Selecionáveis tomam um passeio



A abertura da semifinal do Paulista feminina foi surpreendente. Ainda que pese o desentrosamento pelo longo tempo que as selecionáveis ficaram fora, o Sollys/Osasco, de Jaqueline, Natália, Thaisa, Camila Brait, Sassá e Adenízia, tem mais time do que o Pinheiros/Mackenzie. E levar um sonoro 3 a 0 é para ninguém dormir no dia seguinte.

Prêmio para o estudioso Paulo Coco e seu time, que agora precisa de apenas mais uma vitória para garantir vaga na decisão. A oposto Lia foi a destaque da partida

Do outro lado, o Vôlei Futuro, que ainda não conta com as americanas Sykora e Alisha Glass, encara o São Bernardo/BMG e é favorito.

Pelo que viram nesta segunda, alguém acredita em virada do Sollys? E pode dar zebra na outra semi, com São Bernardo na final?



MaisRecentes

Itália e Sérvia na primeira final europeia do Mundial feminino



Continue Lendo

Minas e Dentil/Praia Clube conhecem rivais no Mundial



Continue Lendo

Nova TV, papo com arbitragem e descontração: a apresentação da Superliga



Continue Lendo