Sesi “coloca ordem” na série e está na semi



O Sesi deu uma demonstração de força na noite de segunda-feira e se garantiu na semifinal da Superliga masculina. Jogando em casa, o time paulista derrotou o Ziober/Maringá por 3 a 0, fechando a série em 2 a 1. Espera agora o vencedor de Funvic/Taubaté e Canoas, que jogam hoje.

Para muitos, o Sesi não fez mais do que a obrigação, levando-se em conta o orçamento e o elenco repleto de selecionáveis. Concordo. Este time foi montado para ser campeão da Superliga e uma eliminação nas quartas de final seria resultado suficiente para abalar todo o projeto (e não entendam essa colocação como desmerecimento aos paranaenses).

Para evitar tal “catástrofe”, o Sesi contou com a importante volta de Murilo ao time titular para dar a segurança que faltava ao passe. Com a bola na mão, Marcelinho também jogou bem e usou e abusou de Lucão (colocou 14 de 17 bolas no chão no ataque, além de fazer mais seis pontos no bloqueio).

Apesar da eliminação, o Maringá deixa a competição de cabeça erguida. Se o time tivesse iniciado a primeira metade da competição com mais regularidade poderia ter ficado acima do sexto lugar, evitando um confronto com um gigante como o Sesi nas quartas. Espero que o projeto aprenda com os erros e volte mais forte na próxima temporada. Nos próximos dias é possível que o presidente, capitão e levantador Ricardinho seja anunciado como reforço do Treia (ex-Macerata) nos playoffs do Italiano. É aguardar!

 

 

 



  • Aline

    Ah MARCELINHO, que partidaço!!!
    MARCELINHO, ontem, só faltou fazer chover em quadra, porque o resto ele fez, simplesmente deu show, usou e abusou das jogadas rápidas e dos centrais, fez o bloqueio do ZIOBER-MARINGÁ ficar tonto!
    MARCELINHO nasceu em 1974, é quatro anos mais novo que FOFÃO, que nasceu em 1970, e vem seguindo os passos dela, tanto na LONGEVIDADE ESPORTIVA como no fato de orientar os mais novos, MARCELINHO é a FOFÃO do voleibol masculino.
    Da mesma forma que FOFÃO é a professora da ROBERTA, MARCELINHO vem passando sua experiência a TIAGUINHO.
    Marcelinho tem a missão de ajudar no amadurecimento de Thiaguinho, revelação do SESI, que tem no campeão um espelho de liderança e técnica. Marcelinho elogiou seu pupilo: “Thiaguinho é bastante talentoso, mas tem muito o que aprender ainda. Isso tem se tornado uma constante na minha carreira, já que sempre estou jogando com atletas bem mais novos. No momento que nos tornamos referência, temos que ser exemplo sempre. Ele tem que me ver e pensar no que trabalhei, treinei e joguei para estar aqui. Não é à toa que ainda estou jogando em alto nível. Isso eu plantei. Ele é um talento muito grande, mas já vi muita promessa ficar pelo caminho. Tem que aprender algumas coisas, treinar muito, mas estou à disposição para ajudar e trocar ideias. E também aprendo com ele, essas coisas da juventude. Será bem sadio.”
    MARCELINHO não dispensa elogios também ao líbero SERGINHO: “Apesar dele ser um grande amigo, um dos poucos que tenho fora do vôlei, ele se tornou um ídolo pra mim. É um exemplo de vida, de atleta e de pessoas e vai ser um prazer enorme voltar a jogar com ele, não só pelo caráter, mas pelo atleta, disposição em quadra.”

    • Euripedes Jr.

      ?

    • Aline

      Boa Tarde Daniel, por gentileza, se possível, apague esse meu comentário, pois, sem querer o enviei sem terminá-lo. A versão “terminada” está abaixo. Desde já agradeço! Abraços!

      • Neide

        ..pp ” ” , , ‘ll” .”
        ” ” . ,. ,,,,, -, liq lp

        ” ”

        .

        aqua.

        pp a palavr .
        ” , , .?

        ..£

        .

  • Aline

    Ah MARCELINHO, que partidaço!!!
    MARCELINHO, ontem, só faltou fazer chover em quadra, porque o resto ele fez, simplesmente deu show, usou e abusou das jogadas rápidas e dos centrais, fez o bloqueio do ZIOBER-MARINGÁ ficar tonto!
    MARCELINHO nasceu em 1974, é quatro anos mais novo que FOFÃO, que nasceu em 1970, e vem seguindo os passos dela, tanto na LONGEVIDADE ESPORTIVA como no fato de orientar os mais novos, MARCELINHO é a FOFÃO do voleibol masculino.
    Da mesma forma que FOFÃO é a professora da ROBERTA, MARCELINHO vem passando sua experiência a TIAGUINHO.
    Marcelinho tem a missão de ajudar no amadurecimento de Thiaguinho, revelação do SESI, que tem no campeão um espelho de liderança e técnica. Marcelinho elogiou seu pupilo: “Thiaguinho é bastante talentoso, mas tem muito o que aprender ainda. Isso tem se tornado uma constante na minha carreira, já que sempre estou jogando com atletas bem mais novos. No momento que nos tornamos referência, temos que ser exemplo sempre. Ele tem que me ver e pensar no que trabalhei, treinei e joguei para estar aqui. Não é à toa que ainda estou jogando em alto nível. Isso eu plantei. Ele é um talento muito grande, mas já vi muita promessa ficar pelo caminho. Tem que aprender algumas coisas, treinar muito, mas estou à disposição para ajudar e trocar ideias. E também aprendo com ele, essas coisas da juventude. Será bem sadio.”
    MARCELINHO não dispensa elogios também ao líbero SERGINHO: “Apesar dele ser um grande amigo, um dos poucos que tenho fora do vôlei, ele se tornou um ídolo pra mim. É um exemplo de vida, de atleta e de pessoas e vai ser um prazer enorme voltar a jogar com ele, não só pelo caráter, mas pelo atleta, disposição em quadra.”
    Que diferença faz o MVP OLÍMPICO MURILO em quadra! Arruma o time, dá segurança no passe e faz com que o levantador possa distribuir o jogo com tranquilidade.
    Enfim, parabéns ao ZIOBER-MARINGÁ, mas para bater o SESI com MURILO e SERGINHO na linha de passe e MARCELINHO inspirado no levantamento, fica muito difícil.

  • Eduardo

    Concordo com quase todas as suas considerações, caro Daniel.No entanto , uma das prioridades do Maringá no inicio da temporada foi garantir condições melhores de estrutura esportiva,fisica, médica para o fortalecimento do chamado projeto.Em razão disso abriram mão de maiores contratações e o Ricardinho ,ciente disso, trabalhou para aperfeiçoar mais sua forma fisíca(perdendo mais de 10 kg) para compensar as naturais deficiências do elenco.Como justificar o tal do Bomba que faz mais barulho do que efeito na quadra.Prefiro esse tipo de administração: a mais racional, com os pés no chão.Segundo o Horácio Diléo, que figuraça, em declaração ao Marcos Freitas, “cumprindo rigorosamente o que podem prometer”.Tem um time que começa ratear neste período de play offs amarrado pelos 18 patrocinadores , que ,na minha opinião, tem tido dificuldade em honrar os custos de mais de milhão de reais ao mês.E isso se reflete em quadra não somente na deficiência que apresenta seu treinador principal.Quanto ao Sesi , no tocante a questão financeira e a sua origem de recursos(na maior parte repasses do governo federal com as contribuições sindicais).É o maior pagador de salários da Superliga.Com um forte boato já que acertaram a Fê Garay para a próxima temporada.Uma noticia recente informava que o governo federal havia aportado mais de 124 milhões de reais referente ao exercício atrasado de 2014.Faltando um saldo devedor de 80 milhões de reais para esse ano.Esses recursos envolvem atividades esportivas, cursos,escolas de formação profissional.Ou seja o meu, o seu e o nosso.

  • SPORTS IN THE WORLD

    Em poucas palavras. Vejam meus comentários anteriores. Eu cravei o SESI como finalista e pode inclusive ser campeão sim senhores (as), time para isto o SESI tem.

  • Neide

    Parece que o Marcelinho está mesmo determinado a seguir o exemplo da consagrada Fofão, pois, segundo ele disse:
    – Não penso em parar, não. Ainda não. Não é por causa da idade que o atleta tem que se aposentar. Acho que o atleta tem que jogar enquanto tem condições. O levantador costuma ter uma longevidade maior, já que salta menos e faz mesmo força”.
    Concordo com ele, pra mim levantador é mais cérebro do que força. E experiência é fundamental para a qualidade de um bom levantador.
    Um bom levantador nunca chega ao seu auge antes dos 30 anos, e o Marcelinho parece vinho, quanto mais velho melhor.

  • Osmar Cordeiro

    Parabéns Sesi pela classificação , jogou muito bem a última partida e garantiu a vaga . Eu quero parabenizar a minha equipe Ziober Maringá que conseguiu a melhor classificação de uma equipe de Maringá na Superliga , a equipe sofreu com a saída de alguns patrocinadores e não conseguiu se reforçar ainda mais pq depois de meses de procura por novos apoios que davam a mesma desculpa que gastaram demais com a Copa do Mundo . Tiveram um bom tempo para treinar , infelizmente alguns jogadores não conseguiram brilhar como o meia Matheus , o venezuelano Bomba e a dupla Rivaldo/Diogo demoraram bom tempo para se encaixarem e despertaram depois do 2º turno . Outros conseguiram se despontar como o bom líbero Brendle , o retorno do oposto Luan e a surpresa com o meia Mudo que na última hora foi contratado . Gostaria de parabenizar a diretoria da equipe , jogadores e comissão técnica , principalmente pelo Ricardinho que aqui em Maringá possui um respeito muito grande por ter novamente colocado o vôlei no cenário nacional , a boa forma física que ajudou em quadra e o público reconhece o esforço fora dele . Sobre a torcida de Maringá , com a qual faço parte sem comentários e novamente com a melhor média de público da Superliga , invadimos a Vila Leopoldina 2 vezes com o primeiro jogo 3 ônibus e o segundo com 2 . Só espero que o projeto não acabe pois sabemos da nossa limitação financeira , que o time possa manter aproximadamente 80% deste grupo e trocarem algumas peças chaves e que tenha volei por anos e anos .

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo