Que baita virada!



Olha, se essa virada no quarto set não der moral para a Seleção Brasileira na reta final do Mundial, não sei mais o que pode ser uma injeção de ânimo neste grupo rumo ao título inédito.

Sair de 11-20 e conseguir a virada, diante de Gamova, Goncharova e Kosheleva, não é para qualquer um. É pra afastar um monte de fantasmas, aumentar a confiança e partir para dentro das próximas adversárias, a começar das americanas, amanhã. Só seria melhor se o resultado ainda eliminasse as russas. Mas as atuais bicampeãs ainda terão uma última chance, também neste domingo, diante da Sérvia. Imagino que 10 entre 10 torcedores irão torcer para as sérvias.

Para construir uma virada que parecia impossível, o Brasil contou com uma passagem decisiva de Gabi pelo saque e bloqueios e mais bloqueios de Thaisa sobre o poderoso trio ofensivo russo. Antes disso, Zé Roberto já havia tentado outras mexidas no time (Tandara e Natália), sem efeito. E além dos destaques individuais, é elogiável o espírito que a Seleção teve de não desistir do quarto set e já pensar no tie-break, algo que até poderia ser considerado normal numa situação assim.

Pelo que jogou no início do confronto, o Brasil talvez nem precisasse de tanto sofrimento para vencer. Venceu com autoridade o primeiro set, tinha uma larga vantagem no segundo, mas sofreu o empate. Se não tivesse esse apagão e colocasse 2 a 0 no placar, eu apostaria em um 3 a 0 clássico, que também daria moral extra para a sequência no Mundial. Entre erros e acertos, destaco as “Torres Gêmeas” Thaisa e Fabiana. A primeira, como já citado, foi decisiva no fim, enquanto a capitã foi a melhor no início da partida. No ataque e no bloqueio, elas fazem a diferença. E poderão fazer ainda mais nesta reta final de Mundial, caso repitam esta fome de bola.

E falando em reta final, o Brasil já sabe que China, Itália, República Dominicana e Estados Unidos também estão classificados, faltando apenas Rússia ou Sérvia. Independentemente dos nomes, o que importa é o nível técnico e emocional que a Seleção mostra. E por ver ambos em crescimento, eu acredito cada vez mais nesta conquista inédita.



MaisRecentes

Atuação ruim tira Brasil da final da Copa Pan-Americana



Continue Lendo

Vôlei Renata anuncia novidades para a temporada



Continue Lendo

Jaqueline anuncia aposentadoria da Seleção



Continue Lendo