Para quem pergunta sobre ranking



O ranking de atletas para a temporada 2015/2016 da Superliga masculina está pronto.

Os jogadores com pontuação máxima (7) são: Bruninho, Leandro Vissotto, Lucão, Lucarelli, Rapha, Sidão, Wallace, William e Leal. São os mesmos da temporada passada, vale lembrar. Como “bônus” pela idade, os levantadores Rapha e William contam como seis pontos no somatório que o time pode ter no total (40).

Cada clube poderá contar com no máximo três atletas de sete pontos.

Dante, que tinha sete pontos na última Superliga, caiu para seis. Neste segundo patamar estão, além dele, Murilo, Eder, Isac, Lipe, Theo, Riad, Evandro (oposto), Mauricio Borges e Mauricio Souza.

O regulamento prevê ainda o limite de dois estrangeiros por time.

 

 



  • fernando

    e o feminino??

    • Daniel Bortoletto

      não sei. talvez só depois da final feminina.

  • Walber

    Ola Daniel,
    Onde eu consigo o ranking de todos os atletas?
    Achei que este ano não teríamos mais ele!!

    • Daniel Bortoletto

      CBV deve divulgar a lista completa mais tarde

    • Aline

      DANIEL, WALBER e amigos do volei: Quero deixar bem claro e explicito que SEMPRE FUI E SEMPRE SEREI CONTRA A ESSE RANKING RIDICULO!!!
      Estou de acordo com JAQUE, MURILO, GUSTAVO ENDRES e muitos outros atletas que ABOMINAM ESSE RANKING!!!

  • Jorge

    Sabe o destino do Sidão? Ou o Otávio vai bancar?

    • Daniel Bortoletto

      depende também da Dani Lins

      • Jorge

        Entendi. Então, de repente ele volte p Sesi.

  • Kaio

    As regras retroativas do Bollmann não tem espaço no vôlei masculino, Rapha e William contariam seis pontos no somatório caso tivessem mudado de equipe, como Taubaté e Sada, respectivamente, os repatriaram, ambos permanecem zerados.

    • Cinthia

      Exato! Felizmente os dirigentes do vôlei masculino se mantém longe dessa mediocridade e seu trabalho duro é recompensado.

      SADA: http://i.imgur.com/TgHwePF.png
      Taubaté: http://i.imgur.com/wM1JhsH.png

      • Johnny Katayama

        O texto é confuso, permite interpretações “maldosas”.
        Mas, por exemplo, a bonificação por idade vale e muito quando o jogador cai de 7 para 6, por exemplo. No caso do William, valer 6 ou 0 tanto faz, mas valendo 7 ele já limita um pouco os pontos do Sada.

        Mas é preciso discutir qual a função do ranking. Se for para equilibrar os clubes, seria melhor estabelecer um teto salarial e fazer as agremiações pagarem caso o estrapolem, como na NBA. Se for para, como descrito no texto da regra, prezar pela excelência do vôlei nacional, só posso dizer que tem estrangeiro “roubando” vaga de local. Duas temporadas atrás o Minas não tinha pontos para gastar, e em vez de um nacional bom, deu chances para o Quiroga. O argentino tirou a vaga de um brasileiro, teoricamente, e aproveitou a Superliga para se desenvolver. Que raios de regra é essa que beneficia todo mundo menos o Brasil?!

  • Luiz Frade

    Boa!

    Mas essa pontuação é de 2014/2015 né? Será que tem alguma alteração para 2015/2016?

    Se tiver o Sada se beneficiará com a diminuição dos pontos de William (7 individual e 5 como grupo), Serginho (2 para 1) e Filipe (6 individual para 5 como grupo). Douglas se não aposentar vai diminuir também. Mas não pode contratar nenhum de ponto 7!

    Taubaté terá de 7 pontos o Rapha (que valerá 5 na soma de grupo) e Lucarelli por enquanto. Mas ainda conta com Sidão que deve sair. Se a pontuação tiver alteração para esse ano eu acho que o Lipe vai aumentar de 6 para 7, fechando o terceiro de pontuação máxima.

    Quanto a especulação, vejo o Sidão indo para o Campinas, porque Luizinho não dá! Jogador bem mediano para o tamanho do investimento da Schin. E precisa de um oposto urgente! Pena o Escobar ter renovado com o Minas. Poderia ir atrás do Lorena porque o time é muito bonzinho com essa dupla de ponteiros bananas…..

    • Daniel Bortoletto

      Pontuação de 2015/2016. algumas são as mesmas de 2014/2015.

  • Alan

    Por isso que eu gosto do seu blog. Melhor de todos! Informações sempre confiáveis e precisas. Parabéns!

  • SPORTS IN THE WORLD

    Tenho uma opinião formada sobre o Ranking da CBV. Basta pegar o Ranking original, o 1º que foi feito pelo Nuzman e colocá-lo em prática para a temporada 2015/2016. Os problemas e as reclamações de clubes e principalmente de atletas, devem-se as muitas alterações que foram efetuadas ano após ano na gestão do Ary Desgraça. Disto beneficiaram-se principalmente equipes como Osasco, Rexona e Banespa enquanto existiu. Estes e alguns outros estavam sempre propondo mudanças e mais mudanças que politicamente foram aceitas pelo Ary Desgraça, virando uma tremenda !colcha de retalhos” e hoje não tem mais como se estabelecer um equilíbrio entre as equipes, tamanha foram as modificações feitas. Peguem o ranking da temporada 1991/92 e pronto, não teremos mais discussões.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo