Porrada americana



Acompanhei nesta quarta-feira o treino dos Estados Unidos, que irão enfrentar República Tcheca e Camarões na segunda fase do Mundial da Itália.

Sem exagero, achei que tivesse assistindo a um jogo válido pela competição.

Não teve nada de treino tático, repetição de fundamento… Foi um duelo para valer entre titulares e reservas, com intensidade, muita pancadaria, juiz apitando e nada de se poupar para o jogo “de verdade” do dia seguinte.

O Stanley, oposto, destaque do time na conquista da Olimpíada de Pequim, segue como um trator em todos os tipos de bola. Apesar de falarem que a meta é Londres-2012, é bom ficar de olho bem aperto com os americanos na Itália.



MaisRecentes

O “Fora, Bolsonaro!” virou mais um incêndio



Continue Lendo

12 anos. Mas parece que foi ontem em Pequim



Continue Lendo

Unir concorrentes mostra o tamanho de Rodrigo Rodrigues



Continue Lendo