Sada/Cruzeiro e Pinheiros/Sky sofrem com zebra. E ela quase derruba também o Sesi



A rodada de quinta-feira tinha, no papel, jogos poucos atraentes pela Superliga Masculina, com duelos entre grandes e pequenos. Para quem esperava ver só placares de 3 a 0, com favoritismo confirmado, enganou-se redondamente.

Em São Bernardo do Campo, o terceiro colocado Sada/Cruzeiro foi surpreendido pelo BMG, décimo, e levou a virada, com parciais de 15/25, 25/21, 16/25, 25/22 e 15/13. Méritos para o excelente técnico Rubinho, um estudioso que colhe os resultados com o jovem time do ABC.

Em Porto Alegre, o Fátima/Medquímica/Sogipa, apenas o 12º colocado, fez 3 a 2 no Pinheiros/Sky, que agora está em sexto, com parciais de 25/21, 17/25, 27/25, 20/25 e 19/17. Na briga por vaga nos playoffs, o time de Gustavo, ainda sem Giba, precisa abrir o olho.

Para finalizar, o líder Sesi escapou por muito pouco de perder para o Volta Redonda. Depois de 2h20, vitória dos paulistas também no tie-break, parciais de 25/23, 21/25, 17/25, 25/21 e 21/19.

O único que fez sua parte foi o Vivo/Minas, que ganhou do São Caetano em sets diretos. Bem ao estilo mineiro, sem alarde, o time de Marcelo Fronckowiak já está em quinto lugar, após um início de Superliga bem irregular.

Para vocês, quem é a maior zebra da Superliga até agora?



MaisRecentes

Zé Roberto chama nove para a Seleção



Continue Lendo

Renan aposta em “legado de Bernardinho” para iniciar trabalho



Continue Lendo

Vaivém: Bauru anuncia reforço



Continue Lendo