Sesi e Vôlei Renata na final da Copa São Paulo



A abertura da temporada de clubes começou neste sábado com a Copa São Paulo masculina, em Pirassununga, no interior do estado. E os favoritos se garantiram na decisão, nesta segunda-feira, às 19h30.

Na preliminar, o Sesi teve mais dificuldades para superar o São José. Desfalcado de vários atletas na Seleção (William, Alan, Lipe e Eder), o time comandado por Rubinho venceu por 3 sets a 1, parciais de 25-19, 24-26, 25-21 e 25-18.

Sem os titulares, Rubinho utilizou Evandro, Franco e Renato, reservas em parte da temporada passada, além de Alan Patrick, que esteve no Corinthians/Guarulhos, e Gustavão, esse sim com mais tempo de jogo em 2017/2018.

No jogo de fundo da Copa SP, o Vôlei Renata passou por Ribeirão, novo integrante da Superliga, por 3 a 0 (25-18, 25-17 e 25-21), com 14 pontos do capitão Vini.

O argentino tem um time completamente novo. Ontem estrearam (ou reestrearam em alguns casos) como titulares Banderó, Bruno Temponi, Vaccari, Luizinho e Lukinha. Ele também deu chances para o jovem Paolinetti no levantamento.

Comemoração do Vôlei Renata em Pirassununga (Divulgação)

– Foi um adversário muito duro para a estreia e acabamos fazendo muitas coisas boas para conquistar a vitória, especialmente no saque. Tivemos um caída de concentração no terceiro set, mas faz parte do crescimento. Agora é descansar, se recuperar, porque na segunda-feira teremos outra pedreira pela frente – analisou o técnico do time campineiro Horácio Dileo.

– Garra e determinação não faltaram ao nosso time. E isso me agradou muito. O Campinas conseguiu abrir a pontuação nos saques, dificultando o jogo de Ribeirão. Temos que evoluir, vamos evoluir, o Campeonato Paulista é forte. Foi o primeiro desafio da temporada e estamos cientes do que vem pela frente – comentou o técnico Marcos Pacheco, do Vôlei Ribeirão.

LEIA TAMBÉM

+ Marcelo Mendez satisfeito com notícias sobre Sander



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo