Por enquanto deu a lógica nos playoffs



Sada/Cruzeiro, Funvic/Taubaté e Sesi, os três primeiros colocados na fase de classificação da Superliga masculina, comprovaram o favoritismo e abriram playoffs com vitória sobre Montes Claros, Canoas e Ziober/Maringá, respectivamente, no fim de semana.

Todos venceram por 3 a 0, mas não dá para chamar de moleza o triunfo do trio.

Em Contagem, o Sada suou para vencer o primeiro set por 25 a 23. Depois, o saque entrou e destruiu qualquer plano de jogo de Montes Claros, que vinha tendo uma atuação elogiável. Esta arma cruzeirense, inclusive, é temida por 10 entre 10 adversários. Quando Leal, Eder, Wallace & Cia. estão com a mão calibrada no serviço, o Sada encaminha com certa tranquilidade.

Em Taubaté, o set inicial foi decisivo para o placar final. 33 a 31 a favor de Taubaté, com direito a um erro de arbitragem que teria dado a vitória para os gaúchos. Nestas horas que a tecnologia faz muita falta. Infelizmente ela não está disponível nas quartas de final. Felizmente ela estará presente na semi e na decisão. Quem sabe nas próximas temporadas a CBV não estende a utilização do sistema da Penalty, o escolhido para esta Superliga. Depois do erro o Taubaté tomou conta do jogo e não deu mais chances para o Canoas.

Já no duelo entre Sesi x Maringá, com direito a interrupção por falta de energia na Vila Leopoldina, vi um bom jogo, com os selecionáveis Lucarelli e Lucão fazendo a diferença.  Se quiser sobreviver e forçar o terceiro jogo, o time paranaense não pode contar apenas com a virada de bola para pontuar. Bloqueio e saque precisarão colaborar muito mais do que na primeira partida.

Hoje, Minas e Brasil Kirin iniciam a série que tende a ser mais equilibrada das quatro desta fase.

 



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo