Paciente e eficiente, Brasil está na final



Cheguei a duvidar, durante a primeira fase da Olimpíada de Londres, que escreveria esse post. Meu sentimento se baseava nos altos e baixos em quase todos os fundamentos, nas dúvidas na formação titular, na derrota para a Coreia, no semblante das jogadoras e do técnico José Roberto Guimarães… Felizmente, meu feeling estava errado.

Com autoridade, a Seleção feminina está na final olímpica pela segunda vez seguida. Nesta quinta-feira, uma vitória sem sustos sobre o Japão por 3 a 0.

Atuação segura em quase todos os fundamentos, durante quase toda a partida. Parece outro time em quadra. Quem te viu, quem te vê. Da água para o vinho. Podem escolher os clichês que quiserem…

O bloqueio se destacou com 14 pontos, número expressivo em um confronto de apenas três sets. Tivemos controle emocional e paciência para superar a eficiência japonesa na defesa. O ataque funcionou e foi bem distribuído por Dani Lins, tanto que Fabiana, Thaisa, Sheilla, Fernanda Garay e Jaqueline chegaram aos dois dígitos na pontuação. A única jogadora não citada aqui, por motivos óbvios, é Fabi. Por isso, vale um adendo: a líbero aumentou muito seu volume de jogo durante a campanha. Não vinha bem, foi criticada e reencontrou parte do seu melhor vôlei.

Agora, somos no mínimo prata. Era o mínimo que eu esperava deste time e apostei na edição olímpica da Revista ESPN. Espero, agora, estar errado mais uma vez, já que previ o segundo lugar. Ainda vejo a seleção dos Estados Unidos em melhor momento, mas não duvido mais de nada deste grupo.

 



  • Eduardo Araujo

    É como eu tinha dito, o ZR somente dificultou a situação do Brasil com as escolhas dele, Fernanda, Natalia e Tandará foram para passear e ainda vão trazer uma medalha!!!
    Se o Brasil jogar contra o EUA, com o passe na mão como fez contra a Russia e o Japão e defendendo como esta temos chances!!!
    O problema vai ser se precisarmos da inversão do 5 x 1 que no Brasil não existe!!
    Mas agora é final, tudo é possível!!! tomará que venha o ouro…

    • Héllenne Vivian

      Eduardo, foi a inédita inversão “12 x1” (sem contar a comissão técnica) que os EUA não resistiu, a Saori, Takeshita e Ebata foram bem anuladas pelo determinado Brasil.

  • Afonso RJ

    Erramos, graças a Deus.

    Eu também duvidava muito até mesmo que esse time conseguisse o pódio. Meu pessimismo se baseava em atuações bem abaixo das reais possibilidades tanto por parte de algumas atletas quanto o time como um todo. Vínhamos de uma campanha muito ruim no último mundial, e um vice campeonato num Grand Prix em que várias equipes de ponta não vieram ou não trouxeram a força máxima. A tudo isso somava-se dúvidas da comissão técnica em relação à oposta reserva, à posição chave de levantadora ou em relação à recuperação da Natália. Depois, os cortes traumáticos da Fabíola e da Mari, e mais tarde o corte controverso da Camila Brait.

    A tudo isso se somou uma performance apenas sofrível na primeira fase da competição, com a derrota pífia contra a Coréia, vitórias sofridas no tie break contra equipes apenas medianas como a China e a Turquia. Nos classificamos aos 45 minutos do segundo tempo.

    Tudo isso mais do que justificava um certo pessimismo quanto a performance na fase de mata-mata.

    Mas, eis que, senão quando, veio a vitória épica contra as poderosas russas, mandando a orgulhosa Gamova e companhia mais cedo para a casa. Foi um jogo para dar moral e botar a confiança do time lá encima. Mesmo assim, muita gente (e com razão), previa um jogo duro contra as chatas da japonesas, que não botam a bola no chão nem a deixam cair. Pra mim é o tipo do time enjoado que “não cag* nem desocupa a moita”. E não é que a nossa seleção não “atropelou” as chatas das nipônicas, não dando a elas a menor chance?

    Esses dois jogos nos colocaram na briga pelo lugar mais alto do pódio e com reais chances de sucesso.

    Daniel, eu, e muitos outros estávamos errados. Talvez devêssemos confiar mais nessas meninas fantásticas, como fizeram alguns poucos (muito poucos). Mas é na verdade uma grande felicidade errar desse jeito. Erramos baseados na lógica. Tínhamos razão para isso. Mas o maior erro não foram os prognósticos sombrios nem as previsões até certo ponto catastróficas. O maior erro foi não confiarmos na força e na capacidade de superação de nossas meninas, que justiça seja feita, são umas verdadeiras guerreiras.

    Erramos. Graças a Deus.

    PS: Nós erramos os prognósticos, mas nunca questionamos a capacidade ou as decisões da comissão técnica. Nunca fizemos comentários depreciativos contra quem quer que seja: atletas ou técnicos. Então podemos vir aqui de cabeça erguida reconhecer nossos erros. Quero ver é quem echeu esse blog de comentárioss idiotas, pedindo a cabeça do técnico chamando-o entre outras coisas de “paneleiro”, com assertivas depreciativas e até grosseiras, beirando a trollagem contra certas atletas, e chegando ao cúmulo de afirmar que iria torcer para as americanas em “protesto”. Cadê essa turma? Já sei: recolhida à sua própria insignificância, de onde aliás nunca deveriam ter saído.

    • André

      clap clap clap clap!
      Perfeito!

      • Marcello

        Que bom se todos os comentaristas e críticos tivessem agora essa humildade. Parabéns meninas!!! Força e tenham certeza que independente do resultado vocês já são vencedoras.

    • Paula

      Perfeito. Fiquei indignada com vários comentários de fãs de jogadoras cortadas, que diziam que esse time não merecia vencer e que torceriam contra. Todas as meninas batalharam muito para estar lá. A pressão que elas sofreram após as duas derrotas seria suficiente para derrubar qualquer um, mas elas sacudiram a poeira, reuniram forças e chegaram nas finais. Admiro essas meninas cada dia mais e pra mim elas já são OURO.

  • Wasley

    Parabéns à seleção brasileira! Parabéns ao José Roberto Guimarães! Estamos em mais uma final e jogando bem os 2 últimos jogos. Precisamos entrar em quadra sem responsabilidade, afinal o favoritismo é da seleção norte-americana.

  • Wanderley Junior

    Parabéns às meninas, fizeram mais do que eu esperava. Vejo duas injustiçadas, Josefa Fabíola e Camila Brait. O que Fernandinha e Natália vieram fazer nas OLIMPÍADAS???

    • Wanderley Junior

      Agora só nos restar torcer!!!

  • OSA

    Parabéns a todas as jogadoras, pois elas reverteram uma situação dificilima na copetição

    Quanto ao ZRG ele complicou o time levando, Natalia Zilio,Tandara Caixeta e Fernanda Ferreira
    Se estivessem as jogadoras qu deveria estar o Brasil não tinha sofrido tanto, pois o nosso time não tem banco de reservas nem pra fazer a inversão de 5 x 1

    Mas quanto a final é 50 % pra cada lado
    O Time Americano respeita muito o Brasil e tenho certeza q o Brasil vai ganhar como foi nas Olimpiadas de 2004 e 2008

    VAI BRASIL !!!!!!!!!!

  • Flávia

    Ainda pergunto o que Natália foi fazer em Londres só passear e sorrir mesmo quando estavamos perdendo nos outros jogos, muito chato o fato de ela ganhar uma medalha de bandeja enquanto q outras mereciam estar lá!!!

  • daniel

    O Brasil é o favorito. A equipe americana é muito boa taticamente, mas é totalmente Hooker dependente. O Brasil que estava abaixo das ameicanas era aquele da Copa do Mundo, do Grand Prix, do início das Olimpíadas. O Brasil de hoje é outro e é favorito sim. Essas meninas vão entrar com sangue nos olhos e a faca nos dentes e não há quem tire esse título delas, não há nada mais que possa ser feito.

  • Clivia

    Eu vou apostar em 3×1 para o Brasil. Sempre soube que nossas jogadoras e comissão tec. eram bem espertos, mas acho que neste momento algumas jogadoras deviam estar, pois fizeram muito por esta equipe.

    • Clivia

      OBS: Boa Sorte a Seleção!

  • Lamento, pela Camila Brait, respeito a natalia mais nesse caso ouve muita injustiça!, e não me venham com esse papo furado de que natalia era um pé de coelho, nua competição desse nivel temos de nos organizar com que está em melhores condições!!!

    • Matheus

      EXATO. CONCORDO TOTALMENTE.

      • Sarah

        Eu gosto d+ da Mari, Fabíola e Brait, porém não seria diferente se elas estivessem lá, afinal elas estavam no ultimo GP, e nós ficamos com a prata perdendo o ouro para as americanas, que, na minha opinião é a melhor seleção feminina atualmente. Eu torço até o fim pelo ouro, mas se trouxermos a prata, pra mim já seremos campeões. Valeu meninas, Valeu Zé Roberto!!! Que sirva de lição para alguns, criticar tudo bem, mas ofender um técnico que conquistou 3 medalhas olímpicas (3 por que pelo menos a prata ele já garantiu) é uma falta de respeito, mesmo porque quem critica nunca ganhou nem uma medalha de latão!!!

  • Leo01

    As meninas fizeram a semifinal contra o JAPAO ser a partida mais facil das OLIMPIADAS: MERITO DELAS! Dou meus parabens as meninas, mas somente a elas, nao ao tecnico ZE ROBERTO! A superacao foi delas, elas merecem. Ze’ Roberto so’ fez elas sofrerem mais que o necessario, ele dificultou muito as coisas! FABIOLA e CAMILA BRAIT mereciam muito mais essa MEDALHA que a NATALIA. Independente de ganhar OURO ou PRATA, acho q o ZE’ ROBERTO foi injusto, estressou e esgotou muito as meninas mentalmente. Acho que ele deve deixar a selecao. Parabens p/as meninas e FORA ZE ROBERTO!

    • luish

      “Dou meus parabens as meninas, mas somente a elas, nao ao tecnico ZE ROBERTO!”

      Putzzz cara…que comentário mesquinho. Quer dizer que o ZRG foi passear em Londres e nada mais. Se ele achou conveniente levar a Natalia e Fernandinha, com ctz ele tinha suas razões e convicções. Deixe de bobagens e especulações infundadas. Não acho que ele dificultou. Bastasse as meninas saberem fazer o que sabem fazer desde o início. Tudo bem, Brait merecia um espaço? mas acho bobagem 02 líberos numa competição dessas e felizmente (antes tarde do que nunca) Fabizinha tá fazendo seu papel. Não sei por qual motivos, mas a parceria Fabíola/Dani Lins não tava rolando. Entrou Fernandinha que no início deu um Up no time e mereceu a vaga. Por infelicidade a química não rolou nos jogos olímpicos, mas por outro ângulo, vimos uma jogadora nascendo em quadra (Dani Lins). Então, brother…é como o próprio ZRG disse certa vez: Pra vencer olimpíadas, não basta um gde time, o vento tem estar ao nosso favor, depende de fator sorte, e os deuses conspirarem a nosso favor!!! Só tudo isso.
      A essa altura ficar com mi mi mi de FORA ZE ROBERTO!!! rsrsrs….quem ama o volei de paixão respeitaria e muito esse gde técnico. Garanto que se o time tivesse perdido, vc estaria aqui pedindo a cabeça de todas as jogadoras e sabe lá mais quem. Patético isso!!!!

      • Paula

        É verdade. Eu adoro a Fabíola, queria muito que ela estivesse em Londres, mas por outro lado, não consigo vê-la fazendo o que a Dani está fazendo. Essa concentração absurda e técnica impressionante nos levantamentos. Fico imaginando se a Dani teria crescido tanto se não tivesse uma Fernandinha no caminho.
        Sobre a Natália, vai ver que o Zé realmente acreditou que ela estaria apta. Ele precisava de alguém que colocasse a bola no chão e pensou que seria a Natália, eu acho. A Tandara foi a mesma coisa. Escolhas que não deram muito certo, mas essas jogadoras acabam ganhando experiência olímpica para 2016.
        Não podemos ignorar o trabalho da comissão técnica na motivação das meninas. Tenho certeza que eles não deixaram em nenhum momento de acreditar na capacidade delas.

