Russas em sintonia com a torcida



No LANCE! de amanhã, apresento em uma página a partida entre Brasil x Rússia, pela última rodada da primeira fase do torneio olímpico feminino.

Zé Roberto, Garay e Kosheleva falam sobre a rivalidade, que já ganha contornos de amizade. Aqui eu antecipo o meu depoimento sobre as russas até agora no Rio de Janeiro. Um aperitivo para o clássico!

As sorridentes russas em ação na Rio-2016 (FIVB Divulgação)

As sorridentes russas em ação na Rio-2016 (FIVB Divulgação)

“A Rússia não me surpreende até agora em quadra, com Kosheleva e Goncharova sempre dominantes nas quatro vitórias obtidas. Mas fora o comportamento delas me chama a atenção. Normalmente frias, as jogadoras têm dado uma atenção especial ao público no Maracanãzinho, algo que enterra um pouco a questão da rivalidade com o Brasil. Na primeira rodada, Goncharova fez questão de cruzar a quadra para fazer selfies com torcedores brasileiros cadeirantes. Kosheleva costuma ser uma das últimas a deixar a
quadra após todos os jogos. Os fãs já perceberam e tentam se posicionar à beira da quadra sempre aguardando a passagem dela no caminho para o vestiário. Apenas uma coisa não muda: apesar de entender e falar inglês, Goncharova sempre foge das entrevistas com a mídia internacional”.



MaisRecentes

Dia de aplaudir o Zenit Kazan



Continue Lendo

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo