Os quatro “grandes” na semifinal



De virada, o Vôlei Amil derrotou o Pinheiros, na noite de terça-feira, parciais de 23-25, 25-18, 25-22 e 25-22, afastou a zebra e garantiu vaga na semifinal da Superliga feminina.

Depois do susto no set inicial, o time de Campinas passou a ter uma virada de bola mais constante, algo que faltou em jogos recentes, passando a dominar as ações. Foi importante também, em alguns momentos, a mudança feita por Zé Roberto, ao trocar Vasileva por Rosamaria. A jovem deu conta do recado quando preciso.

Ramirez, com 21 pontos, foi a destaque do Vôlei Amil. Pelo Pinheiros, Andreia anotou 13.

Assim, temos entre os classificados os quatro times com maior orçamento da temporada. Não é coincidência.

A longa hegemonia de Unilever e Sollys/Nestlé fez com que os projetos mais novos no país já entrassem na disputa por título com orçamentos milionários, maiores até do que o de campeões três, quatro anos atrás. E ainda assim não é fácil desbancar os dois grandes, como vemos há quase uma década.

Essa inflação deixa os maiores bem mais distantes dos times com orçamentos menores. Felizmente, pelo bem da competitividade, vimos na atual edição da Superliga as campanhas mais do que elogiáveis de Pinheiros e Banana Boat/Praia Clube. Caso a Usiminas/Minas, por exemplo, aumente seu orçamento para a próxima temporada, poderemos ter uma competição histórica no quesito competitividade. 

Sobre as semifinais entre Unilever x Sesi e Sollys/Nestlé x Vôlei Amil, alguém quer palpitar?



  • mateus

    Nenhuma surpresa Unilever x Sollys vão fazer a final
    So que o Osasco ganha os 2 jogos…
    e o Rio vai precisar do 3º jogo pra ir pra final

    • Euri

      Concordo em gênero, número e grau. O Sesi vai dar mais trabalho para a Unilever.

  • daniel

    Os favoritos todos já sabemos quem são, mas se isso vai se confirmar só esperando. O que me chama atenção é o baixo desempenho do Campinas. Um time com Ramirez, Vasileva, Walewska e cia levar esse sufoco do Pinheiros mostra o baixo aproveitamento do potencial da equipe. No início da competição Campinas, Sesi e Rio eram consideradas equipes com poderio semelhante. O investimento do Campinas foi até maior que o do Rio. A diferença entretanto vem do banco de reservas e chama-se Bernardinho.

  • VAI SER:1° UNILEVER,2° OSASCO,3°AMIL E 4° SESI

  • bsb

    Posso ser um esperançoso mas acho que a proxima superliga deve ser a melhor e mais equilibrada. As super potencias Rio e Osasco vão continuar fortes, Sesi e Campinas mantendo a base tembem, Praia Clube com Herrera é outro time, Pinheiros tem uma equipe jovem e de qualidade e o Minas tem tradição e deverá montar uma equipe mais forte do que essa temporada. Espero que isso aconteça. Quanto as semis acho que serão equilibradas, mas os favoritos são os mesmos a uma década.

  • Eduardo

    E Daniel, há pelo menos especulação que o Usiminas/Minas melhore sua equipe? Nos bastidores em BH fale-se de um aumento de nível por conta de mudança de patrocínio, mas são sempre tantos boatos, que não dá pra saber. Mas torço muito pra isso. Um clube dessa grandeza e com uma torcida tão apaixonada merece isso.

  • Ismael

    Sollys x Amil: Pelo que apresentou o Amil nesses dois jogos contra o Pinheiros não tem bola para ganhar do seleto time de Osasco ( 2 a 0 nos confrontos ).

    Unilever x Sesi: Será mais equilibrado que o primeiro, pois caso o saque do Sesi entre será um problema para a linha de passe do Unilever. Pelos altos e baixo que vive a equipe da Vl. Leopoldina é impossível prever os resultados ( 2 a 1 para o Unilever nos confrontos )

  • EDUARDO

    Sollys/Nestlé 2×0 Amil
    Sesi 2×1 Unilever/Sky
    Daneil, vc vai fazer o bolao?

  • Peri

    O Pinheiros foi tão eficiente no primeiro e bem disputado set, que cheguei a pensar que as meninas iriam derrotar o time do Zé. Foi um 3×1 bem disputado. Merecia um tie-break.

  • lucas kazan

    e esse jogo ai do campinas x pinheiros foi o jogo dos dois toques.

  • UNILEVER x SOLLYS/NESTLÉ pela NONA vez, claro!!!

    UNILEVER x SOLLYS/NESTLÉ pela NONA vez, CLARO!!! SEM QUALQUER DÚVIDA!!!
    Desde o início do campeonato já dava para perceber que a final seria de novo UNILEVER x SOLLYS/NESTLÉ. Enquanto Unilever e Sollys brigaram pela ponta da tabela até a última rodada e chegaram tranquilamente à FASE SEMIFINAL sem qualquer dificuldade, com extrema facilidade, sem acidentes de percurso, os outros semifinalistas SESI e AMIL conseguiram chegar às semifinais aos trancos e barrancos, passando muito sufoco e correndo sério risco de serem eliminadas e ficarem pelo caminho.
    Ao contrário da SUPERLIGA MASCULINA, onde há um equilíbrio enorme entre as equipes e dos 12 times participantes, os 8 que conseguiram se classificar para as quartas-de-final tem equipes muito fortes com condições de ir para a final, na SUPERLIGA FEMININA temos pela NONA vez Unilever e Sollys como as únicas reais favoritas ao título.
    Tanto Unilever x Tandara, digo SESI, quanto Sollys x Amil creio que não cheguem ao terceiro jogo. Se conseguirem levar para o terceiro jogo já vai ser um grande feito para os times da TANDARA(vulgo SESI) e do AMIL.

  • Maria Tereza

    Queria me supreender com um Sesi ou um Volei Amil na final ou mais legal ainda uma final entre os dois mais de volta a realidade deve dar a Logica Sollys/Nestlé x Unilerver.

    Mudando de assunto Daniel você viu o que o Flamengo fez com o Judô e a Ginástica Olímpica espero que esse comportamento sirva de exemplo para a CBV na deixar esse “amadores” se aventurarem no nosso vôlei .

    • Bia Ferreira

      A matéria já vai fazer 10 anos, não sei se o julgamento do Ary continua o mesmo:

      […] Ary Graça Filho, presidente da CBV, que disse que só veta a participação de Vasco e Flamengo.
      Os clubes montaram supertimes em 2000/2001 e deixaram a competição no ano seguinte e muitas dívidas trabalhistas. […]

      http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk0612200302.htm

  • lucas kazan

    coitada da glau e da leia ramirez nao teve do!.

    • lucas kazan

  • ANÁLISE DO JOGO

    Daniel, esse picareta do Ary Graça já começou as lambaças na FIVB. O mundial de clubes foi adiado novamente para outubro. Ele está fazendo na FIVB igual faz na CBV. O cara não dá conta nem de organizar o calendário na CBV, é claro que não iria fazer na FIVB.

  • lucas kazan

    A edição 2013 do Mundial de Clubes não será mais realizado em maio, ao fim da temporada das equipes, mas sim em outubro. De acordo com o calendário divulgado pela FIVB, o torneio acontecerá entre os dias 1º e 31.

    O país-sede ainda não foi definido, mas há chances de a Suíça receber os principais times do mundo. Nos últimos anos, a honra coube ao Qatar, palco do tetracampeonato do Trentino e do inédito título do Sollys/Nestlé.

  • Caco

    Sinceramente, torço por Unilever X Osasco na final. E daí que as duas equipes irão jogar pela nona vez a final. Quem aqui acredita que Sesi (candidato mais possível, porém improvável!) tem condições de vencer o Osasco. Nunca ganhou 1 partida do Sollys. No último confronto, começou bem, mas entregou no final. O único time que impõe respeito contra o Sollys é a Unilever. É o confronto mais imprevisível e emocionante da Superliga! Pode acabar em 3X0 para um, como pode terminar em um 3X2 emocionante. Alguém aqui acredita que Sesi irá bater o Sollys na final ou que o Amil baterá a Unilever? Gostaria muito de ver outros times chegarem à final, desde que fossem de fato as duas melhores equipes da competição. Agora, se Sollys e Unilever são as duas melhores, sou 100% essas duas equipes na final. Parabéns a elas pela competência de, por tantos anos, conseguirem se manter, com todas as dificuldades inerentes ao vôlei, nas primeiras posições. Torço para que os outros tenham competência para alcançá-las e não que elas caiam de qualidade.
    No ano passado muitos queriam que o Vôlei Futuro desbancasse a Unilever para que a Superliga tivesse “uma final diferente”. Cadê a equipe agora? Já pensou o último finalista da Superliga passada nem participando dessa Superliga?

  • Afonso RJ

    A vitória do Amil foi em boa parte “no grito”. E grito com sotaque caribenho.
    A agressividade do time campineiro foi um fator importante na conquista da vaga para a semifinal. Tanto no ataque quanto no saque.

    Nessas horas decisivas a experiência pesa, e me parece que as jovens atletas do Pinheiros sentiram um pouco a decisão. Isso acabou por se refletir principalmente no fundamento da recepção.

    Outro ponto a ressaltar foi que o Pinheiros dessa vez não conseguiu bloquear como nas outras duas partidas. Me pareceu que a Pri Heldes estava melhor dessa vez, distribuindo melhor o jogo e usando mais velocidade. Com certeza aí teve o dedo do Zé Roberto.

    E falando em Zé Roberto, acertou novamente substituindo a Vasileva pela Rosamaria.

    Enfim: O Amil é mais time, tanto que se classificou em terceiro, e fez valer sua maior categoria e experiência. Achei a classificação merecida, e acho que teria sido mais fácil não fosse a contusão da Fernandinha.

    O Pinheiros não fez feio, e caiu de pé. Parabéns para suas atletas, na maioria muito jovens, e para a competente comissão técnica. Espero sinceramente que o bom trabalho desse ano traga dividendos no futuro.

  • Apenas Alguém

    se sesi jogar, o q jogou no tornei de basel, onde ganhou do galatasaray, que atualmente é um dos classificados para o final 4 da ligas dos campeões (mostrando assim o sua força), tem tudo para surpreender nesta semi final !!!

    • Caco

      O Galatasaray só está no F4 porque é o responsável por organizar a competição. Não precisou jogar os playoffs e ainda fez feio na fase de grupos.

    • Adriano

      Só vamos lembrar que o Galatasaray só passou às finais da Champions porque ele foi escolhido sede do Final 4. Não foi na bola.

  • Renato Dias

    Daniel, tem chances do Minas vir mais forte com um novo patrocínio na proxima temporada? E o Pinheiros ? Abraço

    • Daniel Bortoletto

      é provável que sim

      • Renato Dias

        Hum, muito bom! Esses dois clubes são exemplos de formação e continuidade no volei brasileiro. E muitas vezes não valorizados, bom saber que possivelmente estarão mais fortes. Agradeço a resposta

  • Wasley

    Eu não consigo entender o “ranqueamento” feito pela CBV, visto que o time do Sollys possui no seu elenco titular 4 jogadoras titulares da seleção brasileira que venceu os jogos olímpicos de Londres, além de outras 3, que fizeram parte do último ciclo olímpico.

    Eu não sou tão otimista assim em relação à próxima Superliga feminina. Nós convivemos com um problema sério que é a dificuldade na captação de recursos financeiros para as equipes montarem times competitivos na Superliga. Tivemos a saída do Vôlei Futuro e do Mackenzie nesta edição da Superliga, o que acaba sendo muito ruim para a competição e o voleibol feminino brasileiro. Não consigo entender a falta de interesse nas Tvs abertas de transmitir o campeonato integralmente, o que poderia estimular a presença dos patrocinadores ao evento, visto que o esporte é de grande aceitação nacional e é atualmente detentor de 2 medalhas de ouro consecutivas no feminino.

    Esta concentração de equipes no feminino dificulta a chance de algumas jogadoras jovens de jogarem e mostrarem os seus potenciais. Eu não gosto de ver jogadoras jovens e com talento esquentando um banco de reservas. Eu ainda acho que um jogador de vôlei se desenvolve muito mais quando participa dos jogos da Superliga do que em treinamento nos clubes.

    Outro ponto crítico é que o mercado estrangeiro também não está sendo muito confiável por conta da crise financeira que muitos clubes europeus andam passando.

    Enfim, espero que esteja enganado. Gostaria muito de voltar a ver o Mackenzie jogando a Superliga novamente. Espero que o Minas tenha mais recursos para montar uma equipe mais competitiva e que o Praia e o Pinheiros possam continuar o bom trabalho desenvolvido nesta edição.

    • JP

      Falta de interesse da TV aberta. Simples: a audiência é baixa, se fosse muito boa. A TV aberta, seja Globo, Band, SBT e Record. Passaria pelo menos 1 jogo por semana, mas tem audiência mais baixa que o desenho quando passa no sábado de manhã

      • luiz

        o problema é que a globo manda em tudo.

  • juliana

    VAI DAR UNILEVER X SOLLYS AGAIN
    NO PROXIMO ANO O SESI TEM QUE CONTRATAR OUTRA PONTEIRA DO NIVEL DE TANDARA

    E O AMIL UM OUTRA LEVANTADORA E OUTRA PONTEIRA PRO LUGAR DA PRI DAROIT

  • Gisele

    É improvável que os melhores times não disputem a final novamente. As finais se repetem há anos porque são equipes que investem na modalidade há tempo suficiente para ter resultados consistentes.

  • luiz

    sabado de volei champions league,superliga f. m. e liga pallavolo a.

  • luiz

    Rabita Baku 3–1 Unendo Busto Arsizio.

    Galatasaray Daikin 0-3 VakıfBank.

    • luiz

      meu palpite.

MaisRecentes

Semana positiva das Seleções adultas



Continue Lendo

Coluna: O polêmico teste na regra do vôlei



Continue Lendo

Vaivém: Mais estrangeiras na Superliga?



Continue Lendo