Sesi ensina como vencer o Molico/Osasco



O Sesi mostrou na noite de sexta-feira que a conquista do Sul-Americano não foi obra do acaso.

O time comandado por Talmo de Oliveira derrotou outra vez o Molico/Osasco, agora pela abertura da semifinal da Superliga, derrubando a incrívek invencibilidade de 28 jogos da equipe de Luizomar de Moura. O 3 a 1 deixou o Sesi a um triunfo da final. E não dará para ser chamada de surpreendente a classificação, caso aconteça.

A vitória começou a ser construída ainda no revés no set inicial, quando Pri Daroit foi substituída por Suelle. A troca resolveu o problema da recepção do Sesi, fazendo com que Dani Lins passasse, assim, a distribuir melhor os ataques. A central Fabiana agradeceu, já que virou a bola de segurança pelo meio. Não à toa terminou o jogo no José Liberatti com 19 pontos, 13 deles no ataque. Vale destacar ainda a volta de Bia, a outra central titular, ao time. A falta dela foi muito sentida nas quartas de final diante do Banana Boat/Praia Clube.

Já Luizomar de Moura viu suas ponteiras estrangeiras com pouca eficiência ofensiva (apenas oito pontos somados de Bosetti e Sanja). E Thaisa, jogadora capaz de desequilibrar qualquer confronto, pouco acionada por Fabíola. Sobrou então para Sheilla, que liderou o Molico/Osasco na pontuação, mas sem força para carregar o time nas costas. Com um banco de reservas sem tantas opções para alterar o panorama de um jogo, o time de casa sucumbiu.

Para o segundo jogo, na Vila Leopoldina, o que pode pesar é o psicológico. O Sesi venceu as últimas duas partidas decisivas recentes e colocou o Molico/Osasco nas cordas. Confiança em alta de um lado. Pressão e responsabilidade de outro.

Será interessantíssimo acompanhar!



  • Mister Volei

    Daniel, penso que não seja assim tão fácil vencer o Osasco. o problema do passe pode ser facilmente resolvido se o técnico fazer uma alteração bastante improvável mas não impossível que seria colocar Jaqueline para jogar no segundo jogo da semifinal, uma vez que ela continua contratada pelo Osasco nessa temporada 2013/2014.

    • Euripedes Junior

      Será que ela tem condição de jogar uma partida ?

  • filipe

    e o sesi acostumou-se a roer ossos kkkkkkkkkkkkk….

  • Rodrigo

    – Esse Talmo ta queimando a ATACANTE nível seleção brasileira Pri Daroit, certo q ela tá sem ritmo mas bota-la para passar e a Dayse pra atacar, é????? Pq não começar com a Suelle passando e a Daroit atacando?? Enfim… ainda bem que deu certo!
    – Carol A., Mari Casemiro e a Suelle(que pra mim merece a titularidade no lugar da Dayse) sairam do banco e mostraram serviço!
    – Apesar de não gostar do Osasco ainda defendo a tese em que a Fabiola está colada na Dani pois a diferença foi o banco de reservas, onde quando a Dani estava tendo dificuldades na distribuição no 1º e na metade do 2º set tinha a Carol Albuquerque (inversão do 5×1) que segurou as pontas e botou tds pra jogar, e como a Dani é melhor que ela mesmo voltou arrebentando, fazendo da Fabizona o nome do jogo. Já a Fabiola tentou botar a Thaisa pra jogar que não foi tão eficiente quanto a companheira de seleção Fabi e sem uma levantadora substituta a altura deu no que deu… mas ressalto quando a Fabiola retomou a sobriedade no 4ºset quando estava 15 x 8 contra e com a ajuda da Adenizia empatou 20 x 20 mas perdeu. Resumindo, Fabiola e Thaisa tem q se conformar em serem as segundas melhores pois as melhores são Dani e Fabiana!!!
    – A queda do Molico/Osasco não foi culpa apenas da dupla Fabiola e Thaisa não… Caterina e Sanja marcarem menos pontos que Dayse é inaceitável!!
    – Fiquei com pena da Sheylla, Brait e Adenizia q lutaram e carregaram a equipe nas costas com defesas, garra, vibração a cada ponto até meio q debochando… jogo cheio de rivalidade, onde foi bom vê a queda da soberba e salto alto kkkkkkkk
    – Digo mais, digo que a primeira partida Sesi x Molico foi melhor q a primeira partida entre Unilever x Amil, cheio de rivalidade entre elas e que o próximo embate promete, a Sheylla disse em uma entrevista q faltou agredi-las em seus dominios e que na casa das adversárias vão fazer o q elas não fizeram em casa, agredir com certeza as meninas do Sesi. PROMETE!
    – #ChupaMolico kkkkk Já acreditava na classificação do Sesi SP(IMPROVAVEL) agora q acredito mesmo velho!!!!

  • Jairo(RJ)

    Um jogo de bom nível, onde a meu ver saiu vencedor o time que “esqueceu” a superioridade do Molico e mostrou que pode e deve ganhar. O Talmo conseguiu com o banco manter o jogo, o que não foi tão possível ao seu rival. Aliás, pode parecer implicância minha, mas porque a menina LIA não entra no jogo?

    O jogo todo foi bom mas para mim o lance mais importante foi numa bola em que a Dani Lins recebeu depois da linha dos três e chutou para Fabizona, como quem diz, meu desafogo é você!

  • Marcian

    Minha torcida pelo Sesi está do tamanho da disposição e habilidade da Fabizona. É de bater palmas de pé pra atuação da central. Dá gosto de ver. espero que Sesi vá a final, e vença o Unilever (que sempre torço contra). Dani Lins um show a parte nos levantamentos, e me desculpem os fãs da fabiola, mas ela foi pífia no jogo; acho que perdi as contas em que as levantadas p/ Sheila eram de matar qualquer um. Acaba com a jogadora, fica impossível atacar. Fora a mania de repetir seguidamente os mesmos levantamentos (o que matou a Thaisa também). Enfim, Sesi vem numa crescente, tem capacidade de ganhar de qualquer equipe, e se de fato isso ocorrer, é por méritos, é porque MERECE!

  • Edu

    Bela análise Daniel.Meus pitacos, se a isenção me permitir.Fabizona jogando muito.O Sesi adquiriu a confiança de enfrentar o Osasco de igual para igual.Tanto que nas ultimas quatro partidas foi duas vitórias para cada time.Dani Lins e elenco se desdobraram e souberam reverter o inicio da partida. O Osasco apostou na ineficiência da Suellen e ela não escorregou como na serie contra o Praia.Quanto ao Sollys, a invencibildade de 29 partidas agora é história.A equipe tem pouca troca de jogadoras e o elenco parece sentir o desgaste do final da temporada.Adenizia tem disputado um campeonato bem inferior a média e parece sem confiança para atacar quando acionada pelos insucessos.Sua bola de china não funciona mais e nem esta fazendo tanta diferença na defesa.Brait tem feito uma temporada mediana.Distante de um curto prazo em que fungava na titularidade de Fabi para o próximo ciclo olimpico.O time encontrou dificuldades em sacar.Principalmente Sheila que anda numa percentagem de cerca de 50% de sucesso. Thaisa começou o campeonato esbanjando mas já não encontra a mesma eficiência bloqueando.Caterina encolheu no desenrolar da temporada.Parece sentir a distancia da Europa e o domínio do italiano apenas para se relacionar por aqui.Pesa a distancia e a saudade com seus vinte anos.Sanja aperfeiçoou a recepção e hoje tem uma empatia incomum com a torcida.No que poderia reverter em mais pontos. Fabíola melhorou muito na defesa ,saque,bloqueio e postura mais pro ativa dentro da quadra.Mas no ultimo jogo faltou nítida sintonia nas viradas de meio e ponta.Sheila vive um campeonato sem brilho especial.Mas tem histórico e crédito para diversas temporadas.Para que Osasco reverta o quadro terá que buscar a essência do inicio da temporada de um time reconstruído que coletivamente conseguiu bater a marca histórica da superliga feminina.Por enquanto, tudo em aberto.

  • Matheus

    Comentário mais bem feito pelo Marcos Freitas no jogo inteiro: “Osasco esta com muita gritaria e pouco raciocínio. Adenizia lidera nesse quesito muuuuita gritaria e afronte para colegas de seleção , é por essa e por outras que sou muito mais Jucy na seleção do que ela , e ainda de quebra a Sheilla também afrontando até levou um esporro do arbitro quando a a Dani reclamou ! Bom espero que o Sesi ganhe novamente e mande osasco pra casa assistir do sofá entre Sesi e Unilever !

MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo