Segunda parte da entrevista com Zé Roberto: “Jogos em Londres serão um dos melhores de todos os tempos na questão de nível técnico”



Esta é a segunda parte da entrevista que fiz com José Roberto Guimarães. Para quem não leu a primeira, segue o link: http://wp.me/p1b2tr-St

O assunto agora é Seleção Brasileira. O comandante do Fenerbahce está preocupado com a reta final do ciclo olímpico para Londres. Sabe que o time ficou devendo no fim da temporada passada e algumas das peças-chave estão atuando abaixo do ideal. Longe de se preocupar com o torneio sul-americano que vai apontar um representante para os Jogos. Mas ciente de que a defesa do título olímpico será mais complicada do que foi a conquista em Pequim, quatro anos atrás.

Uma frase do bicampeão olímpico resume a importância do hoje:

– Olimpíada é momento.

Falar de nomes ainda é um assunto desconfortável. Zé convocou apenas Sassá e Dani Lins para os treinos. Aguarda o derrotado entre Unilever e Vôlei Futuro para anunciar mais nomes para treinar em Saquarema, a partir da próxima semana. Já as finalistas da Superliga só irão se juntar ao grupo no fim  do mês.

Início dos treinos
Estarei dia 16 em Saquarema, para iniciar oficialmente a preparação para a Olimpíada. Não sei o dia que retorno, pois talvez tenhamos de jogar a Liga Turca e eu ficaria até dia 15. Se não formos jogar, já saio daqui no dia 10. Nesta primeira fase de treinamento (Zé já convocou Dani Lins e Sassá), o Claudinho (Pinheiro, assistente) e o Zé Elias (Proença, preparador físico) estarão em Saquarema. As jogadoras que forem eliminadas na semifinal da Superliga já irão se apresentar no dia 9. O tempo vai ser pouco, então temos de aproveitar.

Londres-2012
Até a final da Champions, até por toda a expectativa criada pelo Fenerbahce, que buscava o título inédito, em nem tocava muito no assunto. Agora já estou pensando em Seleção, sim. O Claudinho e o Zé ficaram aqui até terça e depois voltaram para o Brasil. A Fabiana, por exemplo, está muito bem. O Zé gostou do que viu na parte física.

Preparação
Estou tentando marcar alguns amistosos, mas o Grand Prix já começa em junho. Vamos para a Polônia, depois voltamos para o Brasil e temos a fase final. Vai ser corrido.

Nível da Superliga 2011/2012
Tenho acompanhado bastante. Muitas vezes os jogos começam às 3h, 4h da manhã aqui. Recentemente vi Vôlei Futuro x Unilever (0 a 3) e a decisão entre Minas x Sesi (3 a 2). Tenho visto muitos jogos. O campeonato está realmente muito disputado.

Fabiana na Turquia
Ela amadureceu bastante. Passou um período muito tranquilo na Turquia, não perdeu energia com outras coisas e pôde treinar bastante, principalmente a parte física. Ela chegou a fazer peso cinco vezes por semana. Jogou partidas importantes pela Champions e pode treinar bastante quando não jogava pelo Turco. Fora da quadra, teve a oportunidade de aprender outra língua. Além disso, pôde se relacionar com pessoas de diferentes culturas. Morava em cima do apartamento da Kim (coreana). Viraram grandes amigas. Foi bem acolhida pelas outras e trocou experiência. Hoje a vejo bem diferente.

Como foi treinar Sokolova e Tom
Pude perceber que elas estão muito focadas na Olimpíada. Isso me chamou muita atenção. Elas também estão se cuidado muito, pois sabem a importância de estarem bem em um ano olímpico. Viu a Liubov (Sokolova) treinando muito peso e a Tom pedindo para treinar mais. Quando eu fazia treino com as líberos, ela me perguntava se podia trabalhar junto. Isso mostra como elas pretendem estar em Londres.

Os rivais pela Europa
Vi muita coisa bacana. A base do Cannes era formada pelas sérvias. Pude enfrentar a Gamova na fase final da Champions também. O time contava ainda com a Larson, americana. Os Jogos em Londres serão um dos melhores de todos os tempos na questão de nível técnico. Tom me disse que sonha com o ouro olímpico. Encontrei a Berg (levantadora americana), que treinei em Pesaro, e ela estava falando disso também. Preocupa ver tudo isso de fora.

 



  • mari diva

    falou, falou, falou… e nao disse nada!

    • Dudu

      as vezes o entrevistador não ajuda tambem né…

      • Daniel Bortoletto

        aceito aulas

        • Dudu

          que afrontosa…rsrs

  • Jailson

    Eu sempre tenho esperança, mas se o próprio técnico diz que algumas estão jogando abaixo do ideal .Infelizmente vamos depender de uma série de fatores para chegar a uma medalha em Londres (ou melhor um pouco de sorte).

  • Virginio

    E o povo de araçatuba achou que ia pra final da superliga. Coitados.

  • Nani

    DANIEL, gosto muito de suas opiniões e queria uma: PORQUE a Fernanda Venturini na temporada 2010/2011 tinha 7 pontos e na temporada 2011/2012 caiu la pra 5 pontos e agora que vai parar de novo voltou a ser 7 na temporada 2012/2013. Só por comparação a fofão tambem ficou parada essa temporada e manteve os 7 pontos p proxima, não faz sentido uma grande levantadora com a Venturini cair para 5 pontos ou faz? Lembrando que tem limites de pontos nos times e RJ ja tinha 3 com 7 pontos no inicio…..qual sua opinião sobre isso, eu fiquei sem entender…não sei como funciona esse negocio de ranking…

    • Daniel Bortoletto

      acho que existem algumas incoerências no ranking, Nani. Faltam critérios mais claros

    • daniel

      A Fernanda tem 41 anos e estava há 4 anos sem jogar, como ela poderia valer 7 pontos? Lembra que muita gente achou um absurdo ela voltar a jogar e duvidaram que ela voltaria a ter boas atuações? Acho até injusta reclassificá-la como 7 novamente. Nitidamente não é a mesma Fernanda de antes, apesar de ditar um bom ritmo ao time. O mais justo seriam 5 ou 6 pontos. Quanto a Fofão, ela parou essa temporada pela primeira vez e apesar de na minha opinião a Fernanda ter sido a melhor de todos os tempos, hoje, se tivesse que escolher, jogaria com a Fofão. Também não acho justo a Fofão valer 7 pontos, temos que incentivar uma atleta do nível dela a jogar e não a parar, já que depois do que o ZRG aprontou com ela na Turquia, ela ficou um pouco desvalorizada no mercado. Uma pena.

      • nani

        concordo com vc, não sei pq na temporada 2010/2011 tinha 7 pontos e ja estava parada a um tempo, isso não faz sentido, mas foi cair a pontuação bem qd resolve voltar a jogar pelo Unilever, isso que tb não entendi. Diretores, Jornalistas e ate os torcedores apaixonados por volei, deveriam cobrar mais transparencia nesse assunto de ranking e pontuação…………assim não iria gerar duvidas se um time ou outro é benificiado…..

  • O preocupante nesta entrevista foi o JRG dizer que as principais adversárias estão focadas nas Olimpíadas e não dizer o mesmo da nossa seleção!

    • Adriano

      Mais preocupante que isso, eu acho é ele ir malhar as atletas dele imprensa afora, aí. Não vamos discutir o momento técnico que a Mari tá passando, tá? Mas eu acho assim: malhou ela durante a Copa. Malhou ela agora, aí, esses dias. Pô, não convoca, então. Que que adianta ir pra imprensa ficar dizendo o quanto ela tá mal? Ah, com certeza a confiança dela vai lá nas alturas agora.

      • Kaio

        Confiança dela tá tão baixa com Bernadinho, que da pra achar petroleo.

  • daniel

    O que preocupa não são as outras seleções, mas a nossa. Estou ansioso para ver qual versão Fabiana nos apresentará este ano; espero que não seja a sonolenta de 2011. Exceto Jaqueline, não vejo ninguém voando no time titular. É arriscado criar expectativas com a Nathalia, parece-me que iremos de Fernanda Garay, que medo! No meio, a sensação que dá é que fechamos os olhos e acreditamos que Fabiana e Thaisa eram as melhores do mundo, e só agora acordamos e vimos que elas não aprenderam a bloquear e que estão mais irregulares do que nunca. Na bola, Walewska é disparada a melhor, e depois Adenizia e Juciely, mas a primeira está fora por princípios do técnico, e as outras duas não tiveram oportunidade em 3 anos, então fica dificil. Sheilla apesar de não estar como antes, não tem reserva a altura. Nem Fabi, já que Brait nunca foi testada, não vai ser agora que iremos trocar de líbero. Quanto a levantadora, Dani Lins evoluiu, mas não dá conta do recado se o time estiver meia-boca. Minha esperança é Fabíola, que me parece em sua melhor fase. Quanto a comissão técnica, ZRG é muito bom, mas também muito teimosinho.

    • Kaio

      Na bola a Wal é melhor, mas no bloqueio a Ade manda lembranças com sabor de suco de laranja.

    • Guedes

      Eu acho que a maioria das jogadoras do sollys estão em um momento tecnico bom, a fabi acho que esta jogando bem, mas o passe dela é pior do que o da camila, mas defende melhor que a camila, a paulo pra mim fez uma boa super liga, a garay também, a sheila pontuado muito, a mari o passe dela é uma droga não entendo como ela nunca consegue evoluir nisso, mas ela pode jogar como oposta ou na ficar como ponteira desde que tenha uma outra ponteira boa no passe e uma libero boa também, assim ela pode que meio sumir do passe.

      A minha preocupação é a dani lins, a uns 4 anos atras falavam tão bem dessa menina, eu não conhecia ela, quando a vi pela seleção pensei, pela fama essa menina é boa… e o que vi foi um torneio dela horrivel a fabiola entrou e comeu a bola… deixando ela no banco, e nessa temporada nunca vi tão ruim…, se ela não se recuperar tem que chamar outra

MaisRecentes

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo

Coluna: A imprevisível Superliga feminina



Continue Lendo