Poucas mudanças no ranking mundial pós-Londres



A Federação Internacional atualizou seu ranking mundial com os resultados da Olimpíada de Londres. E poucas mudanças significativas aconteceram.

Entre as mulheres, o Brasil segue na segunda colocação com 292,5 pontos, atrás dos Estados Unidos, que soma 312,5.

O Japão subiu duas posições e assumiu o terceiro lugar, com 246 pontos. A Itália segue em quarto, com a China caindo de terceiro para quinto.

Completam os dez primeiros Rússia, Turquia, República Dominicana (todas ganhando posições), além de Sérvia e Alemanha, que caíram na lista.

Entre os homens, o Brasil permanece na frente, agora com 300 pontos, com a Rússia na cola, com 276,5. A Itália ganhou três posições e está em terceiro, com 235,5.

A Polônia perdeu um lugar e está em quarto, os Estados Unidos mantiveram o quinto, Cuba caiu dois lugares e está em sexto, a Sérvia segue em sétimo, a Bulgária subiu para oitavo, com Argentina e Alemanha fechando o top 10.

Para quem não sabe, o ranking funciona com a soma dos pontos dados nas principais competições do esporte: Olimpíada, Mundial, Liga, Copa do Mundo, torneios continentais. Com o passar dos anos, os pontos vão perdendo valor. Hoje, por exemplo, a pontuação de Mundial de 2010, por ser a mais antiga, vale 75% do total. Os demais contam como 100%.



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo