Olha a polêmica aí!



Uma pitada de polêmica antes de a bola subir para o terceiro e decisivo jogo da Superliga feminina entre Rexona-Ades e Vôlei Nestlé. Vejam a reclamação no link abaixo:

http://www.lance.com.br/volei/nestle-divulga-nota-que-desaprova-reacao-juiz-jogo-superliga.html

O Vôlei Nestlé cobra uma posição da CBV em nota oficial divulgada neste sábado. Por mais que a resposta aconteça de imediato uma coisa é certa: vai ser grande a pressão na arbitragem no jogo de segunda-feira. E não se enganem: ela será feita pelos dois lados.

Acompanhei o jogo de ontem pelo SporTV. E a transmissão foi muito feliz ao flagrar Bernardinho pressionando o árbitro principal Rogério Espicalsky. As imagens e a leitura labial mostram o técnico ironizando algumas marcações a favor do Vôlei Nestlé. Não foram poucos os palavrões endereçados ao juiz no decorrer de todo o jogo. E achei que o cartão amarelo mostrado depois de muitas reclamações ficou barato.

Os nervos já estariam bem à flor da pele na segunda-feira. É um clássico gigantesco, a partida vale vaga na decisão e existe muita rivalidade envolvida. Espero que a dupla de arbitragem designada para o jogo tenha serenidade para conduzir as ações. Mas não vai ser nada fácil.

PS: A CBV, em nota oficial, afastou no início desta noite o bandeirinha que aparece no vídeo. Ele, numa rede social, se defendeu, alegando que o gesto foi feito para comemorar a boa atuação da arbitragem, que entrou em quadra pressionada por alguns erros do jogo anterior, em Osasco.

 



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo