Sem Lipe, Brasil vence teste pré-Mundial



A cinco dias da estreia no Campeonato Mundial, a Seleção Brasileira masculina ainda convive com uma importante dúvida: a presença de Lipe.

Nesta sexta-feira, o Brasil venceu a Alemanha em amistoso na cidade de Leipzig, sem o ponta campeão olímpico, que convive com um problema no cotovelo, o mesmo responsável por tirá-lo de boa parte da Liga das Nações.

Triunfo brasileiro nos quatro sets disputados, mas com a diferença mínima no placar em todos eles: 25-23, 26-24, 27-25 e 25-23.

Sem Lipe, o técnico Renan Dal Zotto utilizou como titulares na ponta Kadu e Douglas Souza. No papel, quarta e quinta opções para o setor, desfalcado, além de Lipe, por Lucarelli e Maurício Borges. Lucas Lóh também entrou durante o teste.

Certamente uma preocupação extra às vésperas de uma competição tão importante. Kadu deixou boa impressão nos amistosos contra a Holanda, mas fará no Mundial a estreia em uma competição internacional com a Seleção adulta. Douglas, outro campeão olímpico no Rio-2016, ainda convive com a desconfiança pelas oscilações de performance. Talento ele já demonstrou ter, mas precisa de mais consistência nas atuações, principalmente em jogos “maiores”.

Seleção Brasileira em ação na Alemanha (DVV/Sebastian Wells)

Lipe, inclusive, foi o único jogador brasileiro entre os 14 inscritos no Mundial a não ser utilizado diante da Alemanha. O central Isac foi o maior pontuador com 16 acertos. No domingo, na cidade de Dresden, as duas seleções farão o segundo e último teste antes da viagem para a Bulgária.

Como o Campeonato Mundial é uma competição longa, com três semanas de duração, imagino que a preocupação da comissão técnica brasileira seja ter Lipe nas melhores condições possíveis para a reta final da primeira fase para ganhar ritmo, já que ninguém cogita ver o Brasil fora das quatro primeiras posições ao enfrentar Canadá, China, Egito, Holanda e França. A estreia contra os egípcios está marcada para o dia 12, em Ruse (BUL).

LEIA TAMBÉM

+ Sada/Cruzeiro inova ao “patrocinar” desafio eletrônico no Campeonato Mineiro



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo