Rexona-Sesc perde set, mas vence japonesas



O Rexona-Sesc levou um susto, mas saiu de quadra vitorioso na estreia no Campeonato Mundial de Clubes.

Em Kobe, no Japão, o time carioca derrotou o Hisamitsu Springs por 3 sets a 1, parciais de 25-16, 20-25, 25-16 e 25-21.

A oposto Monique e a ponta Drussyla lideram as campeãs da Superliga, anotando 19 pontos cada. Mais uma comprovação do ótimo momento vivido pela jovem ponta, que desde a reta final da Superliga contra o Camponesa/Minas, quando substituiu a holandesa Anne Buijs, assumiu o protagonismo no Rexona.

Monique voa para buscar mais um ponto (FIVB Divulgação)

Monique voa para buscar mais um ponto (FIVB Divulgação)

– A primeira partida é sempre mais chata, tensa, ainda mais contra o time da casa. Elas defendem muito, têm muito volume e jogam com muita velocidade. Japonesas são assim mesmo. Elas não desistem e é preciso paciência para conseguir vencê-las. Começamos colocando nosso ritmo e abrimos uma vantagem confortável. Mas na segunda parcial tivemos um apagão, muito por falta de paciência. Só que conseguimos nos recuperar no terceiro e fechar o jogo no quarto – analisou Juciely.

No outro jogo do Grupo A, o Vakifbank, da Turquia, não tomou conhecimento das russas do Dínamo de Moscou, da Rússia, vencendo por 3 a 0 (25-22, 25-19 e 25-18). Goncharova marcou 19 pontos para o time derrotado, enquanto Sloetjes e Ting Zhu, com 16 e 14 acertos, respectivamente, lideram as atuais campeãs europeias.

A equipe de Bernardinho estará em ação novamente nesta madrugada, por volta de 0h45 (horário de Brasília), para enfrentar a seleção mundial do Vakifbank. O jogo será transmitido pelo SporTV;

 



MaisRecentes

Navajas voltou. E está igual ao o dos velhos tempos



Continue Lendo

Sonhos interrompidos



Continue Lendo

Coluna: O momento é do Minas



Continue Lendo