Sesi não engrena na Superliga feminina



Começou 2016, mas os problemas de 2015 continuam afligindo a equipe feminina do Sesi na Superliga.

Nesta segunda-feira, o time perdeu em casa para o São Cristovão/São Caetano por 3 sets a 2, parciais de 27-25, 25-23, 20-25, 19-25 e 15-13. Foi a segunda derrota para o mesmo rival na temporada 2015/2016 da competição nacional.

O resultado mantém o time em quinto lugar, agora com 23 pontos, 12 atrás do líder Rexona-Ades. Uma campanha bem abaixo do esperado. Já o time do ABC, que briga por vaga nos playoffs, subiu para oitavo, com 15.

Imagem do duelo de ontem na Vila Leopoldina (Biratan Aricó Jr./Divulgação Sesi-SP)

Imagem do duelo de ontem na Vila Leopoldina (Biratan Aricó Jr./Divulgação Sesi-SP)

Em 14 partidas disputadas, o Sesi perdeu a metade. Terracap/Brasília e Rio do Sul/Equibrasil, sexto e sétimo colocados, respectivamente, perderam seis vezes cada. É muita coisa para quem entrou no torneio pensando em título.

Ontem, como de costume na Superliga, seguiu a dança das levantadoras. Carol Leite foi titular nos três primeiros sets. Pri Heldes jogou os outros dois. Essa indefinição na posição vem sendo uma constante no time de Talmo, que não conseguiu acertar no setor até aqui.

Outra que teve uma atuação abaixo da média foi Jaqueline, que jogou três sets e fez apenas seis pontos, com um aproveitamento de apenas 19% no ataque. A ponta preocupa ainda mais por ser um dos pilares do técnico José Roberto Guimarães na Seleção.

Quem se salvou foi a capitã Fabiana, com 24 pontos, 22 deles no ataque.

Vale ainda destacar como o time tem se mostrado instável emocionalmente. Ontem, após marcações bem contestáveis da arbitragem, diga-se de passagem, Suellen e Talmo levaram cartão vermelho.

 



MaisRecentes

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



Continue Lendo

Simon veste camisa do Civitanova. Vem novela judicial aí!



Continue Lendo