Que atuação irrepreensível!



Na abertura da terceira fase do Mundial, Brasil fez a China parecer um adversário qualquer, inexpressivo até. O time de José Roberto Guimarães jogou demais, neutralizou todas as principais armas do adversário e transformou um jogo que poderia ser problemático em uma molezinha. O 3 a 0, com parciais de 25-19, 25-16 e 25-15, explica bem a diferença entre os dois, hoje, em Milão.

A Seleção foi tão bem que é difícil apontar um ou outro destaque, sem parecer injusto. Dani Lins fez uma partida impecável na distribuição, deixando alguns jogos abaixo da média para trás. Não me lembro de ter visto a levantadora atuar tão bem até agora na competição. Nas pontas, Jaqueline e Fernanda Garay atacaram como russas e defenderam como asiáticas. Estranho dizer isso, mas a China não representou à altura o nível de defesa que tradicionalmente as seleções da Ásia. Enquanto isso, o Brasil deu show no fundamento, liderado pela líbero Camila Brait, a melhor da competição neste quesito. No meio de rede, Fabiana e Thaisa foram dominantes no ataque e brincaram de bloquear. Pobre Zhu, caçada pelo saque brasileiro e que nem de longe foi sombra do que já apresentou outras vezes. Sheilla foi a jogadora que se destacou menos,  mas ainda assim teve boas passagens pelo saque e pontuou no ataque em algumas bolas difíceis.

O resultado deixa o time muito próximo das semifinais. Nesta quinta, caso a China vença a República Dominicana por 3 a 1/3 a 2 ou perca por qualquer placar, o Brasil já estará classificado sem entrar em quadra, fazendo o confronto de sexta, contra as caribenhas, valer apenas o emparceiramento da próxima fase.

E, além disso, a atuação impecável do time verde-amarelo vai colocar mais pulgas atrás das orelhas dos adversários. O Brasil, único invicto do Mundial, joga ainda melhor com a aproximação do momento decisivo. É para os outros ficarem preocupados mesmo!

PS: Agora com link para um fantástico ponto no início do segundo set. Confiram: http://wp.me/p1b2tr-216

 



  • Juliano

    Dani Lins simplesmente calou a minha boca. A melhor atuação durante todo o campeonato. Ela estava mais veloz do que o normal, usando bem o meio e esbanjando da pipe. Como ZR falou, pela primeira vez, neste campeonato, apareceu a Dani Lins de Londres.

    Neste jogo, Sheila foi um pouco aquém no ataque porque estava muito marcada. Até as pancadas da Tandara não caíram facilmente. Sempre que é bola de oposto a China arruma um jeito de levantar. Incrível.

    Irretocável as centrais. Camila idem.

    Garay fez sua melhor partida. Jaqueline só mostrou a regularidade de sempre neste campeonato. Um espetáculo de campeonato da Jaque. Aquela final olímpica mudou a jogadora.

    Se as meninas jogarem assim até a final, vai ser difícil alguém bater o Brasil.

    • Werner

      Concordo com você Juliano. A Dani Lins finalmente conseguiu fazer um jogo à altura do que vem apresentando na Superliga Feminina. Não podemos esquecer que a atuação dela tem muito a ver com o saque brasileiro que desestruturou a recepção chinesa em boa parte do jogo. Outro fator fundamental foi a “parede” Thaisa. Fazer 07 pontos de bloqueio em um jogo de alto nível não é pra qualquer uma! E o que dizer do desempenho da Camila e da Jaque na defesa, Fe Garay nos contra ataques? Estamos no caminho certo, mas não tem nada ganho! Prova disso foi o mundial masculino em que chegamos invictos na última fase e perdemos justamente quando não podíamos, e para os donos da casa!! Ah sim, só pra lembrar: a Itália atropelou os EUA e certamente vão repetir a dose contra Gamova e cia, portanto cuidado com as donas da casa!!!

  • Mari

    Que jogo do Brasil!!!
    A Dani hj mostrou o talento que ela tem, finalmente!!!
    A Jaque e Garay seguraram bem o passe e foram maravilhosas no ataque.
    A Thaisa foi um monstro no bloqueio, no ataque, no saque e ainda fez uma defesa fenomenal no 2 set.
    Fabiana é outra que voltou a sacar bem e atacando como nunca.
    A Camila super regular….muito bom vê que ela vem evoluindo cada dia mais.
    A Sheilla voltou a sacar bem, isso é um bom sinal…nos próximos jogos acho q ela vai mostrar quem é a Sheilla.
    As inversões continuam sendo um estrago para os adversários do Brasil.
    Ótimo jogo do Brasil, muita pena das chinesas que ficaram perdidinhas no jogo.
    Próxima etapa eliminar as Dominicanas.

  • Marcio T.

    Eu destaco um nome no jogo de hoje sim: Camila Brait, em seu primeiro mundial, está simplesmente incrível. Defende demais, bolas impossíveis, simplesmente fantástica a atuação até aqui no mundial. Dani Lins finalmente desencantando e a Thaísa um paredão…Sheila está abaixo da média, mas é a Sheila, no momento certo ela decidirá!!!

    • Marcio Fu

      Brait jogou o mundial de 2010, porém ainda era reserva. Esse é o primeiro mundial como titular.

  • Luiz

    Não aguento a imprensa tentando passar pra gente que esta chave que o Brasil caiu é difícil… aiaiaiai. Cansado.

    • Mari

      Luiz, pq vc é tão chato??
      Curte o momento rapaz!!
      Ninguém disse que o grupo é difícil. O grupo é mais fácil que o outro, mas isso acontece. Se o regulamento fosse melhor talvez o Brasil pegaria mais moleza ainda.
      Se você não gosta da seleção brasileira então não perca o seu tempo vindo aqui falar mal do time.

      • Junior

        Se esta cansado, vai dormir ! Fica a dica e quem sabe você acordar melhor hauhauhau

MaisRecentes

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo

Coluna: A imprevisível Superliga feminina



Continue Lendo