O recado russo ao mundo



Amigos e amigas, o que ainda dizer da atuação da Rússia diante do Brasil na final da Liga Mundial?

Admito que fiquei espantado com parte do que vi. Vamos a alguns pontos, já que muitos pediram minha opinião nas redes sociais:

1) Não vejo nenhum time no mundo com potencial ofensivo tão grande quanto o russo. Infelizmente, já conhecíamos bem o gigantão Musersky depois de Londres-2012. Agora junte a ele o explosivo oposto Pavlov, merecidamente o MVP das finais da Liga, o maluco (mas bom de bola) Spiridonov e o eficiente sacador Sivozhelez. Os quatro ficaram entre os dez maiores pontuadores. É muita coisa! Para azar do Brasil, o quarteto desequilibrou. Até para o Grankin, que não é nenhum gênio, fica fácil jogar.

2) Me chamou a atenção também como funcionou a defesa russa, mesmo sem o líbero Verbov. Não acho que o apresentado seja o padrão, mas sim um ponto fora da curva. Ainda assim, é digno de aplausos.

3) Algum seguidor do Twitter me perguntou se a Rússia vai renovar o time até o Rio-2016. Na verdade, este já é o novo time. Tanto que Mikhaylov, antiga referência no ataque, terá de remar muito se quiser brigar pela posição de novo…

4) É fato que a Rússia foi melhor do que o Brasil. Ninguém é maluco para discordar. Mas fico tentando imaginar o quanto o jogo seria mais equilibrado caso Bernardinho tivesse algumas peças em melhor condição física. Neste caso, Leandro Vissotto, Dante e Eder (não conto Sidão e Murilo). Talvez não fosse um 3 a 0…

5) Achei que o técnico brasileiro demorou para testar William na vaga de Bruno e dar uma chance para outro ponta no lugar de Dante (eu tentaria Chupita). Quando a situação fugiu do controle no segundo set, senti falta de um “tudo ou nada”. Até escrevi no Twitter durante o jogo que a dupla do Sada/Cruzeiro tem a arma do entrosamento/confiança, que poderia ser o tal fato novo.

6) É fácil escrever de longe, mas também senti que faltou o Brasil tentar desestabilizar os russos na parte emocional, algo que os próprios russos e também os poloneses fazem com a Seleção. Um grito, uma encarada, uma pequena tumultuada na rede… Uma forma de quebrar um pouco da confiança da Rússia, que jogou quase sempre com o placar a seu favor, sem sentir a pressão.

7) Por fim, não vamos achar que no primeiro ano do ciclo olímpico já temos como dizer que A, B ou C no time do Brasil não prestam, devem ser sacados, etc… Muita calma nessa hora. Não é o momento ainda para transformar, por exemplo, Lucarelli no maior jogador de todos os tempos em um ponto e logo depois reclamar que falta rodagem a ele, Wallace e por aí vai… É preciso dar mais tempo ao tempo e admitir que hoje a Rússia está em um patamar acima do nosso.

 



  • rodrigo

    Daniel o bernado colocou o willian junto com o wallace no 3 set e o primeiro tempo tecnico terminou 8 a 2 para russia, domingo niguem ia ganhar da russia, wallace mais uma vez pipocou uma final as 3 superliga na final cade o wallace, campeonato mundial de clubes, olimpiadas e tem mais lucao niguem fala ficou pequeno para o grandalhao da russia, isac e muito novo eu acho q bernadinho ai errou o melhor central de base de block se chama mauricio sousa .como tem o outro blog q so ataca o bruno e bernado aqui agente pode dar nossa opiniao. Daniel cade o lucao, dante, lucareli abola na russia chega colada mau levantada e os caras viram. O melhor time para se pensar para 2016 e apostar bruno, wallace, mauricio sousa, lucao, lucarelli, mauricio borge, mario jr. Esse e o futuro dante 33, willian34 , eder pipoca30, rafha q so joga com os mostros do trentino 34.

  • Sidnei Gama

    Olá, Daniel!
    você acredita que nomes como Volkov, Khetey, e até o líbero obmochaev ainda tem chances nessa renovada Russia?

