Quase dá pra dizer que deu a lógica



Pessoal, bom dia.

O Mundial de Clubes masculino começou sem sustos para Sada/Cruzeiro, UPCN e Al-Rayyan. Se eu escrevesse tal frase dez dias atrás, antes da divulgação dos jogadores inscritos, seria chamado de louco ao apostar no time do Qatar no duelo com o tetracampeão Trentino.

O catadão, a seleção internacional ou o time de aluguel, escolham a definição que quiserem, mostrou que a força dos petrodólares desequilibra. Com 39 pontos somados pelos cubanos Simon (20) e Sanchez (19), o Al-Rayyan fez 3 a 0 nos italianos e assim já está com dois pés na semifinal. Hoje, vai atropelar o Esperance, transformando o duelo UPCN x Trentino como decisivo para a outra vaga do grupo. E vai ser bola para o brasileiro Theo, como visto na estreia dos argentinos.

E quem vai querer pegar o Al-Rayyan na semi? Sada/Cruzeiro ou Belgorod?

Os mineiros estrearam com 3 a 0 no Guaynabo, de Porto Rico. Sem surpresa, sem susto, sem Leal. Como esperado, o cubano será preservado para a reta final do Mundial. Decisão acertada, já que a presença do ponta será primordial contra os russos e, quem sabe, contra os gringos do Qatar.

Hoje é a vez de ver os russos. E amanhã, pra mim, ao vivo, já que embarcarei para Belo Horizonte para ver in loco a reta final deste Mundial, que promete bastante.



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo