Olha o sinal aí!



Quando liguei a TV, ontem, para ver EUA x Brasil, não entendi o que acontecia. Um clipe com melhores momentos era mostrado, enquanto Carlão e Marco Freitas falavam. Achei que fosse um tempo técnico qualquer.

Como meu filho fazia 3 anos e haviam várias crianças no meu apartamento, não prestei muita atenção e saí da sala. Quando voltei, percebi que o placar era atualizado e o trio do SporTV, bravamente, tentava narrar o que não via.

Sem emoção, a Seleção chega ao match point e vence os americanos por 3 a 1.  Quase surreal, eu diria, nos tempos modernos da comunicação. Quando abri o Twitter, imaginei que a palavra sinal fosse entrar na lista das mais citadas, já que a comunidade do vôlei só falava dela. Um pena ser punido por um problema da transmissão dos americanos e não poder ver a volta de Dante, a ótima partida do oposto Théo e o triunfo que deixa o time brasileiro quase na fase final.

Hoje, sem aniversário em casa, espero que o sinal permita ver o segundo duelo. Para quem viu parte do jogo, o que mais vale ser comentado?



MaisRecentes

Vaivém: Claudinha chega com moral ao Osasco/Audax



Continue Lendo

Vaivém: “Livre”, Thaisa seguirá atuando no Brasil



Continue Lendo

Jaqueline chega ao Japão para substituir Drussyla



Continue Lendo