Qual é a maior surpresa da Superliga masculina?



Sete rodadas disputadas e o atual campeão Sesi está na liderança da Superliga masculina. Faz sentido, tem lógica pelos reforços que Giovane Gavio ganhou para o já forte elenco, apesar do equilíbrio com pelo menos mais quatro times. Mas confesso que não sei apontar qual a maior surpresa que vem logo abaixo da classificação. Vamos aos candidatos:

– A Cimed/Sky, mesmo sem Giba em todas as rodadas, mesmo sem Gustavo em algumas delas, ocupa o segundo lugar, com apenas uma derrota em sete jogos. Na quarta, vitória maiúscula sobre o ótimo time do Sada/Cruzeiro por 3 a 1. Na rodada anterior, os catarinenses já haviam quebrado a invencibilidade do Vôlei Futuro.  É bom ficar de olhos no time de Marcos Pacheco!

– Outro time em franco crescimento é o Vivo/Minas. Derrotou ontem o Vôlei Futuro, em BH, por 3 a 1, com outra ótima atuação do jovem Lucarelli. Muitos torcedores antes de a Superliga começar reclamaram de alguns reforços, como Marcelinho, Manius e colocaram em xeque o até então desconhecido tcheco Filip. Todos estão dando conta do recado, deixando o tradicional time com a mesma campanha de Vôlei Futuro e Sada/Cruzeiro.

– O estrelado RJX é apenas o sétimo colocado, com três vitórias e quatro derrotas. Na quarta, derrota para o BMG/São Bernardo, agora em sexto, também por 3 a 1. Dante está limitado por um problema no joelho e Marlon perde a opção com quem possui melhor entrosamento. Com tamanho investimento e tantos selecionáveis, deveria estar muito mais acima na classificação.

– BMG/São Bernardo e o estreante UFJF estariam garantidos hoje nos playoffs. O time paulista é muito bem dirigido por Rubinho e neste ano vê a afirmação do gigante Renan Buiatti. Time jovem e muito talentoso. Já os mineiros vão, pelas beiradas, garantindo pontos importantes, sem precisar do tie-break em suas vitórias, e podem sonhar com voos mais altos. É bom aparecer situações como a da UFJF, pois dá aos patrocinadores a certeza de que é válido investir gradualmente.

– Por fim, Medley/Campinas (nono) e BMG/Montes Claros (décimo) decepcionam. Esperava mais das duas equipes, que só venceram duas vezes cada até agora. Possuem bons nomes no elenco, experiência contra os grandes e capacidade de crescimento. Mas não podem demorar para reagir.

Para vocês, qual é a maior surpresa?



MaisRecentes

Não dá pra achar normal jogar duas vezes em 13h



Continue Lendo

Mais seguro, Brasil vence e está nas finais da Liga das Nações



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma campeã da Superliga no Osasco/Audax



Continue Lendo