    Abraçs!

  • meyre

    bom dia!
    Estava esperando ansiosa, seus comentarios , Daniel !
    eu esperava um jogo bem dificil um 3×2 pelo menos.
    foi massacrante, estou ate agora deprimida.
    o Bernardo protegeu os seu jogadores, e assumiu a culpa, como sempre se comporta de maneira muito digna.
    E eu passo a mão na cabeça do Bernardo , e digo que vamos passar por isto e vamos superar.

    Gostaria muiiiiiito que o Raphael fosse efetivamente testado, que o Dante desse um tempo e deixasse outro jogador ser testado ( talvez o Chupita )
    Não acho que o Bruno seja responsavel, mas acho que é chegada a hora de uma mudança maior nas peças.
    O Thiago Alves, talvez esteja equivocada, mas ele nunca me empolgou, nao sei …affeeee.
    A verdade é que eu queria olhar para o banco de reservas e ver um jogador com
    sangue nos olhos, um heroi, que fizesse a diferença e virasse aquele jogo, e mandasse os russos para o lugar de onde vieram… enfim…

  • Kaká

    Realmente, acho que atualmente a Rússia é a grande potência do vôlei mundial, posto que já foi da Itália nos anos 90 e do Brasil nos anos 2000. Os russos mostraram uma força impressionante no saque, bloqueio e ataque, que são os principais fundamentos. O Pavlov parecia um monstro acertando todas as bolas. Realmente, vai ser difícil parar este time. Quanto ao Brasil, tenho alguns pontos a citar;
    1- Nossos ponteiros não são confiáveis. Dante está longe da forma ideal. Lucarelli foi um acerto, mas jovem demais para assumir uma responsabilidade tão grande. Maurício, Lipe e Thiago Alves não dão segurança no passe, o que foi muito explorado pelos russos.
    2- Wallace é um grande oposto, mas parece que se perde em decisões. Talvez por motivos psicológicos.
    3- Vissotto e Éder machucados, também não puderam ajudar. Mas, mesmo entrando no final, quando já estava perdido, Vissotto mostrou que estava a fim de jogar.
    4- Quanto aos levantadores, acho que temos os melhores do país. O que complica o William é no momento em que ele está no bloqueio. Os adversários o exploram o tempo todo.
    Enfim, não podemos achar que tudo está perdido e é preciso considerar que se em três competições, nós disputamos as finais com a Rússia (Liga Mundial 2011, Olimpíadas e Liga Mundial 2013) e perdemos, o problema talvez não esteja conosco, mas na superioridade do outro lado.

  • Robert lopes Rj

    Estava a espera do seu post Daniel,concordo em tudo que disse,mas esse grupo merece todos os aplausos por ter chegado aonde chegou.Murilo vai voltar e outros jogadores serão testados,acho que é hora também de participar de alguma competição sem o Bruno(Acho ele um grande jogador mais precisa dar espaço ao Rapha e o Willian atuarem com mais regularidade até pensando em defender o título mundial em 2014),e esse promete ser um grande ciclo para o Bernardinho,ele adora desafios e o time da Rússia mandou o seu recado,agora com toda a sua competência e de sua comissão eles vão mais uma vez inovar e surpreender o mundo.Jogadores pra isso não faltam!

    • meyre

      Concordo. Acho que o Bruno deve descansar um pouco, dar um tempo. O Raphael deve ser testado efetivamente. Tomara que o Bernardo leia este blog !

  • Natacha

    Perfeito comentario Daniel. Tambem senti falta de um tudo ou nada. Mas acho que a selecao esta de parabens pelo segundo lugar. E ainda acredito que vamos melhorar. Fico ansiosa para ver Murilo e Lucarelli atuando juntos. Espero que Murilo recupere rapidamente sua melhor forma.
    Realmente o ataque russo foi o diferencial. E olha que o levantador russo nem usou tantas bolas rapidas……era bola impinada e eles colocavam no chao. Achei que especialmente Bruno nao fez uma boa partida. Dava desespero nao ver o Lucao atacar uma bola e Dante dando largadas. Nao achei que Lucarelli estava mal….o que nao pode era querer que o garoto salvasse a patria. Virou bolas dificeis, segurou muitas bombas do saque russo. Faltou um pouco de paciencia em alguns momentos, mas nao acho que a atuacao de Lucarelli tenha comprometido.
    Em minha opiniao, Rapha tem que ser testado de verdade e Visotto (que so entrou no set final), Murilo e Sidao fizeram falta nessa final.

  • Euri

    O time da Rússia é muito bom. Acho que mesmo com o Murilo (que é quem fez falta de fato na competição) em forma, seria difícil ganhar. Porém, o passeio russo não teria sido tão fácil. O Bernado demorou para alterar o time. No terceiro set o jogo já tava definido, ele deveria ter tentado colocar o William já no segundo set, mantendo o Walace, já que as jogadas com o Bruno não estavam funcionando.
    Essa é a minha principal preocupação com a seleção: o Bernado é teimoso demais e parece que ainda não entendeu que essa safra de jogadores está muito abaixo da última geração de jogadores. O Lucarelli é o melhor dessa geração, mas, tendo muito boa vontade, podemos dizer no máximo que está próximo de um Giba é sua melhor fase. Os nossos centrais não bloqueiam. Eu me peguei várias vezes durante os jogos pensando que o Gustavo poderia voltar para a seleção, o que é absurdo.
    Com atacantes pouco efetivos, o Bernardo precisa que um levantador que não tenha todas as suas jogadas marcadas pelo adversário e que tenha mais facilidade em deixar os atacantes sem bloqueio. E esse não vai ser o Bruninho.
    E é muita falta de bom senso não manter o Renan no grupo. O Bernardo tem que começar a trabalhar e trazer jogadores jovens que possam ser preparados para a seleção. É muito fácil pegar um monte de jogadores já formados e tentar ganhar tudo. Não vai acontecer. O Vissotto é ótimo, mas vive na ala médica. E o Dante deveria aproveitar o tempo até a próxima olimpíada pra se recuperar fisicamente. É isso que o Murilo está fazendo de forma inteligente. E é isso que Giba não fez, jogando no sacrifício pela seleção e chegando em péssima forma em Londres.
    A única coisa boa é que, aparentemente, nós temos um novo líbero.

  • Jairo(RJ)

    Daniel, concordo com você em quase tudo, pois se considerarmos que tanto o Brasil quanto a Rússia em em renovação de ciclo, como explicar essa disparidade entre as seleções. Do plantel russo, a maioria está aparecendo agora, cadê a rodagem deles?

  • Jairo(RJ)

    Daniel, acho que você falou tudo. Só uma dúvida: se considerarmos que a maior parte dos russos são quase desconhecidos no cenário mundial, como explicar essa disparidade entre as seleções do Brasil e Rússia?

  • Luiz

    Gente, neste momento, o Nalbert e o Carlão são os mais sóbreos. A Era Russa está se iniciando, pronto e acabou. Sinto muito por alguns novatos da seleção, mas o tempo passou. O topo tem novo dono, e isto é natural. O problema é tentarem fazer disso um DRAMA.

  • A Rússia realmente jogou muito e mais uma vez acabou com o nosso sonho!A Rússia no momento até pode está a um patamar acima do Brasil,eu falo no momento porque a seleção está no início de uma renovação e mais uma vez o Brasil teve o azar de perder o Vissotto na fase final,é um jogador que faz a diferença na seleção,sem contar que ainda falta o Murilo que pra mim é a segurança do Brasil,e o Sidão.Como torcedora é claro que eu fiquei muito triste com o vice campeonato mas por outro lado eu achei importante o resultado,não é o que ninguém queria mas pelo menos o Brasil chegou na final no primeiro ano de renovação.

  • feitosa

    a seleção brasileira está passando por uma entressafra, com carencias de bons ponteiros e opostos, Os levantadores e centrais dão pro gasto. Cabe agora a comissao tecnica fazer uma observação minuciosa na proxima superliga e ter a sensibilidade de escolher os melhores pras posições carentes da seleção!

  • Márcio

    O jogo do time russo realmente me impressionou, porém não os vejos um degrau acima do time brasileiro, o que eu vi e acho que foi apenas um jogo fora da curva…claro que alguns jogadores jogaram e jogam muito, mas achou que com um pouco mais de rodagem para alguns jogadores como Isac e Lucarelli e a volta do Murilo os jogos fiquem muito mais equilibrados que foi a final. Bom assistir que mesmo renovada a seleção chegou em mais uma final.

  • Luciano

    Realmente tenho mais uma vez que dizer sobre a forma que você conduz os temas sobre o Volei. Sei que alguns posts não me chamaram atenção pois tiveram alguns contratempos desnecessários, mais enfim esse me chamou atenção.

    1- Em primeiro plano só o início já daria uma grande matéria mais teremos que resumir: acredito que a ofensividade do time Russo tem alguns pontos importantes. Grupo, um time que tem grupo e sem vaidade, a base dos ponteiros são impressionantes para um time russo, Pavlov oposto de 1,96, Spirodonov ponteiro 1,96, Sivozhelez ponteiro 1,96, com passe consistente e ataques potentes, deslocamentos para bloqueios amortecendo ataques e rapidez na composição para contra atacar. Um central gigante 2,18 que não compromete e também não é excepcional no conjunto da obra, outro central de 2,03 forte, um líbero normal um levantador que puxa o melhor de cada jogador quando tem confiança e por fim um time sem vaidades, pois não importa quem foi campeão olímpico em 2012, jogará quem estiver melhor, fica a dica.

    Junta-se a isso uma liga russa forte com estrangeiros como composição de equipes e times bem dirigidos financeiramentes. Apesar que sempre ouvimos falar em Dínamo de Moscou, Dínamo de Kazan, Ural Ufa, Odintisovo, Dínamo Krasnodar como segunda linha.

    2- Não há como não comparar o time brasileiro multi campeão formado por: Maurício, Ricardinho, Giovani, Giba, Nalbert e Dante, Serginho, Gustavo, Rodrigão, André Heller e Henrique, André Nascimento e Anderson. Este time tinha realmente 13 jogadores em condições de serem trocados substituídos em quadra e o ritmo não caia, com exceções é claro.
    O time de agora tem vaidades demais, não tem comando em quadra e não possui peças de reposições dignas de um país do voleibol.

    3- Também acredito que faltou no jogo uma troca de levantador e ponteiro (Dante) para uma explosão diferente. Chupita seria minha opção, e aí cai na vaidade, Bernardinho na minha opinião não quis tirar Bruno não entendo porque, e também não entendo o que o Maurício tem de seleção, pra mim jogador comum com vôlei para um time de terceira linha de super liga. Em relação ao Chupita ele quis chamar o time no brio, e foi boicotado pelo técnico e principalmente pelo Rubinho que deu um esporro no jogador e que deu dó. E a entrada do Willian no terceiro set, depois de 5 minutos trocado, foi desrespeito ao grande jogador que é.
    Acredito que o Wallace pode sim ser o grande oposto da seleção, porém alguns pontos devem ser colocados para ele ( o Théo teve altos e baixos e foi direcionado com um profissional especializado para sua formação profissional ): ele “amarela em finais” ponto. Ele entra o tempo todo em baixo da bola e perde potência dando largadinhas descenessárias para um oposto matador. Deve ter consciência de que seu ataque define ponto e não prolonga.
    Mais me parece que existe uma hierarquia de vaidade típica de equipes brasileiras em todas as seleções esportivas, não somente vôlei.

    4- De todos os jogadores o que mais me impressionou foi Lucarelli. Nada de falar que ele teve um ponto para definir, culpa maior é do levantador que tem que saber que um jogador iniciante deve ser preservado. O Bruno errou muito, na distribuição, na imprecisão (bola na ponta baixa, e passando da antena) e até bola de última hora. Assim sem um levantador confiável o time não rende.

    5- Há de se destacar jogadores que poderiam fazer parte dessa seleção independente da idade, pois a acomodação é perigosa para quem tem como prioridade vencer.
    Levantadores: Willian, Raphael, Murilo.
    Opostos: Luan, Renan, Franco, Lorena, Rafael (canhoto)
    Ponteiros: Rapha, Rogério Mineiro, Túlio, Renan, Sérgio, Filipe, Chupita (Lipe), Ary, João Paulo Tavares,
    Líbero: Thales
    Centrais: apesar de termos uma safra boa, Tiago Barth, Gustavão, Otávio, Bernardo

    • Marcelo

      Bruno foi o melhor levantador da liga mundial, jogou mal a final como TUDO o time. E é o melhor levantador do Brasil William nao pode jogar a nivel internacional.

      • Luiz

        Bruno foi o melhor? E o Bulgaro foi o segundo, não é mesmo? Que nível HORRÍVEL está o voleibol!

  • Andre Alves

    Realmente a Rússia jogou um vôlei quase perfeito na final, mas ainda assim achei que o Brasil fraquejou, não se pode abrir um 5×0 e deixar o time virar para 10×8, o time já se abateu no começo do jogo e não conseguia virar as bolas, achei o Bruno (a quem considero um ótimo jogador) muito travado na final, seu jogo não fluía, ele não conseguiu acelerar o jogo, foi muito previsível, o bloqueio russo tocava em quase todas as bolas…
    O Bernardinho demorou muito para alterar o time, o Dante fez uma péssima Liga, aliás, a tempos não vem jogando bem, o Murilo tbm faz muito falta é um dos nossos melhores passadores e contribui demais no ataque e bloqueio.

  • Erlon Halis

    Se eu fosse o William e o Rapha não aceitaria mais nenhuma convocação, pq o Bernardinho só em “olhos” para o Bruninho. É lamentável nós torcedores ter que “aceitar” essas injustiças.

    • Marcelo

      Bruno é melhor de ambos.

      • Jason

        Esse Marcelo tem um grau de relacionamento bem próximo com o Bruno Rezendo, só pode…

        • Luiz

          Pois é!

    • meyre

      Eu torço para que o Bernadinho dê oportunidade real para o Raphael. É um levantador talentoso e alto, merece sim, uma chance !!
      E tomara que a Band transmita novamente a liga italiana! GO TRENTINO! GO RAPHAEL!

  • Sidnei Gama

    Olá, Daniel!
    Nomes como Volkov, Khtey, e até o líbero Obmochaev será que ainda voltam para seleção russa?

    Abraçs,
    Sidnei

    • Luiz

      Claro que sim. Todos tem idade e bola pra isso.

  • Thiago

    o que temos de bons centrais aqui !! nos falta na ponta. sem Murilo, com dante visivelmente fora d forma, vissoto jogando absolutamente nada !! o que me irrita mais nele e que é um jogador de 2,12 e vive sendo bloqueado, erra muito ataque, por mim já estaria fora da seleção a muito tempo !!( depois de daquela final de 2010 nunca mas jogou nada ) agora o que precisamos e ter pontas com confiança como tínhamos anos atrás só isso.

  • Bruno

    Na minha opinião o problema do Brasil não é levantador e sim ponteiro, isso aí já vem desde o ciclo olímpico passado, mas as pessoas insistiam que a questão era Bruno/Ricardo. Se formos analisar os ponteiros dessa Liga Mundial só o Lucarelli se salva. O Dante, independente se a bola vinha boa ou não, com bloqueio simples ou duplo ele atacava caixinha ou meia força. O Thiago Alves é uma “promessa” com 27 anos de idade que não tem bola pra ta no grupo, O Maurício Borges foi eleito melhor jogador do mundial juvenil em 2009 mas estamos em 2013 e ele evoluiu mto pouco de lá p/ cá, extremamente irregular no passe e banco p/ o Leal nessa última temporada. Lipe é a mesma coisa, apesar de ter feito uma temporada excelente na Polônia. A nossa salvação vai ser o Murilo que não sabemos como estará fisicamente em 2016, ou até mesmo depois dessa operação no ombro.
    Comparando com os ponteiros que tivemos na década passada a diferença é enorme: Giba e Dante voando fisicamente e tecnicamente, Nalbert no grupo e no começo até o Giovanni Gavio no banco (quem esquece que o ace foi dele no mundial de 2002 contra os russos).
    Mas também não vamos nos desesperar, nem tudo está perdido. O fato é que a Rússia fez uma final perfeita e o Brasil deixou a desejar. Atualmente, eles estão um nível acima do nosso, mas no ciclo olímpico passado ganhamos de 3×0 deles na semi da Liga de 2009 e na final da Liga de 2010 e eles acabaram campeões olímpicos.

  • maria tereza

    Realmente a Russia jogou muito e o nosso time não rendeu o que estamos acostumados,Lucão que é sempre o mais regular totalmente sumindo, Lucarrelli e Wallace sentiram o peso Bruno inseguro como nunca vi, Dante vem jogando visivelmente no sacrifício e por isso não rende e o que falar de Vissoto machucar de novo em uma fase decisiva de uma competição é muito azar, enfim não jogamos bem mais temos que reconhecer que os Russos estão jogando muito resta saber que foi realmente um ponto fora da curva ou vai ser a realidade do vôlei mundial daqui para frente porque se analisamos friamente já é 3º ponto fora da curva em finais consecutivas contra Russia haja vista a Liga 2011 a de 2013 e a mais dolorosa de lembrar e final Olímpica 2012.

  • Luiz

    E o lucão, gente? Quando ele vai ter o dia dele de Musersky? O tempo está passando, mas o Lucão continua núlo em finais. Não fosse o lerdo do Vissoto no mundial de 2010, a seleção esatava perdida. Só a presença do Musersky já facilita o jogo da Rússia, pois os ponteiros sempre atacam com bloqueio quebrado.

  • Luiz

    Sem falar que o Spiridonov é um ótimo passador. Muita gente só fala da maluquice dele, mas ele é um ótimo jogador.

    Sabe, eu sou meio maluco também e, sem medo, vou dizer algo: Queria ver o Lorena ser testado nesta seleção. Só um teste. Só isto. A Russia descobriu um oposto já experiente, então, abriu-se uma porta, nunca antes aberta. Eu jogaria o Lorena no fogo. Por que não tentar?

  • carlos Eduardo

    Prezado Daniel,

    Na minha opinião, a Rússia hoje está um passo à frente do Brasil. Mas confio na reversão por parte do Brasil, por alguns motivos:
    – A Rússia atual tem um time titular muito forte: mas o elenco, nem tanto! O Brasil tem muitos jovens em condições de disputar um lugar no elenco da seleção;
    – Sidão fez falta, mas outro que fez muita falta, foi (a vibração do) Murilo: inclusive, estranhei o fato de o Tiago Alves não ter sido utilizado nas finais. Creio que poderia ter sido muito útil, pela versatilidade!
    – Não vejo o Bruninho como unanimidade: ele ainda é muito instável e talvez uma rivalidade sadia seja uma forma de otimizar uma disputa pela vaga de levantador titular;
    – Renan é bem jovem, mas sua altura poderia ser melhor aproveitada! e,
    Bernardinho poderia rever seus conceitos estratégicos e pensar em mudar uma partida a partir do 2º set mesmo…

    Abraço, Daniel!

    Carlos Eduardo

    • Luiz

      kkkkkkkk o elenco da Russia não é forte? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Cara, eles venceram a liga mundial com 65% de sua força.

  • Joao Leonardo

    Infelizmente gosto do Wallace mas ele nao está no nivel que o time precisa, ataca em baixo da bola, nao se projeta contra ela…… e o Vissoto é de um lerdeza imensa…. Sabe a soluçao provisoria? LORENA….. até aparecer um outro.

MaisRecentes

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Nestlé confirma apresentação de peruana



Continue Lendo

Vaivém: Polonesa é esperada em Barueri



Continue Lendo