Óbvio e justo MVP



Como previsto, o prêmio de melhor jogadora do Grand Prix iria para o time campeão. Thaisa ou Hooker? E deu a oposto americana.

Na fase final, ela marcou 101 pontos, terminando atrás apenas da sérvia Brakocevic, que fez três a mais.

Foram 90 no ataque, oito no bloqueio e três no saque.

Foi a única jogadora do time campeão a aparecer na lista.

O Brasil ficou com três prêmios: melhor saque para Thaisa, melhor passe para Fernanda Garay e melhor levantadora para Dani Lins.

A Sérvia faturou o prêmio de melhor atacante, com Rasic. Já as russas levaram melhor bloqueio com Morozova e melhor líbero (Kuzyakina).



MaisRecentes

Supercopa abre temporada masculina mais imprevisível no Brasil



Continue Lendo

Itália e Sérvia na primeira final europeia do Mundial feminino



Continue Lendo

Minas e Dentil/Praia Clube conhecem rivais no Mundial



Continue Lendo