença das câmeras e a torna uma jogadora cada vez mais coletiva.Andressa Gelinski enche os olhos ao ser uma central móvel moderna sabendo passar e levantar com correção na necessidade.Não uma estaca fixa de bloqueio e incapaz de fazer um levantamento mais complexo.Se classifica o bom cozinheiro aquele que frita um ovo de forma correta e impecável.Não um banqueteiro que desperdiça bons ingredientes numa gororoba.Gostaria de ver o Hairton com os recursos que o Talmo teve a disposição nos 3 anos de Sesi e que praticamente muito pouco trouxe de retorno.Que ele controle primeiro seus nervos e ânimos.Seu papel de jogador muito bom continua inalterado.Como treinador de time feminino e outra história.

  • Gabriel

    O Sesi só será campeão da superliga se contratar Fabíola e Ana Paula Borgo, Fabíola, Ana, Jaque, Deisi, Fabiana, Angelica e Suellen.

    • Edu

      Montanaro, quando era supervisor do voleibol do Sesi, hoje esta cuidando do atletismo, por bater de frente com a renovação do Murilo imposta na contratação da Jaqueline, pediu, por duas vezes, ao Talmo ok para abrir negociação com a Fabíola.Na primeira vez, quando ela foi dispensada do Nestlé para a entrada da Dani Lins antes da ida ao Krasnodar.A segunda vez foi quando ela estava sem clube naquela fase de indefinição do Krasnodar quanto as dividas.Novamente o Talmo disse que não era necessário.Fabíola foi para Volero,num timaço armado nessa temporada com jogadoras da seleções Russa,EUA, Sérvia, Búlgara e mesmo grávida e jogando pouco mais de dois meses teve a renovação automática para após o nascimento da filha na futura temporada 2016-17.Uma das sábias decisões proferidas por esse instável treinador.

MaisRecentes

Dia de aplaudir o Zenit Kazan



Continue Lendo

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo