Sem moleza, Sollys/Nestlé e Vôlei Futuro na semi. Mari ajuda Unilever a respirar



Deu a lógica nos dois primeiros confrontos encerrados das quartas de final da Superliga feminina. O Sollys/Nestlé, melhor time da fase de classificação, eliminou o BMG/São Bernardo com a vitória por 3 a 1 (25-17, 25-19, 21-25 e 25-14). Espera agora Usiminas/Minas ou Sesi. Já o Vôlei Futuro precisou jogar cinco sets mais uma vez para eliminar o Banana Boat/Praia Clube, parciais de 18-25, 20-25, 28-26, 25-16 e 15-11. Por vaga na final, vai encarar Unilever ou Mackenzie Cia. do Terno.

Em comum a dificuldade que as duas equipes tiveram para fechar a série. O time de Osasco sofreu com a tradicional síndrome do terceiro set, após vencer com muita tranquilidade as duas primeiras parciais. Duas jogadoras que oscilaram muito durante a Superliga foram as destaques: Tandara, que foi reserva durante boa parte da temporada, e Adenízia. Já o time de Araçatuba deve a classificação à força do seu elenco. No duelo deste sábado, Verê, Carol Gattaz e Ana Tiemi saíram do banco,  substituíram bem Stacy Sykora, Andressa e Ana Cristina, respectivamente, e foram decisivas para a virada.

Por fim, no Rio, a Unilever espantou a zebra e empatou o playoffs com o Mackenzie Cia do Terno, ao vencer por 3 a 0 (25-15, 25-16 e 27-25). Vale destacar que as mineiras, que não repetiram a atuação da abertura da série, estiveram muito próximas de forçar o quarto set e botar pressão nas favoritas. Tiveram três sets points e só levaram a virada graças ao talento e à sorte de Mari. Ela bloqueou, atacou e até marcou um ponto de defesa na reta final do set, quando algumas atletas do Mackenzie já até comemoravam. Na segunda-feira, às 21h15, o time de Bernardinho deve confirmar seu favoritismo no Maracanãzinho e se garantir entre os quatro melhores. E aí sim o bicho vai pegar.



  • Leonardo

    Não falar uma palavra da Walewska é sacanagem em Daniel?

    • Daniel Bortoletto

      volte ao blog amanhã e terá a resposta da minha “sacanagem”, Leonardo

      • Leonardo

        Ai sim… Alem dela ter sido regular durante toda a liga, hj jogou demais…

      • Edson Pelegrino

        A Wal merece um post só pra ela!!! =D

  • Afonso (RJ)

    O único confronto que considero imprevisível é SESI x Usiminas. A classificação dos times do Sollys/Osasco, Volei Futuro já eram mais do que esperados. O Mackenzie surpreendeu o time da Unilever no primeiro jogo em casa, mas acho que dificilmente consegue a classificação. Tirando a “síndrome do terceiro set” (e não do segundo como no seu texto, viu, Daniel), o Unilever simplesmente atropelou o Mackenzie, e acredito que no terceiro jogo deve acontecer algo similar.

    O jogo do Osasco contra seja SESI ou Usiminas, no meu entender já tem um vencedor. O Osasco já tem praticamente assegurada a sua vaga na final. Resta saber quem vai ser seu adversário, que vai sair do confronto entre Volei Futuro contra Unilever. Esse jogo tem um grau maior de imprevisibilidade do que a outra semifinal, mas acho que a equipe de Araçatuba sai com certa vantagem, principalmente pela descendente que o time carioca vem mostrando, além da quase total falta de opções no banco.

    Eu arrisco o palpite que na final, dá Sollys/Osasco, seja contra Unilever ou Volei Futuro, com a ressalva que numa final de um jogo só o grau de imprevisibilidade aumenta. E, no meu entender, o Sollys/Osasco já é o campeão dessa superliga. Afinal, ficou em primeiro lugar num campeonato de pontos corridos todos contra todos, turno e returno. Resta saber se vai confirmar o título no final desse outro torneio caça níqueis. Tem tudo para isso.

    • Daniel Bortoletto

      lapso reparado

    • Nina

      o osasco ficou em 1 lugar no turno com apenas um ponto a mais q o unilever, ou seja,na final é outra história. Go Mari!!

  • klaus

    É uma pena que a Walewska não queira mais jogar pela seleção porque ainda seria titular absoluta.Fez uma grande partida hoje e foi a responsável pela classificação do Vôlei Futuro.Quanto à Mari, ela foi fundamental para que o jogo não fosse para o 4º set .Aliás ,como a Mari é cobrada por todos; mas é assim mesmo, você só cobra algo de alguém que tem potencial, caso contrário não seria uma grande jogadora .

  • Nani

    Wal jogou muito, marcou 25 pontos, media de uma oposta……..bem que ela podia repensar e voltar p seleção, tirando isso achei muito boas as entradas de vere, gattaz e tiemi…mudaram o jogo…. espero que Paulo Coco mantenha esse tima para semifinais…..e q o VF comece jogando como no 4 set, ligado deste o inicio do jogo,, pq agora provavelmente vem o RJ pela frente, mais pedreira por ai……..

  • Fernando Adilio

    O poder de superação que o Volei Futuro tem é absurdo.
    Se o time acreditar em si, não tem pra ninguém. O problema é fazê-las acreditarem nisso.
    Apesar de o Rio ter ganhado, não vi um grande jogo.
    Aliás, não vi uma grande atuação do Rio, ainda.
    As poucas vezes que precisou mostrar bola, perdeu… (Contra o Sesi, VF, Osasco e Mack)
    Se o VF entrar determinado pra jogar e ganhar, Shari e Ventutu não param PP, Garay, Wall e Gattaz…

  • Naty

    Sem palavras para Walewska…fenomenal….jogando muito mais bola que as centrais da seleção….
    Mari, é uma jogadora excepcional, todos sabem de seu potencial…parece que resolve jogar quando tá todo mundo falando mal….rsrs…..precisa ser mais regular….

  • Jairo (RJ)

    Eu estive no jogo do Unilever. O ingresso valeu “apenas” com uma defesa da tão questionada Mari no terceiro set, quando num ataque ela defendeu, a bola passou limpa para a quadra adversária e caiu direto…. Até aí nada de mais, a senão ser pelo fato da jogada terminar com a Mari sorrindo, o que é tão raro de se ver.

  • César Castro

    Daniel e amantes do vôlei, quais são as chances da Natália Zílio jogar as olimpíadas? E, abusando um pouco, quais são as 12 garotas que o ZRG deverá levar pra Londres?

    Na minha opinião, serão (Jaqueline, Mari, Paula, Sassá – Fê Garay – pontas, Sheilla – oposto, Thaísa, Fabiana, Jucielly – centrais, dani lins e fabíola – levantadoras, fabi – líbero).

    Abração!

    • Daniel Bortoletto

      prometo falar mais de seleção após as finais da Superliga
      mas a Natália deve estar recuperada em tempo, sim

      • Paulete

        Daniel
        Cade o post da Wal

  • Welmer Sales

    Hoje, eu vi como a Mari é uma jogadora importante para a seleção, apesar de não ter feito nada de mais durante o jogo todo, quando o time da Unilever mais precisou dela ela estava lá e decidiu o jogo. E uma coisa que acho e que muita gente vai descordar, mas não devia, é que se a Seleção Brasileira for completa para as Olimpíadas vai ser difícil de ser batida, apesar de no ano passado, durante a disputa da Copa do Mundo, ter sido bem irregular, mas acho que isso foi consequência de uma longa temporada sem descanso, o que deixou as meninas muito exaustas, e também das contusões das ponteiras Jaqueline, Fê Garay e Natália, que poderiam ajudar nos momentos difíceis que a seleção passou durante a competição. Outra coisa que queria enfatizar é como melhorou as bolas da Fabíola com a Thaísa, o que é muito bom para a seleção. A Thaísa que vinha com atuações muito irregulares jogou muito bem nessas duas partidas contra a equipe de São Bernardo e espero que ela continue melhorando as suas atuações e chegue a seleção em um alto nível. E o que falar da Fabíola, para mim hoje, é a melhor opção para ser titular da seleção, vem com atuações muito regulares e atuações bem melhores que a sua companheira de posição Dani Lins.
    ***Uma comparação que eu venho fazendo há algum tempo é que a base desse time do SESI era a base do time do Pinheiros da temporada passado e que a Fabíola com esse time Pinheiros tinha atuações bem melhores e era mais regular que a Dani Lins com o time do SESI. Alguém concorda????

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo