Os jogos da noite de terça



Pessoal, bom dia.

Um evento no Maracanã, sobre Copa do Mundo e Carnaval, com a Preta Gil (dizem as más línguas que ela é cantora) como atração musical, me impediu de acompanhar os jogos da noite de ontem.

Pelo masculino, a segunda derrota do Moda Maringá sob o comando de Horacio Dileo, adiando a classificação e deixando o sétimo lugar mais distante.

No feminino, a Unilever não deu chances para o Banana Boat/Praia Clube e segue na cola do Vôlei Amil, que atropelou Barueri. Já a briga pelas posições intermediárias para os playoffs está cada vez mais acirrada. Sesi, quarto colocado, tem 38 pontos, Brasília soma 35, Pinheiros e Praia têm 34,  e o São Caetano, em oitavo, com 31, abriu cinco do Barueri.

O que vocês me contam sobre a rodada?



  • Osmar Cordeiro

    O Moda Maringá descendo a ladeira , mostrando que o problema não é o técnico , tenho pena do Dileo que pegou uma fria . Não pode uma equipe com o investimento e jogadores experientes se dar o luxo de ser o último a classificar , está merecendo as derrotas . O Taubaté jogou demais e aproveitou os problemas da equipe paranaense , umas das piores recepções do campeonato , pior bloqueio e saque . Jogadores até então titulares como o central Rafael e o líbero americano Dustin nem relacionados foram ( na minha opinião foram exclusos nem pela comissão técnica mas por vontade de alguns jogadores ) , o pior público do Moda nesta Superliga com 2950 reclamaram , vaiaram e cobraram o time depois do jogo . Falta humildade de alguns jogadores de reconhecer que não estão no seu melhor e podem ficar de fora matematicamente , acho a missão do UFJF complicada mas jogo é jogo . A torcida de Maringá deveria ser mais respeita até pq os 10 maiores públicos da Superliga são todos de Maringá .

  • Juju

    “Dizem as más línguas que ela é cantora.” Morri! kkkkkkkkkkkkkkkkk…

  • carlos antonio pereira

    Esperava um jogo bem equilibrado entre Praia e Unilever , mas nesse sentido foi decepcionante. O time de Minas está irreconhecível : a defesa está muito ruim e o ataque carece de uma ponteira matadora , já que a oposta ( Monique) não é atacante de força . A Herrera fazia essa função na temporada passada , mas atualmente está pesada e lenta. O time da Unilever jogou muito bem ontem ; Pavan foi matadora e parece voltar a boa forma. O time está crescendo na hora certa e deve chegar forte nos plays-off. Quando a Roberta surgiu imaginei que ela seria a grande levantadora da nova geração. Alta e tranquila. O fato de ficar na reserva tanto tempo fez com que ficasse desacreditada. Assistindo os últimos jogos dela dá pra perceber que está pronta. É realmente muito talentosa.

    • Juju

      Você tocou em um ponto importante: porque tanta demora pra por a Herrera em forma, parece que a mulher não tá malhando e nem treinando!

      • KRATOS

        Nesses 2 últimos jogos que vi do Praia reparei que a Mari e a Ju não tem entrosamento nenhum… Só tem chegado jaca pra Mari… Bola alta e fora da rede… Não sou nenhum defensor da Mari, mas o jogo dela sempre foi um jogo de velocidade… Com chutadas na ponta, com bolas rápidas… Quem gosta de bola balão é a Herrera, que vai muito alto, mas essa está há um ano se recuperando e nada… Se o Spencer (coitado) conseguir acertar isso nos treinamentos da Ju com a Mari, da precisão da bola, aí sim o time vai começar a impor respeito… Mas quem está fazendo uma falta imensa pro time é a Glass… A americana joga MUITO, tem um volume de fundo de quadra excelente (surpreendente até, me lembra a Jaque) e na rede e definidora. Torço muito pra que esse time se entrose para os playoffs, aí sim os ‘favoritos’ passaram aperto…

  • Edson Pelegrino

    Infelizmente o Praia está ladeira abaixo….

  • Alexandre

    Primeiro, o Funvic/Taubate tem até um bom time o central americano MccDonell e o Bart, o Oposto Leo e o Ponta de Porto Rico jogam bem, pena que o time veio engrenar só no finalzinho, mas mantendo a base e fazendo contratações pontuais o time pode fazer uma campanha bem melhor ano que vem. Já o Moda Maringá parece abatido sem aspiração ou vontade, dificil para o Dileo comandar um time em que o técnico nao tem mais poder que um jogador. Já pararam pra pensar em como o Moda deve ter “Conflitos de ideas” durante os jogos e semana? Um time com personalidades fortissimas como Ricardinho, LORENA, Kleber, Acassio, deve ser bem chato pro pobre do libero que tem que ouvir muito toda vez que comete algum erro por ser sem a personalidade e ser mais jovem e inexperiente.

    Segundo, Ridicula a apresentaçao do Praia Clube Ontem, Decepção mega. Ju Carrijo me desapontando muito tambem. Sem tirar meritos da Unilever pois a Pavan tah voando e carregando o time nos ultimos jogos, mas o Praia errou muito, Nao defendia, Nao matava os contra ataques, foi triste. De bom soh o ataque da Mari e da Herrera, Tassia tah horrivel no passe junto com Mari e Herrera, saudades da Glass.

  • Luciano

    O Moda Maringá que eu até torcia me decepciona a cada jogo. O Ricardinho erra muitos levantamentos, o Lorena é ruim e desequilibrado, os centrais são previsíveis, o líbero inexperiente, os pontas erram passes absurdos, e o psicológico da equipe muitos ruim , nervoso.

    O Praia Clube parece que não aguenta mais o técnico, a cada tempo ele monta as jogadas e nenhuma sai como ele espera, pois os fundamentos são errados. Falta pra mim um grito na cara de cada jogadora e dizer que elas estão sendo pagas para jogarem em alto nível, e não amadoras como está acontecendo. As orientações do técnico seriam ótimas se ele tivesse um time coeso, assim como o Molico é, mais não adianta ficar dando murro em ponta de faca.
    Time não melhora e passa vergonha.

  • Bárbara

    O Praia Clube tá irreconhecível!!! Juliana Carrijo se transformou (e p/ pior) depois q as estrelas do time viraram titulares… ela não levantava uma bola q prestasse p/ Mari e Herrera, e qndo levantava era na “fogueira”. Sabe-se q as duas não são exímias passadoras (acho a Herrera pior q a Mari, tanto q foi caçada ontem no passe), e a Tássia não ajuda em nada tbm… nunca vi uma líbero q não sabe passar ou não sabe defender. E a queridíssima Michelle, q tava no banco, qndo entrou p/ passar errou 2 ou 3 vezes seguidas. No ataque, Herrera só atacava p/ fora e as bolas de Mari e Monique eram defendidas. Aliás… Marianne aparentava, por vezes, uma grande insatisfação c/ a incompetência do time p/ levantamentos simples e coberturas e defesas previsíveis q não ocorriam. Natália mesmo sendo central nunca aprendeu a bater uma bola de xeque. Tbm não entendendo como a capitã do time pode ser a levantadora reserva q aliás, é ruim demais.
    A urgência mesmo é de uma outra líbero mais ágil e disposta (talvez Daldegan ou Suellen, apesar do peso) e uma levantadora mais experiente e precisa (talvez Carol Albuquerque ou Ana Tieme). #SaudadesGlass.

    • carlos antonio pereira

      Quando o time está em uma fase ruim , todas acabam se nivelando por baixo. A Tássia jogou demais na temporada passada. Atualmente está péssima no passe e uma nulidade na defesa. Acho também que o ZR não foi feliz na troca de líberos. A Michele tem um passe horrível e na maioria das vezes é caçada pelo time adversário. E olha que Naty e Tandara não são lá essas coisas como passadoras. A Suellen não é tão ágil mas tem um passe redondo.

    • Lux

      Bárbara concordo em genero, numero e grau com vc… eu, sinceramente, não consigo entender como uma levantadora que foi a revelação da superliga da temporada passada, sendo marcada como uma levantadora agil e de personalidade pode estar fazendo uma superliga tão ruim, como a Juliana Carrijo tah fazendo!!!Eh claro q tb não eh só culpa dela, porque o passe tah uma desgraça. O time não consegue aproveitar os contra-ataques que tem e ai vale aquele velho ditado: quem não faz, toma. A Monique caiu bastante de rendimento, assim como as ponteiras… falando nisso Mari e Herrera ainda estão longe de ter o ritmo de jogo ideal – e não eh só por causa das levantadas ruins não!! O pior eh que a fase de classificação jah se encaminha pra fase final e as jogadoras ainda não “deram liga”. Uma das possibilidades que vejo para que o time melhore é a volta da Kimberly Glass. Foi depois que a norte-americana se lesionou que tudo começou a dar errado no Praia. Vamos ficar no aguardo pra ver se o time ressuscita… eu, sinceramente, torço muito pra que isso aconteça.
      Ahh… sobre a Ana Tiemi… o Praia bem que poderia contratá-la para a proxima temporada. Na minha opiniao eh uma das melhores levantadoras do volei brasileiro (merecia uma oportunidade na seleção, pois joga melhor que a Claudinha) e que tah fazendo uma temporada muito boa na Turquia, alem de ser uma levantadora alta!!

  • Lia

    Também tem más línguas dizendo que a Fofão na verdade está afastada do grupo por opção técnica, visto que sua lesão não tem sido problema para participar dos ensaios da Rosas de Ouro, somente dos treinos.

  • wms

    Acho que entendo agora com se sentiram os torcedores do Sesi em um outro momento, vendo um bom elenco jogando (!) como time pequeno. A diferença é que o tempo pra dar a volta por cima, agora é menor para o Praia.
    O Praia sequer entrou na quadra ontem! Foi algo duro de ver, sem passe, sem defesa, sem levantamento, sem ataque, sem contra-ataque… Houve bons momentos do bloqueio, mas era só o tempo da Pavan receber a bola, houve bons momentos do saque, mas as bolas altas iam para a Pavan e ela virara TODAS. Alguém me corrige, mas o Praia simplesmente não pegou a oposta do Rio ontem, ela deitou e rolou. Destaque para a má atuação do sistema ofensivo mineiro, com aquele monte de levantamentos estranhos para Herrera e Mari (pq bolas lentas até mesmo na pipe?). Quando finalmente a Torquete não entra pra estragar as coisas, a Juliana cai de produção, indo junto com ela a Tássia, que estava irreconhecível naquela incapacidade de receber e defender, funções que justificam sua existência no time… o Spencer deu instruções válidas, mas sem um funcionamento básico dos fundamentos não há estratégia que funcione. Falando em bom funcionamento, a Glass está voltando por aí, já com cara de luz no fim do túnel pra esse time.
    Vendo o Rio vacilando menos e ensaiando uma redenção sem a Fofão (será que Roberta, agora vai?), e passando um rodo naquela bagunça que tava na quadra adversária, passei a acreditar unicamente no Campinas como capaz de mudar a cara das finais esse ano, mesmo que o Zé Roberto termine por engolir a Claudinha mais dia menos dia. Torço para estar em equívoco dessa vez.

  • daniel

    O Praia é hoje o Sesi de algumas rodadas atrás, mas se vai conseguir se reerguer é outra coisa. O time está no fundo do poço, com atuações lamentáveis. Apenas Mayhara vem jogando em alto nível. Monique e Natália estão razoáveis. Herrera simplesmente não evoluiu desde que voltou da contusão. Mari ainda não fez nada também, mas ainda está dentro do prazo para termos paciência. Glass emenda uma contusão na outra. Tássia e Ju Carrijo, cada vez piores, estão ajudando a afundar o time. Michele foi apagada e a levantadora reserva, não há o que comentar. Mas há luz no fim do túnel, o elenco é bom e pode dar a volta por cima nos playoffs e em cima de um dos grandes. Se o Sesi foi campeão Sul-Americano, porque o Praia não poderia vencer a Superliga?

  • Michel Pereira de Oliveira

    Assisti apenas o jogo entre Unilever e Praia Clube e fiquei frustrado, os torcedores que foram ao estádio podem exigir o dinheiro do ingresso de volta, pois, apenas um time jogou: o Rio.
    É inconcebível a campanha pífia que o Praia está fazendo neste segundo turno. Lembra muito a campanha desastrosa do Sesi no 1º turno.
    Não dá pra entender como justo agora que o time está começando a contar com peças importantes como Mari e Herrera começou tal derrocada. Se as respectivas jogadoras estivessem comprometendo o desempenho do time em função da falta de ritmo seria até compreensível, mas, a Mari voltou com fome de bola e a Herrera aos poucos vem ganhando ritmo.
    A falta de entrosamento entre Mari e Ju Carrijo é evidente. Muito embora a Mari tenha ingressado efetivamente em quadra recentemente, já dava tempo pra levantadora ter uma certa noção do tipo de bola dela. Parece que Ju Carrijo só sabe levantar pras gêmeas, com as quais ela tem entrosamento em virtude das temporadas em que atuam juntas. Anular a Mari se valendo de levantamentos imprecisos é uma atitude suicida para o time. A comissão técnica do Praia é a única que não vê isso. Parece que Spencer Lee e sua comissão estão boicotando a jogadora; tanto é que ela só começou a ser escalada depois de sua declaração pedindo pra jogar e da intervenção pontual da diretoria do clube.
    Também não consigo entender como a Natália caiu de rendimento entre um jogo e outro. Contra o Osasco ela jogou tudo e mais um pouco. Contra o Rio ela simplesmente não apareceu, assim como o bloque de Mayhara, que foi inexistente.
    Tássia dispensa comentários de tão ruim. Não tem passe, não tem defesa. A única coisa que sabe é fazer bico pra tentar intimidar e não assumir a responsabilidade pelo seu péssimo desempenho.
    Concordo com o comentário feito acima pela Bárbara: “A urgência mesmo é de uma outra líbero mais ágil e disposta (…) e uma levantadora mais experiente e precisa”. Na próxima temporada seria interessante o time tentar a contratação da Suellen e da Tieme, aí sim o time estaria em condições de retomar o bom voleibol que vinha apresentando em temporadas passadas.

    • Tiago Oliveirah

      Sabe o que eu acho que ta rolando? A levantadora está boicotando a Mari! Tem um lance no jogo em que a Mari está praticamente sozinha na rede, sem bloqueio, e ela, insiste em levantar a bola para a Mayhara, que acaba sendo bloqueada. Acho que a desestruturação do Praia está sendo causada pela divisão entre as jogadoras que estão ressentidas com a ida de algumas colegas para o banco de reservas, existe uma má vontade enorme com a Mari, pelo menos é o que eu vejo!

      • Juju

        Também acho que o time parece desunido, mas aí é falta de pulso do técnico e profissionalismo das jogadoras que estão fazendo beicinho porque foram pra reserva.

      • Euri

        É, sempre tem alguém boicotando a “coitada” da Mari. Vai entender uma coisa terrível dessa!!

      • Bárbara

        Levantadora faz nome de atacante e vice-versa, nesse caso, se a Carrijo estiver levantando mal de propósito ficaria c/ o nome prejudicado tbm, e assim o time todo afunda (se for verdade é uma atitude suicida). O ataque não funciona e a defesa não dá suporte, oq ainda tá se sobressaindo é o bloque, q já era bom c/ a Naty e a Mayhara melhorou um pouco mais c/ a “presença chata” da Mari na rede. Dispensar a Torquete e “promover” a Carrijo ao banco seria mto bom… opções p/ levantadora titular tem, como já citei anteriormente tem Carol Albuquerque e Ana Tieme, e agora tbm tem a “Faznadinha”… quer dizer… Fernandinha. srsrs… Pq não?!?!

      • Valdir

        Mari arrumou encrenca em vários times, mas a culpa nunca é dela, essa vítima da sociedade.
        Os fãs da loira são cegos, só pode. Se ela não joga bem é pq a levantadora não sabe levantar pra ela bibibibib…. sempre a mesma ladainha. O passe é ruim pq ninguém sabe sacar pra ela também?

    • Thiago Reis

      Também divido a mesma opniao que vcs ! É NITIDO que a Ju Carrijo esta afundando o time ! Bolas lentas , fora da rede , bolas da pipe que nem na pelada que jogamos 2 vezes por semana sao vistas …

      Monique e Michelle estao se achando estrelas pq foram convocadas pra Selecao ? Gostaria muito que elas lessem isso aqui : DEPOIS QUE VOCES FOREM CAMPEAS TITULARES NUMA OLIMPIADA aceito qualquer estrelismo ok?

      Antes disso , vcs so estao onde estao pq sempre foram humildes e aplicadas , e estao percorrendo o caminho que Mary Sheilla e companhia deixou pra voces ACORDEM !

      Amo o esporte e gosto de partidas acirradas , mas má vontade e panelinha me tiram do serio . E é visivel que esta acontecendo isso no Praia !

  • Carlos

    Pessoal, fugindo do assunto, onde vocês acompanham o Campeonato Turco? Vejo vários comentários falando do desempenho da Ana Tieme e gostaria de acompanhar os jogos de lá. Só vejo alguns do Fener, porque a Garay posta link no face.
    Obrigado a quem souber infomar.

MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo