Sem Alisha Glass, Ana Cristina resolve contra Macaé. E na semi?



O Vôlei Futuro está nas semifinais da Superliga Feminina, após derrotar pela segunda vez o Macaé, nesta quinta, por difíceis 3 sets a 1, parciais de 25/19, 24/26, 32/30 e 25/18, fora de casa.  E quem saiu de quadra com um largo sorriso no rosto foi a levantadora Ana Cristina.

Ela foi eleita a melhor em quadra e dá mostras que pode, sim, substituir a americana Alisha Glass, que lesionada já voltou para os Estados Unidos e está fora da competição.

Pela força do elenco comandado por William Carvalho, Ana Cristina já foi chamada por um leitor do blog de patinho feio. Não tem o cartaz das selecionáveis Paula Pequeno, Fabiana, Joycinha e Sykora, além da talentosa atacante Tandara. Assim, ao lado da central Andressa, a levantadora busca um lugar ao sol.

Muitos torcedores do Vôlei Futuro escreveram aqui, durante a Superliga, e deram moral para Ana Cristina. Até no bate-boca que teve com Paula Pequeno ela ganhou respaldo. E parece que, amadurecida, vem crescendo na hora certa.

Para ter chance de superar o Sollys/Osasco, que conta com o grande reforço de Jaqueline, o Vôlei Futuro vai precisar de sua levantadora no ápice, principalmente na parte mental. Saber distribuir a bola entre todas as atacantes, ler o pesado bloqueio de Thaisa e Adenízia e ter liderança em meio às companheiras selecionáveis são as obrigações. Será um verdadeiro teste de fogo para Ana Cristina.



MaisRecentes

Monique é convocada para treinos da Seleção



Continue Lendo

Números de Ágatha e Duda são ótimas credenciais para Tóquio-2020



Continue Lendo

Conheça Kadu, a novidade da Seleção nos jogos pré-Mundial



Continue Lendo