Olha a polêmica aí!



Uma pitada de polêmica antes de a bola subir para o terceiro e decisivo jogo da Superliga feminina entre Rexona-Ades e Vôlei Nestlé. Vejam a reclamação no link abaixo:

http://www.lance.com.br/volei/nestle-divulga-nota-que-desaprova-reacao-juiz-jogo-superliga.html

O Vôlei Nestlé cobra uma posição da CBV em nota oficial divulgada neste sábado. Por mais que a resposta aconteça de imediato uma coisa é certa: vai ser grande a pressão na arbitragem no jogo de segunda-feira. E não se enganem: ela será feita pelos dois lados.

Acompanhei o jogo de ontem pelo SporTV. E a transmissão foi muito feliz ao flagrar Bernardinho pressionando o árbitro principal Rogério Espicalsky. As imagens e a leitura labial mostram o técnico ironizando algumas marcações a favor do Vôlei Nestlé. Não foram poucos os palavrões endereçados ao juiz no decorrer de todo o jogo. E achei que o cartão amarelo mostrado depois de muitas reclamações ficou barato.

Os nervos já estariam bem à flor da pele na segunda-feira. É um clássico gigantesco, a partida vale vaga na decisão e existe muita rivalidade envolvida. Espero que a dupla de arbitragem designada para o jogo tenha serenidade para conduzir as ações. Mas não vai ser nada fácil.

PS: A CBV, em nota oficial, afastou no início desta noite o bandeirinha que aparece no vídeo. Ele, numa rede social, se defendeu, alegando que o gesto foi feito para comemorar a boa atuação da arbitragem, que entrou em quadra pressionada por alguns erros do jogo anterior, em Osasco.

 



MaisRecentes

Brasil bateu recordes no Pan. Mas os vôleis ficaram devendo



Continue Lendo

Coluna: Brasil precisa aprender a perder



Continue Lendo

Passe virou a dor de cabeça do Brasil



Continue Lendo