Sada/Cruzeiro escapa de Leal/Simon na primeira fase do Mundial



Foram sorteados, nesta segunda-feira, os grupos do Campeonato Mundial masculino de clubes. E o Sada/Cruzeiro tem motivos para comemorar.

A Raposa, em busca do quarto título mundial, caiu na chave B, que contará com o italiano Trentino, o Khatam Ardakan, do Irã, e o time da casa, o polonês Asseco Resovia. Estas equipes disputarão a fase de classificação na cidade de Rzeszów. Os dois primeiros avançarão para as semifinais.

O time brasileiro escapou dos confrontos contra o poderosíssimo Zenit Kazan, novo time de Ngapeth na Rússia, e o Civitanova, potência italiana com Leal, Simon, Juantorena e Bruninho.

No outro grupo, em Radom, estarão, além de Zenit e Civitanova, o dono da casa Skra Belchatow (POL) e Fakel Novy Urengoy (RUS). Só carne de pescoço!

Filipe é o capitão do Sada/Cruzeiro em mais um Mundial (FIVB Divulgação)

O Mundial acontecerá entre os dias 25 de novembro e 2 de dezembro. O técnico Marcelo Mendez fez uma análise do grupo do Sada/Cruzeiro:

– Nós vamos firmes para brigar muito pelo quarto título. É um Mundial de Clubes, então não tem vida fácil em um torneio como esse. O Trentino tem jogadores sérvios, italianos, americanos, que jogam muito bem. O time polonês também tem jogadores com passagem pela seleção e a equipe iraniana também tem atletas da seleção nacional. São grandes times os três, principalmente os italianos, que são um dos candidatos ao título, tanto na Itália quanto no Mundial. Já estávamos pegando todas as informações das equipes, preparando tudo para estudarmos ao máximo os adversários. O outro grupo também é fortíssimo, com vários candidatos. São todos times com experiência, então vai ser uma briga dura – analisou.

Para ilustrar um pouco do que o argentino disse acima. O elenco do Trentino na temporada 2018/2019 conta o levantador Gianelli, o ponta americano Aaron Russell, os sérvios Uros Kovacevic (ponta) e Lisinac (central), além do líbero francês Grebennikov. Todos eles titulares de suas respectivas seleções no último Mundial.

No Resovia estão o ponta francês Rossard, o central americano Smith, o levantador americano Kawika Shoji, além dos poloneses Schulz (oposto), Mozdzonek (central) e Mika (ponta), todos campeões do mundo em 2014 ou 2018. O levantador brasileiro Rafael Redwitz, que por muito tempo atuou no vôlei francês, também está no elenco.

Com todo respeito aos iranianos eles serão o fiel do balança. Quem quiser estar na semi não poderá perder pontos para os asiáticos na primeira fase.

Nos próximos dias, o Sada/Cruzeiro receberá os reforços internacional contratados para a temporada: o ponta americano Taylor Sander, que vem de um excelente Mundial, e o central francês Le Roux.

LEIA TAMBÉM

+ Tufão Boskovic arrasa o Brasil no Japão



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo