Sem surpresas, Sesi anuncia equipe em São Paulo



O nova equipe do Sesi oficialmente está montada.

Em evento em São Paulo, o técnico Talmo foi apresentado ao lado do elenco. Mais tarde, uma análise detalhada do Sesi, que já projeta lançar um time juvenil na próxima temporada e sonhava em mais jogadora de peso na equipe.

Confira os nomes:

Levantadoras: Dani Lins, Luisa Lilian de Lima e Marcela Correa

Centrais: Natalia Aparecida Martins, Marina Daloca, Renata Maggioni e Roberta Pereira da Silva

Pontas: Sassá, Gabriela Souza, Michele Pavão e Sônia Benedito

Opostos: Elisângela e Jéssica Aparecida Dos Santos Silva

Líbero: Michelle Coelho Lemos Daldegan



  • Alan

    Longe de ser uma potência como todos esperavam.. time de segunda opção.. pode dar trabalho.. mas pouco.. e pra isso.. tem que trabalhar muuuuuuuuuito

  • Rafael

    No papel, estamos falando de um time bastante equilibrado.
    Linha de passe muito boa com Sassá, a líbero Michele e Soninha. Ainda contando com Michele e Gabi no banco.
    As extremidades se viram muito bem no ataque. E o meio é razoável com Natália e Marina.
    Será também um bom teste para vermos o que Dani Lins tirará de um time deste. Se os levantamentos forem rápidos e precisos, o time funcionará bem no ataque!
    Não duvido se este time ganhar de outros tidos como maiores… Afinal volume de jogo é uma qualidade imprescindível pra quem quer ser campeão e este time já nasce com essa característica na veia…
    Boa sorte ao Sesi!!! E parabéns pela iniciativa

  • Emerson

    Corage vai ser esse time do Sesi. Perdeu Cavaleswka, Jaque, Fabiana e Èrika e ainda teve que se contentar com Marina e Nati Martins.
    Destaques só para Soninha, Sassá, Michele e Pani Lins.
    Time muito baixo, vai sofrer nas pontas e nos meios, já que Natalia não bloqueia ninguem.
    Que venha o time da Virna em Santa Catarina.
    Restam no mercado.
    Carol Alburquerque e Fofão.
    Fabiana e Cavaleswka.
    Èrika e Jaqueline
    Lia e Renatinha
    Suelle de libero.

    Daria um ótimo time.

    • Fernando Adilio

      Afff…
      Que dó desse time.

      Ataque só da Lili.

      Mas ainda assim, ela solta uns balões de vez em quando, isso que não leva toco

  • Jailson

    Esperava mais…

  • Morris

    Será que a Jaqueline perdeu a vez no Sesi, depois da gravidez perdida? Coitada, ficar sem clube em ano olímpico, ainda!

    Mas esse time do Sesi vai ocupar o lugar do Pinheiros que ganhava o Paulista, mas ficava em terceiro ou quarto na Superliga. Afinal, eles só perdem a Dani Lins e a Sassá (e agora a Natália Martins) para a seleção. As outras, ficam o ano inteiro treinando para os regionais.

    Grandes mesmo, esta temporada, serão: Unilever, Sollys, VF e Minas.

  • Adriano

    O Sesi não teve muita sorte. Depois de fechar com a Soninha, não dava pra voltar atrás e tentar recuperar a Jaqueline, já que estouraria a pontuação do time no ranking. Pena também que a Wal acabou optando pela Rússia. Acabou que o time ficou uma segunda versão do Pinheiros: manteve quatro titulares daquele – uma ponta, a líbero e as centrais -, só trocando Fabíola por Dani Lins, Lia por Lili e Ju Costa por Sassá. No fundo, não faz muita diferença. Verdade que entre as quatro pontas, há 3 boas passadoras, que é um time que tem bom potencial de saque, e tudo mais. Mas não é um time pra brigar de igual pra igual com Sollys e Unilever.

    Expectativa agora pra saber quem o Vôlei Futuro vai trazer pro meio e se o Minas vai conseguir fechar com a Fofão…

  • Nilton

    SOCORROOOOOOOOOOOOO
    TIME BIZARRO, OVU RIR MUITO, COM CTZA.
    AGORA VEREMOS O QUE É DANI LINS DE VERDADE.

