Polêmica na Itália após definição da substituta de Orsi Toth



Nascida nos Estados Unidos e conhecida nas redes sociais pelas fotos postadas na praia. Esta é Rebecca “Becky” Perry, escolhida pelo Comitê Olímpico Italiano para substituir Orsi Toth, suspensa preventivamente por doping.

A escolha gerou polêmica na Itália. Perry não está na lista das principais jogadoras de praia do país. Na verdade, ela tem currículo modesto no esporte, já que atuava na quadra e migrou para as areias apenas em 2016. Desde então, participou de 13 etapas válidas pelo Circuito Mundial. Destas, apenas uma foi em um Grand Slam, os torneios com pontuações maiores. Exatamente no Rio de Janeiro, em março, ao lado de Giombini, ficou no modestíssimo 41º lugar. Já em etapas Open, um pouco menores, foram mais sete participações, com um 17º lugar como melhor resultado.

Última postagem feita por Becky no Twitter, em 28/7 (Reprodução)

Última postagem feita por Becky no Twitter, em 28/7 (Reprodução Twitter)

Perry tem 27 anos, 1,90m, e começou a jogar vôlei universitário em Washington. A ponta/oposto passou a jogar profissionalmente em 2011, na Liga de Porto Rico. Depois teve passagens pela Coreia do Sul, Turquia, Alemanha até desembarcar no Busto Arsizio, da Itália, na temporada 2014/2015. Começava ali experiência italiana de Becky, que obteve a cidadania no início deste ano, após um período atuando na Polônia.

A escolha de Perry também foi contestada pela concorrência com Greta Cicolari, 33 anos. Parceira de Menegatti nos Jogos de Londres-2012 (terminando em quinto lugar), ela mandou uma carta ao presidente da Federação Italiana, Carlo Magri, se colocando à disposição para assumir a vaga de Orsi Toth. Mas o ato foi em vão.

 



MaisRecentes

Funvic/Taubaté se garante na final da Superliga



Continue Lendo

Vaivém: Weber seguirá no Bolívar



Continue Lendo

Russas fecham lista para o Mundial



Continue Lendo