Precisamos falar do Dentil/Praia Clube



Dez jogos, dez vitórias, nove delas por 3 sets a 0. A liderança incontestável do Dentil/Praia Clube na Superliga feminina teve, na noite de sexta-feira, um capítulo chamado “confirmação”.

No Rio de Janeiro, o time mineiro derrotou o Sesc, até então invicto, sem deixar dúvidas: 3 a 0 (25-16, 25-23 e 25-16). Mostrou, contra um rival direto pelo título da temporada 2017/2018, todas as credenciais: consciência tática coletiva, talentos individuais, vigor físico e fome, muita fome.

Comemoração do Praia na Jeunesse Arena (Divulgação)

A oposto americana Fawcett foi a maior pontuadora: 15 acertos, levando o troféu de melhor em quadra. Mas também não seria exagero nenhum entregá-lo para a  campeã olímpica Fernanda Garay, com 14, com eficiência na virada de bola e no passe e muita liderança.

Não é novidade para ninguém que o Praia teve, neste ano, um elenco montado para ser campeão nacional pela primeira vez. É o maior orçamento entre os times da Superliga feminina.  Manteve três titulares da temporada passada (Fabiana, Walewska e Claudinha) e foi ao mercado para montar o restante da base: (Garay, Fawcett, Suelen e Amanda). Outra peça muito importante nesta engrenagem está no banco de reservas: o técnico Paulo Coco, outro reforço tirado do rival Camponesa/Minas.

O assistente de José Roberto Guimarães na Seleção sabe que o sucesso na primeira metade da competição não é garantia de nada. Tem dito para as jogadoras que os principais rivais ainda evoluirão bastante. Sabe que o Sesc ainda espera Gabi voltar à melhor forma física, enquanto Hooker começa a ganhar ritmo de jogo no Minas. Sem contar o Hinode/Barueri ainda sem Thaisa e Skowronska, além do Vôlei Nestlé. Mas ele não tem como negar que o Praia está jogando o fino da bola. Chamam a atenção a relação bloqueio/defesa, a força na virada de bola e a segurança da linha de passe até aqui.

O triunfo sobre o Sesc garantiu o título simbólico de campeão do primeiro turno, com uma rodada de antecedência. Na sexta-feira, em casa, o Praia duelará com o Barueri, quinto colocado. E com o recado dado para todos os perseguidores: corram atrás.



MaisRecentes

Entrevista Skowronska: “Estou apaixonada pelo Brasil”



Continue Lendo

Duelo entre pai e filho pelo Campeonato Paulista



Continue Lendo

Brasil perde segunda para os Estados Unidos



Continue Lendo