  • Vitor

    Esse time é menos do que a maioria esperava e mais do que vão falar que é. O Sesi, assim como no primeiro ano do masculino, montou um time equilibrado em todas as posições sem nenhum grande destaque (talvez a Jaque fosse para esse time o que o Murilo foi para o masculino, mas infelizmente não houve o acerto). Soninha foi o grande destaque do Pinheiros nessa última temporada. Sempre bastante acionada pela Fabíola, era a bola de segurança até o jogo contra o Unilever na semifinal, onde esteve muito bem marcada e pouco jogou. Ao lado dela tinha Ju Costa que também não era uma especialista no passe e mais inconstante ainda no ataque. A Lia deve ter feito a pior temporada da carreira. Foi substituída pela Ivna em quase todas as partidas. Ao lado da Sassá e principalmente da Dani Lins que usa bastante as meios de rede, Soninha pode render ainda mais. A Lili eu vejo como uma incógnita. Vamos ver se ela estará prepara fisicamente para ser a Sheilla da Dani Lins nessa temporada. Nati Martins é rápida, tem um bom bloqueio e será importante. A segunda central deveria ser a Letícia Hage, que acertou com o Mackenzie. Vejo a Renata e Marina em uma disputa ferrenha pela titularidade ao lado da Natália. Mas nenhuma das duas são jogadoras confiáveis.

    Será uma temporada decisiva pra Dani Lins. Ou ela se firma de vez e mostra que está amadurecendo, ou ela jogará fora a vaga dela para as Olímpiadas. Uma vez que a Ana Tiemi parece ter acordado a tempo de disputar essa vaga.

    É um time que jogará sem grandes responsabilidades. Está sim a alguns degraus do Unilever, mas pode surpreender se suas principais jogadoras estiverem em grande forma.

  • Rodrigo

    Time mais ridículo esse, kkkkkkkkk, ssassá mutema e soninha, as duas baixas, gordas e bundudas. Esse time que era pra ser potência, com Fabiana, Érika Coimbra, Waleska, Jaqueline, vai virar saco de pancada. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  • Rafael

    Parece que o time está encontrando a confortável posição de ninguém ter expectativa com ele. Isso ajuda e muito!!!

    • sergio

      É verdade Rafael, isso pra mim já é uma vantagem. Lembra da especulação em torno daquele super time time do São Caetano? Como sempre digo, uma jogadora pode sium fazer a diferença numa equipe de alto nível, mas o coletivo sempre vai prevalecer. Um abtaço.

  • Menotti Ferraz

    Olha… esse time poderá não ser o campeão da SL, mas com certeza vai dar muito trabalho !!! Se for um dia de apagão da Sheila (que praticamente joga sozinha), e Natália jogar como na Superliga passada, com certeza dá Sesi !!! Sassá dificilmente vai mal em uma partida, é a Jogadora mais Regular que temos hoje no Brasil, inclusive se não fosse por ela, a final da SL desse ano, teria sido uma vitória esmagadora do Unilever, Soninha jogou muito a SL Toda, mas nas Semifinais amarelou … As centrais dão pro Gasto, Lili se estiver com a mesma disposição que jogava em Osasco e Brusque com certeza fará uma boa Temporada também … Minha Preocupação é com Relação ao Levantamento: DANI LINS … fica a pergunta: SERÁ QUE ELA VAI MELHORAR LONGE DO BERNARDINHO ??? já vimos partidas excelentes dela, mas também ja vimos jogos horrorosos (pra esquecer) … com tudo isso … acho que vai valer a pena assistir os Jogos no Ginásio !!! Sorte ao SESI @!@@ Mas continuo com meu SOLLYS !!! QUE VENHA HOOKER !@@@

  • sergio

    Um time que começa “desacreditado”? Isso pra mim já é uma vantagem. Lembram do bafafá em torno daquele super time time do São Caetano? Como sempre digo, uma jogadora pode sim fazer a diferença numa equipe de alto nível, mais o treinamento sério e o jogo coletivo sempre irão prevalecer.

MaisRecentes

Vaivém: Mais um reforço em Bauru



Continue Lendo

Vaivém: Marcelinho fecha com o Fogão



Continue Lendo

Coluna: As “polêmicas” da semana



Continue Lendo