Os grupos do Mundial feminino. Análise do caminho brasileiro



A FIVB sorteou hoje o complemento dos grupos do Campeonato Mundial feminino, que será disputado na Itália, entre 23 de setembro e 12 de outubro.

O Brasil terá pela frente, no Grupo B, Sérvia, Turquia, Bulgária, Camarões e o Norceca 4 (Porto Rico? Canadá? Cuba?).

Não dá para chamar de grupo da morte, apesar da força do trio europeu. As sérvias possuem jogadoras técnicas (estamos vendo “ao vivo” Mihajlovic na Unilever e Sanja Malagurski no Molico/Osasco), as búlgaras dependem demais de Vasileva, que na temporada passada defendeu o Vôlei Amil, enquanto as turcas crescem a cada competição, fruto de uma liga local forte e uma boa safra de atletas. Deverão ser jogos bem interessantes contra a Seleção Brasileira, que buscará o inédito título. Camarões será aquele treino de luxo, com chance zero de tropeço. Já o representante das Américas do Norte e Central ainda é uma incógnita, com o confuso sistema de classificação prestes a começar.

No papel, é perfeitamente possível o Brasil passar em primeiro para a fase seguinte.

Os demais grupos ficaram assim:

A – Itália, Alemanha, Croácia, Tunísia, Argentina e Norceca 2

C – Rússia, Holanda, Tailândia, Cazaquistão, Norceca 1 e Norceca 6

D – Japão, China, Bélgica, Azerbaijão, Norceca 3 e Norceca 5

 



  • Paulo

    Os grupos estão bem balanceados, só acho meio sem sentido a quantidade de vagas para o NORCECA vide o nível das seleções e das ligas nacionais, não entendo como essa confederação tem tanta moral com a FIVB, é o único torneio classificatório que ainda não foi realizado, o que acaba deixando os grupos com lacunas e abrindo margem para a escolha de adversários.

  • Renato

    Eu acredito que o Brasil possa vencer a Servia, é um adversário bom, mas que decepcionou no ultimo campeonato Europeu. A Bulgária é um time bom e estão com um novo técnico (Campeão Mundial pela Rússia), elas são altas e fortes, mas acredito que podemos vencer sem sustos. A Turquia é um time bom, possui jogadoras fortes e habilidosas e que também trocou de técnico, acredito que será um jogo mais difícil. Agora a minha maior preocupação é com o time da Norceca 4, porque se for Cuba será o jogo mais difícil para o Brasil já que as jogadoras Cubanas mais experientes voltarão a jogar pela equipe nacional e conforme vemos elas estão arrebentando nas ligas de volei pelo mundo (Carrillo e Calderón estão jogando Muito na Rússia, Carcasses está jogando bem na Suíça, Herrera está se recuperando de uma contusão e tem um grande potencial, Santos e Ruiz jogam como levantadoras pela seleção de Cuba e ambas tem muita força física e tem outras jogadoras cubanas muito fortes. Eu acho que Cuba será a Norceca 2 e cairá no grupo A e quem deva cair no nosso grupo é Porto Rico (Norceca 4)

    • Caco

      Se Cuba jogar com todo o seu potencial, dificilmente será Norceca 4. Irá pro grupo A ou C.

    • Raffael

      Cuba estará pro campeonato Mundial assim como o Brasília Volei está pra Superliga. Jogadoras “conhecidas”, mas que ja tiveram seu tempo e não tem pique pra bater as grandes forças do campeonato.

      • Renato

        Eu discordo Raffael se Cuba voltar com as suas jogadoras experientes Cuba pode brigar pelo título, elas são altas e tem um potencial muito grande de ataque. Lembra que no Pan de 2011 a seleção brasileira teve dificuldades para vencer Cuba com um time jovem, imagina se as experientes voltarem serão fortes para pelo menos ir para as fases finais.

    • BER

      Conforme foi dito acho a seleção cubana boa, mas algumas atletas não estão jogando tudo isso não, a Carrillo no Omichka não está bem , e sabemos o quanto ruim elas são no passe.

  • Rodrigo

    Mesmo assim achei os outros grupos ainda mais fáceis e desbalanceados hehehehehe

  • Caco

    Estamos em um grupo forte o suficiente para dar ao Brasil uma ideia geral do campeonato.
    Teremos um cruzamento da morte com o grupo C, o que nos obriga a ganharmos todos os jogos da primeira fase, se quisermos jogar contra Rússia e USA sem pressão.
    Tomara que vençamos desta vez! As nossas atletas merecem. São as mais guerreiras do mundo, nunca pedem dispensa e parecem adorar a seleção, além da indiscutível qualidade técnica. Vai Brasil!

  • Matheus

    Grupo dificil do Brasil,
    quem nos teme são eles e não nós,

    1º Sérvia, um time , que se jogar o que sabe incomodara e muito, principalmente se tiver a Nikolic em forma , pq a Malagurski e Mihailovic como estamos vendo não são lá grandes coisas,
    sou mais fã das centrais e da Brokocevic

    2º Turquia, time mediano , sem grandes centrais , e possui umas das melhores jogadoras da Europa Darnel

    3º Bulgária , esse é um time que vem crescente , diferente de como falaram , não vem dependendo so da Vasileva não , possui outras duas jogadoras muito boas
    a Nikolova que está jogando muito bem na liga italiana e Filipova que é uma grande central.

    4º Se for Cuba, quem garantiu que as grandes cubanas que estão por ai vão voltar ?
    acredito que Ramirez, Calderon e Carrillo não voltam mais…

    Grupo da Russia muito fraco…

    • Rafael Pais Fernandes

      Pra mim a Turquia é o melhor time, depois do Brasil. As ponteiras Sonsirma e Oszoy são excelentes atacantes, a Neslihan dispensa comentários, a levantadora é até melhor que as brasileiras, as líberos são regulares. O ponto fraco talvez sejam as centrais.

      A Bulgária é um bom time, que ganhou do Brasil ano passado. Mas acho que não consegue ganhar de novo.

      A Sérvia é um excelente time também. Brakocevic talvez esteja entre as três melhores atacantes do mundo atualmente. Sanja, Nikolic e Mihailovic são boas tb, assim como a levantadora.

      Mas o Brasil é superior a todas estas e deve passar em primeiro.

    • Renato

      Eu li uma reportagem que essas jogadoras voltarão a jogar sim pela seleção, pois Cuba alterou as leis e estão permitindo agora que jogadores (A princípio de Volei e Beisebol) atuem em ligas estrangeiras e joguem pela seleção, desde que paguem um imposto ao governo. Além disso, Calderón e Carrillo estão jogando Muito na Russia e são fundamentais para Cuba, já a Ramirez não está jogando bem e pode ou não ser convocada.

  • Carlos Monteiro

    Acredito que o Brasil passe em primeiro sem grandes sustos. Claro que Turquia e Servia nos reservam grandes emoções, mas estou confiante este ano. Se jogarem com a alegria e vontade de vencer dos ultimos anos, não tem pra ninguem.

  • carlos antonio pereira

    O Brasil está em um grupo bem forte e homogêneo ; o que é bom para chegar com ritmo de jogo nos momentos importantes. Considerando que os quatro primeiros passam para a próxima fase a primeira fase é importante apenas para verificar quem está em melhor forma e será titular. Se não tiverem problemas Dani Lins, Fabizona , Thaísa , Sheilla , Garay e Fabi formam a base. A outra ponteira está em aberto. A Sérvia dará trabalho se voltar a jogar seu melhor voleibol. O time arrebentava quando a Nikolic estava no auge ; é uma ponteira completa que joga bem em todos os fundamentos. Mihajlovic tem um potencial de ataque incrível , mas compromete demais no passe. A Turquia é um time bem mais equilibrado. A Sonsirma está jogando demais e a levantadora é craque. A Bulgária vem crescendo muito nos últimos anos, principalmente por ter revelado jovens e promissoras jogadoras com Nikolova , Filipova e Rabadzhieva . Não acho que o time depende tanto da Vasileva, ela é boa jogadora , mas inconstante demais

  • Bernardo

    Para mim acho que todas as principais rivais do Brasil na primeira fase já tiveram momentos melhores nos últimos anos.
    A Turquia sempre é uma das candidatas e sempre derrapa, Oszoy é no momento quem está melhor dentre as atacantes, Sonsirma e Darnel sempre amarelam, boa mesmo é a levantadora Naz.
    A Bulgária venceu o Brasil quando nós não estávamos com força máxima, além disso Vasileva está jogando sei lá onde e a Rabadzieva está péssima no Galata, portanto não vai nos vencer.
    A Sérvia é quem mais temos que ter cuidado, Brakocevic para mim é a melhor oposta da atualidade e com ponteiras como Nikolic, Molnar, Brankica e Sanja podem ter boas opções caso alguma não esteja bem no jogo. As centrais tb são boas: Rasic e Veljcovic. Mas o passe tb é horrível e pode ser o diferencial no jogo.
    Acho que vai ser o melhor Mundial e dependendo de como vem EUA (com HOOKER voltando de gravidez) e Rússia (talvez sem GAMOVA), o Brasil tem totais chances de ser campeão.
    De olhos bem abertos na CHINA. VAI BRASIL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Renato

      Eu acredito que os nossos maiores rivais serao Estados Unidos e Russia e a China, Italia e Cuba brigando por medalhas. Os Estados Unidos nunca ligaram para mundial, porque o foco delas sempre foi as olimpiadas, mas como foram vice em Londres com um time quase imbativel, eles vao lutar pelo mundial. O Karch Kiraly ja disse que vai fazer de tudo para elas ganharem um titulo importante. A Russia tem um time forte, mas as reservas nao sao tao boas, acredito que Gamova voltara a equipe, mas ela nao e mais aquela jogadora que ja foi antes. A Russia esta com uma equipe renovada , com um jogo mais rapido e com centrais de definicao, ou seja, elas estao fortes. Vou torcer muito para o Brasil ganhar esse titulo inedito. Rumo ao Ouro.

MaisRecentes

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo

Após virada incrível no 3º set, Minas avança na Copa



Continue Lendo

O tetra está vivo! Sada/Cruzeiro na semi do Mundial



Continue Lendo