Parabéns, Pinheiros!



O Pinheiros é o novo campeão da Copa Brasil feminina.

Depois de bater Dentil/Praia Clube e Unilever, o time paulistano passou pelo Sesi, na decisão, no tie-break (superando match points contra), para faturar um inesperado, porém muito merecido, título. As parciais foram 25-20, 15-25, 21-25, 28-26 e 15-7.

Já elogiei Wagão e sua muito bem montada equipe em posts recentes. É chover no molhado escrever sobre a diferença nos orçamentos e na quantidade de estrelas de cada elenco citado. E por tudo isso essa conquista é ainda mais brilhante.

Para poder fazer uma análise mais profunda, minha coluna Saque não sairá neste domingo, mas na edição de segunda-feira do LANCE!. E assim poderei voltar ao tema com mais profundidade.

O que acharam do jogo, senhores, senhoras e senhoritas?



  • Luiz

    Apesar do passeio do Pinheiros no quinto set, o jogo foi muito bom, uma pena que logo agora que a Copa ganhou o patrocínio do BB perdeu um pouco do prestígio por não dar vaga no campeonato continental. Meninas do Pinheiros muito bem, Macris é talentosa é merece uma chance na seleção, mas parece ser cabeça quente, não é o primeiro jogo que a vejo indisposta com o Wagão no tempo técnico… SESI mais uma vez bateu na trave, incrível como quiseram ganhar o jogo no grito, a Carol estava insuportável, Fabi toda hora encarando as adversárias, mas essa é acima do bem e do mal né, se qualquer outra jogadora tivesse feito isso era salto alto, falta de humildade, tsc tsc tsc…

    Acompanhei pela TV Brasil para dar uma moral para a iniciativa, muito bom os comentários da Dulce, estava com saudades, antes do jogo o Radamés falou sobre a possibilidade da Supercopa (campeão da Superliga vs campeão Copa Brasil), vai ser demais caso vire realidade.

    • Michel Pereira de Oliveira

      Muito feliz o seu comentário acerca da gritaria do Sesi. Uma síntese do que meu irmão e eu falávamos durante o jogo. Carol passou mais tempo pressionando o 1º árbitro e chamando-o de louco do que buscando variações na jogada. Infelizmente no Sesi a Fabizona não tem a mesma humildade que demonstra na seleção; encarou muito as adversárias, agiu como se estivesse acima do bem e do mal. Achei o máximo no final do 4º set quando ela fez um ponto e incentivou a torcida, como se já tivesse ganho o jogo, e na sequência errou duas bolas seguidas, o que ajudou bastante na virada do Pinheiro.

  • Lucas Costa

    O PINHEIROS ESTÁ DE PARABÉNS. O TÉCNICO WAGAO IDEM. UM TIME “SEM NENHUMA ESTRELA” , COM UM ORÇAMENTO MUITO, MAS MUITO INFERIOR DO QUE TIMES COMO O SESI, O MOLICO E O REXONA, MERECE APLAUSOS. AGORA É ESPERAR PARA VER COMO O PINHEIROS VAIBSE “COMPORTAR” NO DECORRER DA SUPERLIGA, QUE É OUTRA COISA.

  • Edu

    Plenamente merecido.O Pinheiros é um caso meio anômalo no voleibol feminino.Tem excepcional estrutura física(excelente academia, bom ginásio, muito boa retaguarda medica e fisioterápica) no seu tripe de sustentação de entidade esportiva.Tem uma politica consagrada de promoção do esporte olímpico como clube associativo nas diversas categorias tanto de base como principal(no basquete,ginástica,handebol e a natação) mas mantém a diretriz de remunerar bem seus atletas caso eles obtenham patrocínios.Já que a sustentação financeira do clube é alicerçada na contribuição das mensalidades e usufruto do seu quadro associativo.Nas equipes coletivas o atleta dificilmente ganha mais que o treinador principal.Tentou romper essa norma neste ano tentando negociar com a Jaqueline e depois correr atras de um patrocinador individual.Mas os valores envolvidos estavam fora da politica racional de sua administração.No voelibol feminino do Pinheiros nenhuma atleta recebe um salário maior que o do Wagão e ele deve ganhar no máximo uns 20% do que ganha a Fabizona no Sesi.Por isso se reveste de maior importância a sua condução técnica primorosa neste título.Mesmo orientando um esporte coletivo fica visível sua interferência individual ao melhorar e evoluir suas atletas.Basta observar a Ellen que despontou há três anos e mereceu até alguma chance com a seleção brasileira e a jogadora que foi dominante no tie break da vitória e ainda é muito timida em dar entrevista para a televisão.Uma Macris que demonstrou muita personalidade ao discordar do treinador no andamento da partida final e é a unica levantadora brasileira que abandonou aquele vicio maldito e desgraçado de repetir um levantamento para dar “moral” a uma companheira que cometeu algum erro ou equivoco.Outro detalhe muito positivo que acompanhei é que ela procura dar uma maior variação e complexidade as jogadas demonstrando uma maior ambivalência de movimentação e muita inteligência estratégica.Outro fator de interferencia(o chamado dedo do treinador) é a busca por um numero reduzido de erros e aproveitamento de ataques e a rápida transição para os contra ataques.Trabalhando com um elenco de jogadoras pouco reconhecidas ,até agora, e que conseguiram o maior título dessa atividade esportiva na história desse tradicional clube.Quanto ao Sesi, hoje indiscutivelmente o melhor elenco do voleibol feminino brasileiro independente de ter ganho ou não o título, será interessante acompanhar o Talmo que inevitavelmente colocou uma espada ,de forma figurada, no pescoço para o restante da temporada.Pelo cifrões elevados de investimento são três títulos (liga Nacional, Paulista e a Copa do Brasil)perdidos na sequencia com mais de dois anos de trabalho.E caso não consiga vencer a Superliga ou um vice campeonato numa final contra os dois ditos grandes em decisão de cinco sets em mais de três horas de jogo, sua demissão tem quase 95% de ser efetivada.Caso o Pinheiros encerre o ano entre os quatro da Superliga, provavelmente o Montanaro procura o Wagão para suceder seu atual treinador.A sorte esta lançada.

    • Sidnei

      O problema da Macris é o jogo lento que ela impõe e algumas jogadas marcadas, mas de resto ela está de parabéns.

      • Edu Real

        Caríssimo, a Macris hojé é considerada a levantadora que joga em mais alta velocidade no voleibol brasileiro.Ela tem obdecido um sistema de trabalho estratégico que o Wagão tem tentado arduamente implementar de forma muito moderna pela estatura e limitação de seu elenco.

        • Sidnei Real

          Concordo plenamente Edu Real, a Macris tem um jogo rápido e inteligente. As atacantes rendem mais com ela.

  • Leo

    Parabéns ao Pinheiros. Wagão é um excelente técnico. Consegue fazer esse time bloquear como nenhum outro! Muito bom. Ellen jogou muito. Rosamaria entrou e deu gas novo à equipe. Muito feliz por essa vitória. Sinal de que um trabalho bem feito dá resultado. Parabéns ao time todo. É muito bom ver um “pequeno” tombar os “grandes”!

  • logan

    Foi um ótimo jogo. Parabéns ao Pinheiros, que é uma das equipes mais interessantes da SL. Se eu fosse técnico da seleção nacional, teria um cuidado especial para preparar Ellen, Rosamaria e líbero Jedi Léia. São jogadoras para depois de 2016.

  • Osmar Cordeiro

    Parabéns Pinheiros pela conquista mais que merecida , no Campeonato Paulista chegou perto e nas duas últimas edições da Superliga fez bonito com um orçamento bem abaixo que grandes equipes . Este ano contratou jogadoras que se encaixaram no padrão de jogo da equipe como a Fê Isis , Cibele , Renatinha e a Rosamaria que merecia uma oportunidade de brilhar . Fez um grande jogo contra o Rexona e contra o Sesi reagiu na hora exata , o Wagão fez algumas mudanças durante e teve estrela . Foi um grande jogo , não vou desmerecer o Sesi que é uma equipe que cresceu muito nesta última temporada e valorizou demais o título do Pinheiros . Agora não consigo entender está falta de padrão no regulamento da CBV , ano passado dava a vaga no sul-americano e neste ano ? Do jeito que está indo infelizmente a Copa Brasil tende a sumir novamente , uma pena já que mais competições é melhor pra nós que adoramos vôlei . Mas pode bater no peito e dizer que é campeão nacional Pinheiros .

  • Jùlio Souza

    Muito bom o jogo, e muito bom ver um campeonato mata-mata como a Copa Banco do Brasil de Vôlei. Competição dinâmica que não se pode vacilar, parabéns a todos os times que participaram dessa edição. Uma Supercopa como mencionou o Luiz seria sensacional, espero que essa competição rode o Brasil em 2016. Brilhante a vitória do Pinheiros, soube enfrentar o Rexona/Ades com grande competência não dando chance ao atual líder da Superliga. E o jogo contra o Sesi que possui um orçamento muito maior, apenas a central Fabiana é o diferencial da equipe, as outras jogadoras são equivalentes a do Pinheiros. Com algumas ressalvas, a ponteira Ellen é uma guerreira e muito eficiente do lado do Sesi não tem uma com a sua eficiência, entre as líberos a Léia ganha fácil essa disputa. Mas o diferencial mesmo que noto nessa equipe do E.C.Pinheiros é a velocidade no ataque, me faz lembrar o time americano(guardada as devidas proporções) que não nos deu chance no Mundial de 2014. Outra característica é o banco do Pinheiros, o time todo é nivelado, quem veio resolveu e ajudou muito, no caso do Sesi o banco não foi determinante. Isso também se aplica ao banco do Molico/Osasco onde a diferença entre as titulares e as reservas são gritantes. Parabéns ao Wagão por montar um time extremamente competitivo e equilibrado.

    • Edu

      Permita-me discordar nenhuma libero jogou ou esta jogando mais que a líbero Suellen nesta temporada independente da sua anatomia física.Hoje sua presença na seleção como segundo líbero e quase obrigatória por sua técnica e performance.A jovem Leia não lustra as unhas de sua companheira do Sesi.Apesar de ser uma boa jogadora.Suellen hoje tem o toque mais delicado e preciso para levantamento das líberos brasileiras.

    • Edu

      A Léia é de longe a melhor líbero do Brasil, concordo com você.

    • Lucas Costa

      A Suellen tem um grande futuro, pra mim a melhor levantadora da superliga até agora.

  • Sidnei

    O Edu observou bem sobre a atitude da Macris, ao fugir do vício “ético” de repetir o levantamento para a mesma jogadora que foi mal sucedida na jogada, nem sempre é a melhor opção, é só prá dar “moral” à companheira e também para afirmar que a jogada anterior foi correta. É uma levantadora inteligente, ágil, ousada e precisa. Na temporada passada o Wagão a revezava com a Ananda, algumas vezes porque ela simplesmente lhe dava as costas. Embora a Ananda seja uma excelente levantadora, o Pinheiros perdeu com esta indefinição. A Macris faz um jogo rápido, não dá tempo para que o bloqueio adversário se posicione, o Praia no último jogo não conseguiu bloquear quase nada, e o Sesi no primeiro set não fez nenhum bloqueio. Assim as atacantes do Pinheiros tem a vida facilitada, a Renatinha e a Fê Isis estão rendendo muito mais que no Barueri ano passado, assim como a Rosamaria que o ZRG não soube aproveitar no Amil. Competência do Wagão, sabe organizar um time e o Pinheiros tem uma defesa eficiente como os times asiáticos, também tem uma leitura do jogo correta e orienta com eficiência conseguindo neutralizar as jogadas fortes dos adversários. Se controlarem a ansiedade contra os grandes, o que conseguiram contra o Rio e o Sesi, ganham confiança e passam a também postular a final na Superliga, porque não?

  • Patricia

    Assisti in loco aos jogos, aliás, foi a primeira vez que assisti um jogo de volei feminino ao vivo kkkkkk Ver Fabiana e Fofão foi emocionante. A vitória do Pinheiros foi merecida e destaco as jogadoras Ellen e Macris como fundamentais na conquista do título, é bom o ZR ficar de olho nelas. Vou aproveitar este espaço para parabenizar especialmente as atletas do Sesi que deram um show de gentileza e simpatia. E para ser justa, achei a equipe do Osasco a segunda mais simpática, quem diria kkkkkkkkkkk

  • Lucas Costa

    A Macris, até agora, é a melhor levantadora da Superliga. Tem atitude e potencial para uma futura convocação na seleção.FUTURAMENTE. Pois ela ainda precisa evoluir nos quesitos BLOQUEIO E DEFESA, fundamentos que as atuais levantadoras da seleção, Dani lins e Fabíola, conseguem se destacar. Até a Naiane,levantadora do Minas, que na minha opinião é a jogadora revelação dessa Superliga, consegue pontuar muito bem em bolas de segunda e em bloqueios, apesar da sua pouca experiência .

  • Jairo(RJ)

    Parabéns ao Pinheiro.
    Só vi o jogo contra a Unilever, no qual o time paulista jogou muito bem.
    Estava na hora de vermos outro campeão !
    Valeu Wagão !

  • JR

    Parabéns ao Pinheiros, atletas e comissão técnica! Mto bom ver esse time jogar, ver novos valores surgindo, ver a superação do menor orçamento contra os times ricos da Superliga. O Wagão em cada tempo dá realmente uma aula. Uma delas foi decisiva no quarto set, orientando para a marcação na jogadora que recebe as bolas decisivas do Sesi, no caso a Fabiana. E deu certo!

    Daniel, vi comentários nas redes de que o Radamés Lattari teria falado do surgimento de um novo campeonato para a próxima temporada, a Supercopa, um duelo entre o campeão da Copa Brasil e o da Superliga desta temporada. Isso procede? A chance é real disso acontecer?

  • Rafael

    Foi um jogaço! Isso sim é digno de um bom voleibol! Sou paulistano e sempre me simpatizei com essas duas grandes equipes e não poderia ter ficado mais feliz com essa super final. Ellen, Macris, Fe Isis, Leia, Rosamaria, Fabiana, Bia, Suelle, Suellen, Pri Daroit, Carol grandes jogadoras! Meu descontento é com o regulamento dos campeonatos. Não me conformo em ver o Sesi fora do campeonato Sul-Americano para defender o seu título. Concordo que o Rexona deve participar por ser campeão da última Superliga, mas não concordo que o Molico deve participar por sediar o campeonato. É tão dinheiro envolvido assim para sediar um campeonato? Difícil… acredito que outras coisas poderiam ser feitas.

  • SPORTS IN THE WORLD

    Parabéns ao Wagão (técnico excepcional, acima da média) e a toda equipe. Parabéns também ao Pinheiros, que junto com o Minas T.C. e a SOGIPA, são três clubes que conseguem realmente fazer esporte neste País, apesar do George Hilton, da sua IURD, do filhote do Sergio Cabral (Marco Antonio),do Marin, do Del Nero, do Eurico Miranda, do Nuzman, do Aldo Rebelo, do Agnelo Queiroz, do Orlando Silva, do Ary Graça, do Jorge Steinhilber, do Mauricio Assumpção, do Celso Barros, do Peter Siemens, da Patricia Amorim, do Grego (ex-presidente da CBB), do Roberto Gesta ex-presidente da CBAT e tantos outros que se escrevesse aqui seus nomes possivelmente eu passaria uns dois dias escrevendo tamanha a lista destes que vivem do esporte e nada fizeram ou fazem para que ele progrida, inclusive a nobre presidenta Dilma Roussef. Portanto parabéns ao Pinheiros e a sua brava equipe de vôlei extensivo ao Minas T.C. e ao SOGIPA, que neste mar de lama de corrupções, nepotismo, protecionismo, corporativismo e outros “ismos” a mais conseguem fazer algo de bom pelo esporte brasileiro.

  • Lucas Costa

    Macris é mediana, mas tá melhorando a cada ano na superliga.

  • Lucas Costa

    Macris precisa evoluir muito ainda, não é a melhor líbero do Brasil, mas logo será, tem muito potencial para isso.

    • Edu Real

      Macris é levantadora , não joga,por enquanto, de líbero.Hoje a líbero que melhor esta jogando na Superliga é a Suellen do Sesi, seguida da Fabi(RJ) e da Brait(Osasco).Macris tem liderado a estatistica e talvez seja a melhor levantadora da posição nesse momento.Mas a levantadora que mais me encantou, por ter aquele brilho técnico diferente nas novatas, é a Carol do São Caetano.A levantadora mais charmosa é bonita da Superliga é a sua reserva Juma Leite, quase idêntica , só com 1,82 cm de altura, quase uma réplica da atriz global Natalia Dill.

      • Edu Real

        Corrigindo, Juma Fernandes.A de sobrenome Leite é a Carol titular do São Caetano

      • Rafael Pais Fernandes

        A Suellen tem jogado bem sim, mas é substituída pela Michele várias vezes na defesa. Léia é excelente e merece ser a segunda, quiçá primeira líbero da seleção.

  • Edu

    Para mim a melhor levantadora da atualidade (Ana Tiemi), não foi valorizada no Brasil, poderia ter sido aproveitada no Minas ou Praia, mas deixaram ela escapar pro exterior novamente.

    Ainda bem que temos a Suellen que tem tudo pra ser chamada para a seleção ano que vem.

    • Gil

      Melhor levantadora da atualidade? Tiemi continua com dificuldades no deslocamento e escolhendo sempre levantar para a menor distância.

    • Edu Real

      Sugiro que você veja os relatórios públicos de aproveitamento da Ana Tiemi pela CBV na preparação para o Mundial de 2014.Mesmo ela sendo 4 cm mais alta que suas companheiras de posição ela apresentou os menores coeficientes de amplitude de defesa e bloqueio da posição.Teve uma atuação apagadissima na excursão aos EUA, onde jogou mais minutos, e em muitos jogos nem foi relacionada.Perdeu até mesmo espaço na liga Turca que não tem limitações na contratação de estrangeiras.O próprio Vafikbank tem 7 estrangeiras, mais que um time.

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo