Sesi carimba passaporte para o Mundial



Assim como o Sollys/Nestlé, o Sesi fez sua parte, conquistou o Sul-Americano e vai disputar o Mundial de Clubes, em Doha, no Qatar.

Neste domingo, o atual campeão da Superliga bateu o UPCN, atual campeão argentino, por 3 a 0, parciais de 25-10, 25-19 e 25-15, na Vila Leopoldina. Murilo foi eleito melhor jogador da competição, assim como a esposa, Jaqueline, que levou o prêmio na edição feminina.

– Fico muito feliz por ter sido escolhido, mas mais feliz pela nossa campanha, pela vitória do Sesi. Trabalhamos bem durante a semana, os adversários não exigiram tanto da gente, mas a postura em quadra foi boa. Chegamos bem para esse jogo, tanto técnica quanto fisicamente, e a gente sabia o que tinha que fazer em quadra. Tínhamos que fazer o melhor, em respeito à torcida, aos times que vieram, e o Sul-Americano foi bem organizado. Todos estão de parabéns e nossa postura não poderia ser diferente. Este é o nosso time para a temporada e vamos com tudo para Doha – disse Murilo, que já se apresenta nesta segunda-feira, à Seleção Brasileira, em Saquarema (RJ).

Giovane enalteceu o grupo.

– Temos um grupo muito forte, que demonstrou isso mais uma vez, e que está ainda mais forte para este ano, com as chegadas do Léo e do Rodrigão. Todos estão de parabéns, porque o título foi a coroação de uma boa preparação que fizemos e agora vamos trabalhar duro para chegar bem e em condições de disputar esse título mundial.

Os brasileiros terão como rivais no Mundial Trentino (ITA), Al-Ahly (EGI) e Al-Arabi (QAT).



  • Afonso (RJ)

    Vi o jogo. Logo no início pensei: o adversário não faz mais de 15 pontos em nenhum set. Dito e feito. Apesar de ter um time razoável, os argentinos não eram páreo para os brasileiros. Basta dizer que apesar de ter sido campeão argentino, aliás o primeiro de fora de Buenos Aires, o time argentino não contava com nenhum selecionável, pelo menos que eu saiba. Enquanto isso, o Sesi era praticamente a seleção brasileira com um ou dois desfalques. Deu no que deu: um massacre.
    Agora, vamos ver em Doha. Diferente do Osasco no feminino, que vai a Doha bastante desfalcado, acho que vai ser difícil parar esse time do Sesi.

  • Graça

    O SESI ir com força máxima e o SOLYS/NESTLÉ não poder fazer o mesmo é muito injusto. O MUNDIAL é muito mais importante que o PAN. Se no masculino o SESI vai com tudo para ser campeão, pq o feminino tem que ficar ao relento? O SOLYS/NESTLÉ completo com as
    levantadoras:FABÍOLA e KARINE;
    ponteiras: JAQUE, JU COSTA, SILVANA, SAMARA, IVNA e TANDARA;
    meios:THAISA, ADENIZIA, BIA e LARISSA;
    líberos: BRAIT e LEA,
    é sem dúvida candidato ao título mundial, porém desfalcado fica muito mais difícil. Será que a seleção não poderia disputar o PAN sem desfalcar o SOLYS/NESTLÉ com as
    levantadoras: DANI LINS e CLAUDINHA;
    ponteiras: PAULA, GARAY, SASSÁ, MARI, NATÁLIA e SHEILA;
    meios:FABIANA CLAUDINO,JUCIELY e NATASHA
    e a líbero: FABI?
    Acho que dessa forma a SELEÇÃO BRASILEIRA seria muito bem representada no PAN sem desfalcar o SOLYS/NESTLÉ para o MUNDIAL.
    Obs.: Na SUPERLIGA não torço para o SOLYS/NESTLÉ, ao contrário, torço para a UNILEVER, mas acho que acima de TUDO, o BRASIL deve ser bem representado no MUNDIAL e, por isso, seja UNILEVER, SOLYS ou VOLEI FUTURO, QUEM FOSSE O REPRESENTANTE DO Brasil deveria ir com força MÁXIMA, asim como o SESI vai no masculino.

MaisRecentes

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo