Texto do leitor: Brasil na final do Sul-Americano



Reproduzindo comentário do fiel leitor Afonso, um dos poucos fãs do vôlei com paciência para ter visto todo o Sul-Americano feminino.

Sulamericano de Vôlei Feminino: Semifinal: Brasil 3×0 Colômbia:25×18 25×7 25×20
Brasil: Dani Lins, Sheilla, Fabizona, Thaisa, Mari, Jaqueline e Fabizinha. A partir de mais ou menos metade do segundo set Jucieli no lugar de Thaisa. Sassá entrou no final para fundo de quadra. Em nenhum set houve inversão 5/1, e portanto Fabíola e Tandara não entraram.

O Brasil começou um pouco inseguro e fez um jogo ponto a ponto até mais ou menos a metade do primeiro set, mas depois abriu no placar e venceu o primeiro set com facilidade. No segundo, a Sheilla criou raízes no saque com uma recepção colombiana horrorosa, e foi uma lavagem. No terceiro set o Brasil abriu no placar, mas deu uma cochilada no final do set, permitindo as colombianas fazerem a maior pontuação (20) que o Brasil levou num set em todo o campeonato, mas o Zé pediu tempo, botou ordem na casa e o Brasil fechou o jogo até com relativa facilidade.

A Colômbia tem uma jogadora forte no ataque, que joga na liga coreana como oposta, e portanto sem muita familiaridade com a recepção. Hoje jogou como ponteira, e a Sheilla fez a festa sacando encima dela no segundo set. Há outras jogadoras jogando profissionalmente em ligas de menor expressão pelo mundo. As levantadoras são amadoras. Pretendem lutar para serem a terceira força no continente, e ainda teem esperança de irem às Olimpíadas.

No Brasil, achei a Sheilla mais decisiva hoje. Atacou com mais decisão, com menos largadinhas ou meias batidas. Méritos também para a Dani Lins, que vem cada vez mais se firmando na posição. Mari e Jacqueline também muito bem no ataque. Fabizinha também fez boa partida com defesas difíceis e boas coberturas. A Thaísa realmente estava meio devagar (será TPM?), e a Jucieli entrou melhor, dando mais velocidade às bolas de meio, apesar de cometer dois erros em saques fáceis.

Na outra semifinal a Argentina venceu o Peru por 3×0, parciais 25×15, 25×23 e 26×24.

Vamos ver a final amanhã contra as hermanas às 20hs de Brasília com transmissão do SporTV.



MaisRecentes

Nova TV, papo com arbitragem e descontração: a apresentação da Superliga



Continue Lendo

Veja como seriam hoje os grupos do Pré-Olímpico para Tóquio-2020



Continue Lendo

Itália, Sérvia, Holanda e China nas semifinais do Mundial



Continue Lendo