Polêmica da FIVB em outro Mundial



Parece que a Federação Internacional de Vôlei não aprende. Depois do regulamento ridículo do Mundial masculino de seleções, do sorteio estranho da Liga de 2011, agora é a vez de a polêmica rondar o Mundial de Clubes.

Na divisão dos grupos do torneio masculino, que acontecerá em Doha, no Qatar, uma divisão desigual prova que, em muitos casos, os critérios técnicos são realmente deixados de lado.

No Grupo A, o polonês Skra Belchatow, convidado pela organização, vai duelar com Al-Ahli (EGI), Paykan (IRA) e Al-Arabi (QAT). Ou seja, dos três times que seriam figurantes, um irá disputar a semifinal, já que os dois melhores avançam. Chance de ouro para os donos da casa.

Já no Grupo B, pelo menos um favorito ao título será eliminado na primeira fase. Trentino (ITA), atual campeão, Dínamo de Moscou, time russo do brasileiro Dante, aguardam os campeões continentais da América do Sul e da América do Norte e Caribe. Os favoritos para a vaga sul-americana são Cimed (Brasil) e Bolívar (Argentina). Uma pedreira sem tamanho para que o torneio classificatório do continente, que começa no fim deste mês.

 Algo mais a comentar?



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo