Pelo jeito não vai dar Praia



O momento do Dentil/Praia Clube realmente não é dos melhores.

Depois da eliminação precoce na Copa Brasil, o time de Uberlândia foi atropelado pelo Camponesa/Minas no clássico regional desta terça-feira, pela Superliga.

Em BH, vitória das donas da casa por 3 a 0 (25-16, 25-13 e 25-15). Note as parciais para ter a exata noção da facilidade encontrada pelo Minas para vencer um time que pintou (no papel) como candidato ao título da principal competição nacional.

Com um resultado ruim atrás do outro, o Praia pode encerrar a fase de classificação numa posição intermediária, correndo o risco de enfrentar nas quartas de final Unilever, Sesi ou Molico/Osasco. É bom abrir o olho rapidinho.

Por outro lado, o Minas parece engrenar. Jaqueline marcou 17 pontos e liderou o time. A levantadora Naiane,  uma das apostas de Marco Queiroga, foi eleita a melhor do jogo. Dá para sonhar em escalar algumas posições (atualmente está em sétimo) para ter um confronto de quartas de final “ganhável”.



MaisRecentes

Os erros da arbitragem justificam a atitude de Zé Roberto?



Continue Lendo

A crise existe no Brasil e não pode ser minimizada



Continue Lendo

Coluna: Os favoritos nos Pré-Olímpicos



Continue Lendo