Tudo ou nada para Pinheiros e Bauru



Os dois primeiros semifinalistas da Superliga Cimed Feminina poderão ser conhecidos na noite desta sexta-feira. Atuando fora de casa, Pinheiros e Bauru tentam adiar a definição.

Às 19h, o time do interior paulista terá a difícil obrigação de derrotar o Dentil/Praia Clube, melhor time da competição, em Uberlândia. Na sequência, às 21h30, será a vez da equipe da capital de São Paulo duelar com o Sesc, atual campeão, na Arena Jeunesse, no Rio de Janeiro.Os dois jogos serão transmitidos pelo SporTV.

Para Fernando Bonatto, técnico de Bauru, é preciso maior equilíbrio emocional e menos erros em alguns fundamentos para o time ter chance de surpreender o favorito Praia.

– Para construirmos um bom resultado precisamos trazer algumas coisas do primeiro jogo. Entramos muito confiantes no duelo, com muita agressividade e consistência no sistema defensivo, mas em alguns momentos perdemos a confiança e cometemos erros excessivos. O importante é continuar a pegada que estávamos tendo, sendo bastante agressivos, e reduzir o número de erros, principalmente, em momentos decisivos dos sets – analisou o treinador.

Bauru perdeu em casa para o Praia por 3 a 1 (Neide Carlos/Bauru)

No primeiro jogo, Tifanny foi uma das atletas que caiu de produção e passou a errar muito depois de um ótimo início. Com ela e a cubana Palacio inspiradas, o Bauru tem uma chance. Pequena, mas tem.

Já o discurso da levantadora Claudinha, uma peça que demorou para funcionar na primeira partida das quartas de final, é muito parecido com o do técnico Paulo Coco:

– O que conta, neste momento, é que demos um passo lá em Bauru com uma vitória, mas isso não é garantia de nada. Temos que impor um ritmo mais forte ainda e tenho certeza que elas vão vir para o tudo ou nada. Temos que estar preparadas para qualquer situação.

Já o duelo entre Sesc e Pinheiros começou com um 3 a 2 muito equilibrado, com o time paulista perdendo uma chance real, e talvez única, de vencer. Espero um Sesc menos errático, mais solto e certamente muito trabalhado para anular a oposto Bruna Honório, autora de 25 pontos na semana passada.

– Sabemos que vai ser uma partida muito difícil, mas vamos estar diante da nossa torcida, que tem feito muita diferença nesta temporada. O primeiro jogo foi muito difícil, a nossa equipe continua errando muito ainda e precisa melhorar isso. Lá, a Bruna conseguiu jogar muito bem e, sem dúvida nenhuma, vamos ter uma atenção especial nesta partida – ressaltou a ponta Gabi.

Bruna Honório e Bruninha, oposto e levantadora do Pinheiros (Ricardo Bufolin/Divulgação)

Bruna, com passagem recente pelo projeto de Bernardinho no Rio, já se prepara para marcação especial:

– Precisamos ter a cabeça boa e entrar com tudo. Com certeza a marcação vai aumentar. No jogo passado elas já me marcaram bastante, mas as nossas centrais conseguiram abrir o jogo e desafogar a marcação adversária para mim. Com isso, para este segundo jogo, tenho que ler melhor o jogo e ter paciência na virada de bola – analisou a oposto, segunda maior pontuadora da Superliga, com 406 pontos.

VEJA TAMBÉM

+ Caterina Bosetti faz triste revelação sobre lesão no joelho

+ Bebeto de Freitas, um dia, já dirigiu para Ayrton Senna

+ A entrevista de José Roberto Guimarães no Bola da Vez



MaisRecentes

O “Fora, Bolsonaro!” virou mais um incêndio



Continue Lendo

12 anos. Mas parece que foi ontem em Pequim



Continue Lendo

Unir concorrentes mostra o tamanho de Rodrigo Rodrigues



Continue Lendo