Os grupos do Grand Prix 2015



A FIVB divulgou, na sexta-feira, os grupos da elite do Grand Prix. A novidade é a entrada da Bélgica, finalista na atual edição, e o rebaixamento da República Dominicana, última colocada na fase de classificação nesta temporada.

Na primeira semana, entre os dias 3 e 5 de julho, o Brasil será a sede do Grupo A, que contará ainda com Sérvia, Japão e Tailândia.

Na semana seguinte, viagem para a Tailândia, que já recebeu a Seleção em 2014. Estarão ainda no quadrangular Alemanha e Bélgica.

Já entre os dias 17 e 19 de julho, o Brasil jogará na Itália. Além das donas da casa, terá pela frente Rússia e Bélgica.

Nada assustador, senhoras e senhores. Entre as 12 seleções que formam a primeira divisão do GP, a Seleção Brasileira não enfrentará nesta fase Estados Unidos, China, Turquia e Coreia.

As finais acontecerão em Omaha, nos Estados Unidos, entre os dias 22 e 26 de julho. O Brasil, inclusive, era candidato para receber a fase decisiva.  As americanas, assim, já estão classificadas, e irão esperar os cinco melhores da elite. Como bem lembrado por vários de vocês, não haverá mais a presença de uma seleção da “Série B” no hexagonal.

Os grupos do GP 2016

Os grupos do GP 2016



  • Robert Rj

    Seria legal neste ciclo ter a fase final do Grand Prix no Brasil,assim as jogadoras novas teriam mais chances de jogar a fase classificatória.Tomara que consigam na próxima!

  • klaus

    Daniel, posso estar enganado , mas em 2015 o campeão do grupo B não jogará a fase final e sim somente no ano seguinte.Portanto serão 5 vagas no final six.Poderia verificar se isso é verdade?

    • Daniel Bortoletto

      verdade

  • Paulo

    Daniel, foi dito que o vencedor do Grupo 2, não irá mais disputar o Final 6, só ganhará a vaga no Grupo 1 para o próximo ano, depois do fiasco da Bélgica dá para entender porque, logo volta a ser o país sede mais 5 seleções na fase final. Depois de sediar duas boas etapas, o Brasil vai ser sede de um grupo muito fraco, dificilmente SP vai entrar na briga.

    • Daniel Bortoletto

      tem razão

  • Bernardo

    O Brasil enfim pegará jogos mais fáceis, não enfrentaremos também a China, e jogaremos duas vezes contra a Bélgica e mais duas contra a Thailândia, que são as piores das 12 seleções e mais a fraca Alemanha. Só Rússia pra incomodar.

    • Anônimo

      Alemanha não é tão fraca já ganhou dos Estados Unidos por 3 sets a 0

      • Eliaquim

        o Japão é tão fraco que é o atual vice-campeão do torneio e a cada não vem evoluindo seu vôlei!

  • rafael cruzeiro

    Daniel, a FIVB divulgou a composição das II e III divisões?
    A Bulgária subirá para o grupo II e Cuba (último do grupo II) descerá ao grupo III?

    A última notícia que tinha era: “Bulgaria win Group 3 to get the promotion to upper division of 2015 FIVB World Grand Prix”. Porém não cita o descenso do grupo II.

    Se isso ocorrer será um capítulo lamentável para o antes glorioso time cubano ( de Regla Bell, Regla Torres, mercedes calderon, yumilka Ruiz, Marlenis Costa, a fantástica Mireya Luis, lilia Izquierdo, tais Agüero, a carrasca Magaly Carvajal e tantas outras).

  • filhodedavid

    Boa Noite Daniel, me responda uma coisa, você não acha que esses sorteios de quem vai sediar as etapas não está chegando ao cúmulo do absurdo, pois vamos lá: A Turquia sediou duas etapas na fase classificatória em casa, e no mesma cidade Ancara, e depois foi para a Rússia, uma distância bem menor do que outras seleções percorreram. Para 2015 a Turquia fará o mesmo percurso, isso é um absurdo!!!! A jogada política é tão grande, que China, Japão, Polônia e agora Turquia estão sendo privilegiadas na confederação, claro isso são os famosos patrocínios, mas tem coisa que só acontecem no vôlei, está muito na cara isso. Pelo menos agora a China está jogando em outros países, coisa que antes não acontecia. Por quê a Turquia não vem ao Brasil jogar uma fase classificatória, desde que elas estão no Grand Prix, nunca jogaram em nossas terras. Arrisco em dizer que só ela e as chinesas nunca jogaram em nosso território.

    • Daniel Bortoletto

      política nunca é fácil de explicar

  • perseverant

    Já que falaram de Grupos, gostaria de falar sobre a colocação dos países no ranking da FIVB, pois ele não reflete a realidade demonstrada pelos times em quadra atualmente:

    Por exemplo, são do Grupo II os países: Peru, Canadá, Cuba e Argentina, só que em quadra esses países mostraram que são mais fracos do que: República Tcheca, Croácia e também colocaria até mesmo o (Kazaquistão), todos esses que estão no Grupo III.

    Penso que times como: Azerbaijão, que nem esteve em Grupos, mas que disputará o Campeonato Mundial, também bateria qualquer dos 4 citados acima, os do Grupo II. O Azerbaijão ganhou da Sérvia no pré-mundial, sem contar que tem clubes de ponta no cenário mundial.

    Além desses, vejo os países: Espanha, França, Hungria, Romênia, Eslováquia, Argélia, Quênia, México e Colômbia como estando no mesmo nível de Peru, Canadá, Cuba e Argentina.

    Ainda bem que algumas distorções já começam ser resolvidas: Bulgária e Bélgica, que estão lá atrás no ranking FIVB, parece que vão melhorar de posição, depois desse desempenho em 2014.

    • pedro

      Mas aí vai virar um campeonato europeu. Sinto falta de Tawan e do Vietna (5o lugar no Asia 2015). O volei feminino da Venezuela, apos disputar os Jogos Olimpicos de 2008, desapareceu.

  • Afonso RJ

    Esse seu comentário é interessante e correto, mas a explicação você mesmo dá na primeira frase quando diz que “o ranking não reflete a realidade demonstrada pelos times em quadra atualmente”. Aí, a palavra chave é “atualmente”. Iso acontece com bastante frequência e não só no vôlei, porque o ranking considera resultados passados (com pesos cada vez menores quanto mais distante a conquista). E não obrigatoriamente um time que está muito bem agora esteve assim num passado recente. Da mesma forma, um time que vai mal no momento pode se manter bem ranqueado por algum tempo.

    Resumindo, o ranking tem certa “inércia”, e depende dos resultados ao longo do tempo e não só do momento atual. Por isso, com certa frequência aparentemente pode ser cometida alguma injustiça quando a tabela de um campeonato se baseia no ranking e não na situação de momento. Particularmente acho injustiça maior se descartar o histórico e as conquistas de um time ao longo do tempo. Mas acaba sendo uma questão de opinião.

  • Fernando

    PRa variar as Americanas vão se ferrar de novo. Vão pegar Turquia, Italia, Russia, Servia, China e Japão.

    Vai ser mais díficil para elas do que para nós. Sem entrar no mérito de que campeão não escolhe adversários rs.

    • Bruno

      Que se ferrar o que , meu caro! Não seja ingênuo! O grand Prix desse ano foi só preparação para o Mundial. Os EUA devem crescer bastante a partir de agora e sediando a fase final do ano que vem parear com o Brasil no favoritismo. Acorda!

      • Jonny

        Os EUA fizeram um único bom jogo no Mundial o que acabou dando a elas a vitória do campeonato, elas mantêm tudo que se sempre apresentam muda jogadora, sai, volta, sempre tem um bom passe e boa defesa, o diferencial ficou por conta da velocidade no ataque depois que marcar a Murphy a seleção dos EUA acaba.

  • jair

    Gente vocês sabem algo sobre a Arena Jaraguá em SC ( mesma que sediou a liga mundial esse ano) sediar a etapa do GP 2015?

  • Neto

    Meninas não deu do campeonato mundial de 2014, mas jogaram bem, e tem time de sobra para chegar do Grand prix e na copa do mundo de 2015 dando show valeu pelo título de número 10 no grand prix, e quem sabe conquistar o de número 11 ano que vem, boa sorte meninas.

  • Gregorio

    foram divulgados o grupo II e III do grand prix 2015
    grupo 2: Polonia,holanda,porto rico,canadá,argentina,bulgária,croácia e republica checa
    grupo 3: Cuba,peru,méxico,colombia,kenya,argelia,austrália,cazaquistão

    OBS: grupo 2 novamente a fragil polonia vai sediar a etapa final do grupo 2, por duas vezes consecutivas, acho que a FIVB protege demais essa seleção da polonia que vem de muito tempo conquistando as vagas para os torneios através de convites(como convidada) e nao vem apresentando um bom voleibol a tempos

    outro detalhe tiraram o Azerbaijão do torneio que conseguiu a vaga através da liga europeia de voleibol e convidaram a seleção do peru que não conseguiu a vaga pela copa panamericana ficando apenas na 8º colocação sendo que eram sete vagas em jogo e a Rep.dom porque nao vai participar ???!!! lamentavel essa disputa do feminino gostaria de ver uma sistema de disputa igual ao do masculino na liga mundial que contará na proxima temporada com 32 equipes, assim daria para ver novas equipes no cenário mundial

    francamente os grupos muito mal distribuidos o grupo 2 desta nova competição praticamente vai um mini campeonato europeu pelo tanto de equipes europeias e o grupo 3 um campeonato das americas vamo ver o que a fivb vai elaborar para os proximos anos e é uma injustiça não ter colocado o azerbaijão na disputa ja que conseguiu a vaga e foi retirada sem o porque, pois se for pelo critério de ranking poderia ter colocado ela no lugar da australia que tem o pior ranking e é uma seleção fraquissima ou ate mesmo no lugar da argelia ultima colocada da ultima edição a FIVB poderia repensar estes pontos.

  • Samuel

    Daniel está havendo conflito de datas, os Jogos Pan-Americanos serão do dia 10 ao 26 de Julho em Toronto e Grand Prix do dia 03 a 26 de Julho com a fase final em Omaha nos EUA.

    Tem uma dica de qual torneio a seleção levará o time principal?

  • José Vieira

    O Brasil perdeu o mundial, um dos grandes favoritos foi batido pelas americanas, pois elas não jogaram o que sabem na semi final ou não estavam num dia bom, como também acredito em um pouco de sorte, pois se tivessem jogado não teria pra ninguém, assim como na final de Londres 2012, as americanas era favoritas e deu um apagão e o Brasil levou o ouro.
    Mesmo com o bronze, uma medalha honrosa, continuo muito orgulhoso dessa seleção.

  • Se uma medalha de bronze é horrorosa imagine para os times africanos se ja é uma honra participa do mundial como seria subir no pódio.

  • Douglas

    O que vcs acham de GP no Brasil? Seria uma boa com a torcida e td mais e em relação aos grupos eu acho q o Brasil tem condições de ficar na liderança e na briga por mais um título do GP se isso acontecer seria o 11º e quem sabe a gente ñ vence dos EUA nos EUA como uma forma de se vingar da eliminação do mundial. Mas, desejo ao Brasil toda sorte do mundo e vamos em busca do 11º título do GP.

  • Edson Silva

    Eu acho que este ano o ZRG deveria formar 2 seleções e dar oportunidades para jogadoras como Rosamaria, Bia, Valquíria…

    • Daniel

      Xará,só uma coisa.O campeão da segunda divisão irá subir só ele estiver bem rankeado na FIVB e uma outra coisa a Coreia do Sul desistiu e a República Dominicana permaneceu na primeira divisão por isso.

  • o brasil tem que ganhar russia e estados unidos e italia

    sao equipes fortes tambem

  • o brasil tem que ganhar russia e estados unidos e italia

    sao equipes fortes tambem tem que tomar cuiddo o brasil

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo