Quer aprender a bloquear? Ligue para o Wagão



O Pinheiros vem dando aulas de bloqueio nos playoffs da Superliga feminina.

Depois de marcar 25 pontos na abertura das quartas contra o Vôlei Amil, o time comandado por Wagão fez mais 23, ontem, na partida que deixou a série empatada em 1 a 1.

A vitória no tie-break (31-29, 25-14, 16-25, 23-25 e 15-11) foi merecida para um time que soube, dentro de suas limitações técnicas e orçamentárias, ser construído de forma competitiva.

Muito disso se deve aos estudos do treinador, que está sabendo anular o Vôlei Amil sem a levantadora Fernandinha. Mais previsível com Pri Heldes, o time de Campinas está tendo muitas dificuldades para pontuar. E assim o block do Pinheiros faz a festa.

Por outro lado, Macris soube distribuir bem as ações, ajudando todas as atacantes a passarem dos dois dígitos na pontuação.

Vale uma menção mais do que honrosa a atuação a ponta Elen. Foram 26 pontos, apenas um a menos do que a búlgara Vasileva, com um aproveitamento pouco superior a 50% no ataque. Inclusive, a jogadora está citada na minha coluna Saque, deste domingo, no LANCE!, como uma das revelações da Superliga.

Vi parte da entrevista de Zé Roberto após o jogo e ele admitiu que o Pinheiros foi melhor em grande parte do jogo, superior em vários fundamentos e, assim, merecedor da vitória.

Para o terceiro e decisivo duelo, em Campinas, na terça, às 21h, o favoritismo do novato Vôlei Amil não passa de um 52% x 48%, ou algo parecido. Promessa de mais um jogo emocionante, como foram os dois primeiros até agora.



MaisRecentes

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



Continue Lendo

Simon veste camisa do Civitanova. Vem novela judicial aí!



Continue Lendo