    • Sarah

      Ele vai sair! Não porque você quer (sua opinião não vale nada para a CBV). O Zé Roberto já avisou que vai deixar a seleção a mais de um ano, o próprio Ary Graça avisou: Quem quiser ficar vai ficar, independente do resultado!!! Que bom que Ary Graça é diferente dos dirigentes ladrões do futebol, e não fica ouvindo opinião de leigos, porque se seguisse as opiniões do povão, o vólei seria a mesma porcaria que virou o futebol (decimo primeiro colocado no ranking da fifa).
      Esse povo que fica falando fora para técnicos, deviam falar “FORA” para nossos políticos corruptos, que embolsam nosso dinheiro que devia ser destinado aos esportes, educação e saúde. Por isso que o Brasil nunca vai ser uma potência esportiva, o povo cobra das pessoas erradas!!!

  • Rodrigo

    As americanas tem a Hooker, a melhor do mundo disparado pra mim!!! Vai ser complicado por causa disso!!! Se ele não for tão bem, temos chances sim!!! Espero que Sheila e Garay coloquem tudo no chão, porque a Hooker com certeza não erra quase nada e a Berg vai usá-la direto!!!

    Acho os EUA muito mais dependente da Hooker, já o Brasil não parece ter um jogadora que dependa tanto…

    Estou confiante que finalmente teremos os 2 ouros nos mesmos jogos hein?! Seria épico demais!!!!

    • Paula

      Se conseguirmos parar a Hooker, desestabilizamos as americanas. A questão é como parar essa fera!

  • César Castro

    Esse jogo foi assim meio que uma “ressaca”….

    Todo mundo ressabiado daquela partida com a Rússia.

    Cara, que massa que chegamos à final olímpica. Depois de tantos percalços pré-olímpicos, depois dos vices doídos de mundial e grand prix, depois daquela campanha desastrosa na Copa do Mundo, depois do apagão que foi a primeira fase agora em Londre, depois dos cortes desajeitados do ZRG, depois de todos, absolutamente todos, desacreditarem.

    Sei que o ouro pode vir ou não, mas estou muito, muito feliz mesmo.
    Feliz por essas meninas terem chegado longe. Feliz por saber que começará um novo ciclo.
    Feliz porque daí a pouco tem superliga de novo.
    Feliz porque o vôlei vai continuar existindo, enfim!

    Feliz final pra nós todos, quem sabe com final feliz!

  • maria

    Valeu meninas pela superação pela garra e mesmo que o ouro não venha para me vocês já são campeãs Parabéns para todas e para comissão técnica também.

  • espilingarda

    realmente me surpreendi, agora ja acredito em um 3×0 nos EUA, tudo que precisamos fazer é achar uma forma de parar a hooker o que é QUASE impossivel, mas se tratando de um time que se classificou da forma que foi e logo fez um jogo épico salvando 6 match points, realmente pode acontecer de tudo, vamos buscar esse bi e quem sabe o tri no rio. 2016

  • Matheus

    Vou reforçar, vai dar Brasil 3 x 2 Eua. No tie break a Thaísa vai assumir tudo(quase tudo). Esperem e vejam hahaha.

  • Saulo

    Muito bom comentário Daniel…correto e centrado no que se passou em quadra e no fato que estamos na final….muito diferente da prepotência do Bruno Voloch….parabéns pelo blog…e vamos Brasil!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Josie

    Sonho com uma dobradinha OURO no feminino e no masculino.
    Lamento pelo Emanuel , mas valorizo a PRATA .
    As pessoas esquecem que Olimpíadas faz florescer no interior dos atletas uma força
    diferente, uma superação e vontade de alcançar o pódio , por isso, é possível ver os
    campeões mundiais caindo diante de atletas nem tanto “rankeados”. Por isso , o fascínio
    dessa competição a cada 4 anos.

  • Adriano

    Essa partida, eu resumiria em poucas palavras. Acho que o renascimento da seleção fica mais emblemático com a atuação de gala da Lins. Nunca a vi jogar com tanta confiança e segurança: na seleção, com certeza nunca, e poucas vezes em clubes. Acho que o Brasil está de alma lavada nessa Olimpíada e entra de franco atirador na final, porque a responsabilidade é toda dos Estados Unidos. Dito isso, apesar de toda a empolgação e o crescimento assombroso do Brasil em pouquíssimo tempo, acredito que a regularidade das americanas será premiada. Mas o Brasil sai dessa Olimpíada de cabeça erguida no feminino (tendo alcançado mais do que muitos esperavam – eu não acreditava que viesse medalha), e com belas perspectivas para o próximo ciclo.

    • Matheus

      Vai dar ouro para o Brasil sim.
      Eu já frisei que os nossos times crescem muito na dificuldade.
      Rússia foi um exemplo. Na final, com chance de ouro? Tu vais ver oq é jogo.
      Vai dar Brasil 3 x 2 Eua.

  • Flávia

    Fora Zé Roberto!!!!! Parabéns as meninas principalmente Sheilla e Thaisa Pura Raça! Q a camisa 7 esteja no pódio tbm, pelo menos a camisa já q Natália- a escolhida do técnico vai estar lá sem mérito nenhum- Absurdo!!! Parabéns Pelo Seu Texto Daniel!

    • Carlos

      também não entendo o pq do corte da Mari se a Natalia não joga. Essa seleção vai na raça,na vontade e na superação. Respeito muito o ZRG mas ele errou, não temos banco. Que elas estejam descansadas e vai Brasil.

    • MEC

      Ele vai sair! Não porque você quer (sua opinião não vale nada para a CBV). O Zé Roberto já avisou que vai deixar a seleção a mais de um ano, o próprio Ary Graça avisou: Quem quiser ficar vai ficar, independente do resultado!!! Que bom que Ary Graça é diferente dos dirigentes ladrões do futebol, e não fica ouvindo opinião de leigos, porque se seguisse as opiniões do povão, o vólei seria a mesma porcaria que virou o futebol (decimo primeiro colocado no ranking da fifa).
      Esse povo que fica falando fora para técnicos, deviam falar “FORA” para nossos políticos corruptos, que embolsam nosso dinheiro que devia ser destinado aos esportes, educação e saúde. Por isso que o Brasil nunca vai ser uma potência esportiva, o povo cobra das pessoas erradas!!!

    • KAKA

      ZÉ ROBERTO É O CARA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Primeiro técnico a trazer uma medalha de ouro para o vólei masculino, primeiro técnico a trazer uma medalha de ouro para o vólei feminino, único técnico do mundo a ganhar uma medalha de ouro no feminino e outra no masculino, único técnico brasileiro de vólei que já ganhou TRÊS medalhas de ouro. O que foi que você ganhou mesmo? já sei: Nada!!! Você é só uma invejosa que tem uma vidinha medíocre, e que precisa falar mal de quem é bem sucedido, porque assim sua vida parece ser menos ordinária!!! Enquanto você fica chorando as pitangas “O Cara” está lá fazendo historia de novo!!!

  • Darci

    A Seleção arrasou! Há muito tempo não a via apresentar um jogo tão consistente contra o Japão. Os últimos embates de que me recordo foram bem mais duros e disputados. Ontem, não, as atletas brasileiras se impuseram do início ao fim. Grande Thaísa e grande Dani Lins. Todas foram bem, mas, para mim, essas duas foram as melhores.

    No mais, ainda estou sofrendo profundamente por não ter podido assistir ao jogaço contra a Rússia! Ainda não me recuperei do desespero e do desgosto. Assisti a tantos jogos sofríveis e dolorosos sem jamais desistir, mas não pude ver justo esta maravilhosa vitória brasileira.

MaisRecentes

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo