Será que os políticos não se envergonham?



Daniel Bortoletto
Editor executivo de Mídias Digitais do Grupo LANCE!

A Baía de Guanabara não será despoluída. Agora é a expansão do metrô para a Zona Oeste do Rio que poderá não ficar pronta até agosto, quando começa a Rio-2016. Em resumo, o tal legado, palavra que todo político enche o peito para dizer em discursos populistas, pode ficar apenas na promessa mais uma vez. A Copa do Mundo dos aeroportos inacabados e das obras de mobilidade pública que viraram piada não serviu como exemplo para o mundo olímpico. E a população local, que teria muito a ganhar caso as tais promessas de legado se confirmassem, corre o risco de ver apenas novas instalações esportivas na Barra da Tijuca e em Deodoro. Uma afronta! Mas nada que seja novidade para os políticos brasileiros. Eles prometem, gastam fortunas e raramente cumprem. E nós podemos vestir o nariz de palhaço.

Escrevi este texto para a edição de hoje do LANCE!. Não tem a ver diretamente com vôlei, mas talvez alguns de vocês se interessem mesmo assim. O assunto foi a repercussão de reportagem de “O Globo” sobre a possibilidade de a obra do metrô para a Barra da Tijuca não terminar até a Rio-2016.



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo