Teve passeio, cochilo e três pontos na conta da Seleção



A sexta vitória da Seleção Brasileira feminina na Liga das Nações, nesta terça-feira, na Holanda, poderia ter sido mais tranquila.

Ao menos, ela foi conquistada sem necessidade de tie-break para assim somar três pontos. Depois de duas parciais tranquilíssimas (25-11 e 25-14), o Brasil sofreu com síndrome do terceiro set (31-33), mas reagiu na sequência para fechar em 3 a 1, com um 25 a 20.

A oposto Tandara foi soberana no confronto, terminando com 33 pontos. A central Bia colaborou com mais 19.

A tarefa brasileira foi bastante facilitada pela ausência da ponta Kim Yeon Koung, diria que mais de meio time da Coreia do Sul.

Drussyla em ação contra as coreanas (FIVB Divulgação)

O resultado mantém o Brasil na cola dos Estados Unidos, líderes da Liga das Nações. Ambos possuem sete jogos (seis vitórias e uma derrota), com a diferença sendo um ponto a mais das americanas (19 a 18) pelo revés ter acontecido no tie-break.

Nesta quarta-feira, o compromisso do Brasil será contra a Polônia, rival com uma campanha fraca até aqui: apenas duas vitórias. Os Estados Unidos enfrentarão a República Dominicana, outra seleção com apenas dois resultados positivos na Liga.

LEIA TAMBÉM

+ Lançamento do projeto Osasco/Audax

 



MaisRecentes

Quem fica com as últimas vagas na Superliga masculina?



Continue Lendo

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo